Expedição 39

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Expedição 39
Insígnia da missão
Informações da missão
Espaçonave Soyuz TMA-11M
Soyuz TMA-12M
Número de tripulantes 6
Início 11 de março de 2014
Término 13 de maio de 2014
Duração 2 meses e 2 dias
Imagem da tripulação
Artemyev, Swanson, Skvortsov, Tyurin, Wakata e Mastracchio
Artemyev, Swanson, Skvortsov, Tyurin, Wakata e Mastracchio
Navegação
ISS Expedition 38 Patch.svg Expedição 38
Expedição 40 ISS Expedition 40 Patch.png

Expedição 39 foi uma missão humana de longa duração na Estação Espacial Internacional, realizada entre 11 de março e 13 de maio de 2014. Ela marcou a primeira vez que a ISS esteve sob o comando de um astronauta japonês, o veterano Koichi Wakata. Após a Expedição 21 em 2009 e a Expedição 35 em 2013, é a terceira vez que a tripulação não foi liderada por um astronauta da NASA ou um cosmonauta da Roscosmos.[1]

Ela contou, no total, com três cosmonautas russos, dois astronautas norte-americanos, e um japonês.

Tripulação[editar | editar código-fonte]

Missão[editar | editar código-fonte]

A missão teve início em 11 de março de 2014 com a desacoplagem da nave Soyuz TMA-10M do módulo Poisk da ISS, levando nela os cosmonautas Oleg Kotov e Sergei Ryazansky e o astronauta Michael Hopkins, integrantes da Expedição 38 enquanto os outros três, Wakata, Tyurin e Mastracchio continuaram a bordo iniciando a Expedição 39. Em 24 de março a nave Soyuz TMA-12M foi lançada do Casaquistão transportando os outros três integrantes da missão, Alexandr Skvortsov, Oleg Artemyev e Steven Swanson, e deveria acoplar com a ISS seis horas depois. Entretanto, o terceiro propulsor da Soyuz não entrou em ignição no momento planejado, impedindo a nave de conseguir o empuxo necessário para realizar a viagem num número menor de órbitas e de tempo até a estação – o chamado "voo expresso", feito pela primeira vez pela Soyuz TMA-08M em março de 2013 [2]– com a acoplagem sendo adiada por dois dias pelo controle de voo em terra. A TMA-12M precisou realizar as mesmas 34 órbitas necessárias pelos modelos mais antigos para chegar até a ISS.[3]

A acoplagem acabou ocorrendo manualmente em 27 de março, a cerca de 400 km de altitude sobre o sudoeste do Brasil, cinco minutos antes do horário previsto, com as escotilhas entre as duas naves se abrindo na madrugada de 28 de março. Após a chegada, Swanson, Skvortsov e Artemyev juntaram-se os demais três astronautas ocupantes da estação, para completar o número total de integrantes da Expedição 39.[4]

Em 11 de abril, véspera da comemoração do Dia do Astronauta, 12 de abril, data em que Yuri Gagarin foi pela primeira vez ao espaço, a tripulação recebeu um chamado do presidente da Rússia, Vladimir Putin, no módulo Zvezda, congratulando-os pela missão conjunta.[5] No mesmo mês, com a chegada da nave não-tripulada SpaceX, que levou à estação equipamentos, material para experimentos científicos, mantimentos e presentes enviados pelos familiares dos astronautas, o pequeno robô Robonauta 2, que até entao habitava a estação e podia fazer movimentos da cintura para cima porque não tinha perna mas apenas um pedestal da cintura prara baixo, recebeu suas pernas e deverá começar a realizar testes para cumprir tarefas de limpeza ou de pegar objetos para as tripulações futuras.[6]

Em 23 de abril, os astronautas Swanson e Mastracchio fizeram uma curta caminhada espacial não programada para consertar um computador de reserva localizado fora da estação. A ISS contém 45 destes computadores, 24 deles na área interna e 21 na área externa da estação.[7]

Em maio, um concerto foi realizado no espaço entre o comandante Wakata e músicos na Terra. Um coro de 13 estudantes da escola Pearl Hall, em Pasadena, no Texas, cantou acompanhado pelo violonista da Orquestra Sinfônica de Houston, Gergei Galperin, a astronauta e flautista Catherine Coleman e o violinista Kenji Williams, no Centro Espacial Johnson. Wakata fez uma apresentação da música tradicional Gagaku com um instrumento de sopro japonês chamado sho. Para acompanhar Wakata, Williams teve que afinar seu violino a 430 hertz, a frequência do sho.[8]

Retorno[editar | editar código-fonte]

A missão encerrou-se em 13 de maio de 2014 com a desacoplagem da nave Soyuz TMA-11M do módulo Rassvet sobre a Mongólia, trazendo de volta à Terra Wakata, Tyurin e Mastracchio, que completaram assim 188 dias em órbita, depois de integrarem também a Expedição 38. A Soyuz pousou em segurança nas estepes do Casaquistão às 07:58 do dia 14, hora local.[9]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Expedition 39». NASA. Consultado em 3 de dezembro de 2013 
  2. «Astronauts Launch on First 'Express' Flight to Space Station». Space.com. Consultado em 30 de março de 2013 
  3. «Expedition 39/40 Trio's Arrival at Space Station Delayed». NASA. Consultado em 26 de março de 2014 
  4. «Mission Status Center». SpaceflightNow. Consultado em 28 de março de 2014 
  5. «Back Up Computer Not Responding to Commands». NASA. Consultado em 14 de abril de 2014 
  6. «Robô humanoide poderá caminhar pela Estação Espacial». Veja. Consultado em 22 de abril de 2014 
  7. «Astronauts Complete Short Spacewalk to Replace Backup Computer». NASA. Consultado em 13 de novembro de 2014 
  8. «Do espaço, astronauta se une em tempo real a concerto de estudantes dos EUA». O Estado de S. Paulo. Consultado em 3 de maio de 2014 
  9. «Expedition 39 Crew Returns to Earth After Six Months on Station». NASA. Consultado em 13 de novembro de 2014