Hélio Lopes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Hélio Fernando Barbosa Lopes
Deputado Federal pelo Rio de Janeiro
Período 1° de fevereiro de 2019
até atualidade
Dados pessoais
Nascimento 28 de março de 1969 (50 anos)
Queimados, RJ
Nacionalidade brasileiro
Progenitores Mãe: Neli Barbosa Lopes
Pai: Ivo Manoel Lopes
Partido PRP (2004-2014)
PTN (2014-2016)
PSC (2016-2018)
PSL (2018-atualidade)
Profissão Militar e Político
Serviço militar
Apelido(s) Hélio Negão
Lealdade Exército brasileiro
Graduação Subtenente.png Subtenente

(Perito criminal, graduado em gestão pública e financeira)
linkWP:PPO#Brasil

Hélio Fernando Barbosa Lopes (Queimados, Rio de Janeiro, 28 de março de 1969)[1], também conhecido como Hélio Negão e Hélio Bolsonaro, é um militar e político Brasileiro.

Filiado ao PSL (Partido Social Liberal), concorreu nas Eleições em 2018 ao mandato de Deputado Federal, sendo o candidato mais votado no estado do Rio de Janeiro.[2]

Vida política[editar | editar código-fonte]

Hélio junto ao Presidente da República, Jair Bolsonaro, na abertura da Copa América de 2019.

Concorreu em 2004 pelo extinto PRP ao cargo de Vereador do município de Queimados, no estado do Rio de Janeiro, tendo conseguido apenas 277 votos[3]. Em 2014 concorreu pelo então PTN, atualmente Podemos (PODE), ao cargo de Deputado Federal pelo estado do Rio de Janeiro,[4] mas teve sua candidatura indeferida. Em 2016 lançou-se candidato pelo PSC ao cargo de Vereador do município de Nova Iguaçu, no estado do Rio de Janeiro, mas novamente não foi eleito, tendo alcançado apenas 480 votos.[5] Em 2018 candidatou-se por seu atual partido, o PSL, ao cargo de Deputado Federal pelo estado do Rio de Janeiro, tendo recebido apoio diretamente (R$ 45 mil reais[6]) de seu amigo e então candidato à Presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro. Elegeu-se em 2018 pelo estado do Rio de Janeiro ao cargo de Deputado Federal, tendo recebido 345.234 votos (4,47% dos votos válidos), sendo o primeiro colocado em número de votos.[7]

Referências