Norival Rizzo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde maio de 2015).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Norival Rizzo
Norival Rizzo
Nascimento 28 de abril de 1952 (63 anos)
São Paulo, São Paulo, Brasil
Nacionalidade Brasil brasileira
Ocupação ator
Cônjuge Fátima Teixeira Rizzo (desde 2000)

Norival A. Rizzo (São Paulo, 28 de abril de 1952) é um ator brasileiro[1] .

Biografia[editar | editar código-fonte]

Norival é nascido na Vila Formosa, bairro da Zona Leste de São Paulo e é casado com Fátima Teixeira desde 2000.[2]

Formado pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA), em 1977. Com mais de 30 anos de trabalho artístico profissional, já atuou em diversos espetáculos teatrais, filmes, novelas e etc...

Dentre as várias peças em que atuou, destacam-se "Besame Mucho", "A História do Homem"; "As Bruxas Estão Soltas" (diretor e ator);"Marido Bandeira 2" (ator, diretor e produtor) "O Santo e a Porca"; "Acorda, Brasil"; "Sua Excelência - O Candidato", "A Cabra ou Quem é Sylvia?".

Na televisão, apresentou, em 1992, o programa infantil "X-Tudo", da TV Cultura, ao lado de Márcio Ribeiro. Eles trocavam de papel no quadro "Você Sabia?". Norival era Apresentador e Márcio era participante.

No cinema, Norival Rizzo atuou em "Fogo e Paixão" (1988); "Opressão" (1993); "Um Céu de Estrelas" (1996).

Em 2008, Norival Rizzo está filme "Fim da Linha", ao lado de Leonardo Medeiros, Lulu Pavarin, Maria Padilha, Gisela Reimann, Ivan Capúa, dentre outros. "Fim da Linha" foi o último trabalho do ator Rubens de Falco, falecido em 22 de fevereiro de 2008.

Na TV, também em 2008, participou da minissérie "9mm: São Paulo" (2008) e do tele-filme "A Noiva", produzido pela TV Cultura.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Cinema[editar | editar código-fonte]

  • 1988 - Fogo e Paixão .... (de Isay Weinfeld e Marcio Kogan)
  • 1990 - A Causa Secreta .... (de Sergio Bianchi)
  • 1993 - Opressão .... (de Mirella Martinelli)
  • 1995 - Céu de Estrelas .... (de Tatá Amaral)
  • 1996 - Tônica Dominante .... (de Tina Chamie)
  • 2000 - A Caravela .... (de Rodolfo Ancona Lopez)
  • 2005 - Quanto Vale ou é por Quilo .... (de Sérgio Bianchi)
  • 2005 - Fim da Linha .... (de Gustavo Steinberg)
  • 2007 - Um Homem Qualquer .... (roteiro/direção: Caio Vecchio)
  • 2007 - Nome Próprio .... pai de Guilherme (Murilo Salles)
  • 2007 - Linha de Passe .... treinador (de Valter Salles)
  • 2008 - Carmo .... Alberto Chagas (roteiro/direção: Murilo Pasta)
  • 2011 - VIPs .... pai de Marcelo
  • 2013 - Giovanni Improtta .... Aureliano

Televisão[editar | editar código-fonte]

Rádio[editar | editar código-fonte]

  • Show de Rádio .... ator e autor (rádios Bandeirantes/Trianon)

Teatro[editar | editar código-fonte]

  • 1978 - O Segredo do Velho Mudo .... (de Nelson Xavier / direção: Iacov Hillel)
  • 1980 - Foi Bom Meu Bem? .... (de Alberto de Abreu / direção: Ewerton de Castro)
  • 1981 - Cala a Boca Já Morreu .... (de Alberto de Abreu / direção: Ednaldo Freire)
  • 1982 - Besame Mucho .... (de Mário Prata / direção: Roberto Lage)
  • 1985 - Minha Nossa .... (de Carlos Alberto Sofredini / direção: Carlos Alberto Sofredini/Walter Padegursch)
  • 1985 - Papai e Mamãe Conversando sobre Sexo .... (de Mário Prata/Marta Suplicy / direção: Flávio de Souza)
  • 1985 - Inimigos de Classe .... (de Nigel Willians / direção: Márcio Aurélio)
  • 1986 - Muito Barulho por Nada .... (de Shakespeare / direção: Osmar Rodrigues Cruz)
  • 1987 - Teledeum .... (de Alberto Boadela / direção: Cacá Rosset)
  • 1990 - Antares .... (de Tide Nogueira / direção: Chico Medeiros)
  • 1992 - De Pernas pro Ar .... (de Flávio de Souza / direção: Flávio de Souza)
  • 1992 - A Megera Domada .... (de Shakespeare / direção: Eduardo Tolentino)
  • 1994 - Corte Fatal .... (de Paul Portner / direção: Noemi Marinho)
  • 1996 - A História do Homem .... (de João Falcão / direção: Roberto Lage)
  • 1998 - Eles Fazem a Festa .... (de Pascoal Lourenço / direção: Calixto de Inhamus)
  • 1999 - Lembrar é Resistir .... (direção: Silnei Siqueira)
  • 2001 - Órfãos de Jânio .... (de Millôr Fernandes / direção: Eduardo Tolentino)
  • 2002 - Executivos .... (de Daniel Besse / direção: Eduardo Tolentino)
  • 2002 - Acampamento Legal .... ator e diretor (de Armando Ligori / direção: Norival Rizzo)
  • 2003 - Marido Bandeira 2 .... ator, diretor e produtor (direção: Norival Rizzo)
  • 2005 - O Santo e a Porca .... (de Ariano Suassuna / direção: Alexandre Reinecke)
  • 2005 - Oração para um Pé-de-Chinelo .... (de Plínio Marcos / direção: Alexandre Reinecke)
  • 2006 - Acorda Brasil .... (de Antonio Ermírio de Moraes / direção: José Possi Neto)
  • 2006 - Sua Excelência, o Candidato .... (de Marcos Caruso/Jandira Martini / direção: A. Reinecke)
  • 2009 - A Cabra ou Quem è Silvia? .... (de Edward Albee / adaptação/direção: Jô Soares)
  • 2010 - 12 Homens e uma Sentença .... (de Reginald Rose / direção: Eduardo Tolentino)[4]
  • 2011 - Adultérios .... (de Woody Allen / direção: Alexandre Reinecke)

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Por sua atuação na peça "Oração para um Pé-de-chinelo", texto maldito do autor Plínio Marcos, Norival Rizzo recebeu o 18º Prêmio Shell de melhor ator em 2005 e foi indicado ao prêmio de melhor ator da APCA, em 2006. O prêmio de melhor atriz ficou com Denise Weinberg, pelo trabalho na mesma peça. Escrita em 1969 e censurada até 1979, a peça relata o conflito entre uma prostituta e dois bandidos num barraco.[5] [6]

Recebeu o Prêmio de Melhor Ator de TV do ano de 2008 das Organizações Globo, através da Revista Quem, pelo seu trabalho como Horácio, no seriado "São Paulo 9 MM", do canal FOX.[7] [8]

O seriado "São Paulo 9 MM" recebeu também o prêmio de melhor seriado de televisão de 2008, pela APCA.[5]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre um ator é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.