Margarida de Áustria, duquesa de Saboia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde novembro de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Margarida
Arquiduquesa de Áustria
Margarida em vestes de viúva, retratada por Bernaerd van Orley
Princesa das Astúrias
Reinado 3 de abril de 14974 de outubro de 1497
Duquesa de Saboia
Reinado 2 de dezembro de 150110 de setembro de 1504
Governadora dos Países Baixos espanhóis
Reinado 15071 de dezembro de 1530
 
Cônjuge João, príncipe das Astúrias
Felisberto II de Saboia
Casa Habsburgo (por nascimento)
Trastâmara (por casamento)
Saboia (por casamento)
Nascimento 10 de janeiro de 1480
Bruxelas, Bélgica
Morte 1 de dezembro de 1530 (50 anos)
Mechelen, Flandres
Pai Maximiliano I de Habsburgo
Mãe Maria, Duquesa da Borgonha

Margarida de Áustria (Bruxelas, 10 de janeiro de 1480Mechelen, 1 de dezembro de 1530), foi arquiduquesa da Áustria por nascimento, princesa das Astúrias como esposa de João, e depois duquesa consorte de Saboia como esposa de Felisberto II, além de ter sido Governadora dos Países Baixos de 1507 a 1530.

Família[editar | editar código-fonte]

Margarida era filha do imperador Maximiliano I de Habsburgo e de Maria, Duquesa da Borgonha, sua primeira esposa. Era irmã de Filipe I de Castela, marido da rainha Joana de Castela.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Foi condessa da Borgonha, de Artois, de Charolais, e Regente dos Países Baixos a partir de 1507.

Com três anos de idade, em 1483, como parte do Tratado de Arras, ela foi prometida em casamento ao delfim de França, depois rei Carlos VIII de França, passando a viver sob a tutela do futuro sogro, Luís XI de França, levando como dote o Franco-Condado e Artois. O noivo, entretanto, veio a renunciar ao acordo. Margarida, então, voltou para o pai enquanto que Carlos se casou com Ana da Bretanha.

Margarida
Por Mestre de Moulins, 1490-1491

Casaram-na de verdade em 3 de abril de 1497 em Burgos com o infante João de Castela, nascido em Sevilha em junho de 1478, mas este morreu pouco depois, em 4 de outubro de 1497, em Salamanca. Era príncipe das Astúrias, filho de Fernando II de Aragão e de Isabel I de Castela. Na mesma ocasião, casou-se seu irmão o arquiduque Filipe o Belo com Joana de Castela, depois rainha Joana I.

Foi ainda casada uma terceira vez em 1501 com Felisberto II (1480-1504) também chamado o Belo, Duque de Saboia, filho de Filipe II de Saboia e de Margarida de Bourbon.

Não tendo sorte em sua vida particular, foi nomeada pelo pai regente dos Países Baixos, onde teria papel importante na educação do sobrinho Carlos de Gant, o futuro imperador Carlos V.

Precedida por:
Guilherme de Croÿ
Governadora dos Países Baixos Espanhóis
1507 — 1 de dezembro de 1530
Sucedida por:
Maria de Habsburgo
Precedida por:
Fernando de Aragão
Princesa consorte das Astúrias
3 de abril de 1497
4 de outubro de 1497
Sucedida por:
Manuel I de Portugal
Precedida por:
Cláudia de Brosse
Duquesa consorte de Saboia
Coat of arms of Margaret of Austria (1501–1530).svg

2 de dezembro de 1501
10 de setembro de 1504
Sucedida por:
Beatriz de Avis


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Margarida de Áustria, duquesa de Saboia
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.