Overwatch

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde junho de 2016). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Translation to english arrow.svg
A tradução deste artigo está abaixo da qualidade média aceitável. É possível que tenha sido feita por um tradutor automático ou por alguém que não conhece bem o português ou a língua original do texto. Caso queira colaborar com a Wikipédia, tente encontrar a página original e melhore este verbete conforme o guia de tradução.
Overwatch
Desenvolvedora(s) Blizzard Entertainment
Publicadora(s) Blizzard Entertainment
Diretor(es) Jeff Kaplan
Chris Metzen
Aaron Keller
Projetista(s) Jeremy Craig
Michael Elliott
Scott Mercer
Escritor(es) Michael Chu
Programador(es) Mike Elliott
John LeFleur
Artista(s) William Petras
Arnold Tsang
Compositor(es) Derek Duke
Plataforma(s) Microsoft Windows
PlayStation 4
Xbox One
Data(s) de lançamento 24 de maio de 2016
Gênero(s) Tiro em primeira pessoa
Modos de jogo Multijogador

Overwatch é um jogo eletrônico multijogador de tiro em primeira pessoa desenvolvido e publicado pela Blizzard Entertainment. Revelado na BlizzCon de 2014, o jogo enfatiza a jogabilidade cooperativa usando um elenco de vários "heróis", cada um com suas próprias habilidades e funções dentro de uma equipe. O jogo entrou em beta fechado na América do Norte e na Europa em 27 de outubro de 2015, com planos de levar o beta para a Ásia em uma data posterior. O último fim de semana de beta fechado começou em 15 de abril de 2016 e, serviu principalmente como um teste de estresse para os servidores do jogo, com duração de 36 horas.[1] O jogo foi lançado em 24 de Maio de 2016, para Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One.

Jogabilidade

Overwatch possui um combate de equipe com dois times rivais compostos de seis jogadores cada.[2] Os jogadores podem escolher um de vários heróis, cada qual com suas próprias habilidades únicas e função de classe. As quatro funções principais de personagens incluem: personagens ofensivos com alta velocidade e ataque, mas baixa defesa, personagens defensivos destinados a criar pontos de obstrução para os inimigos, personagens de suporte que fornecem "buffs" e "debuffs" para seus aliados e inimigos respectivamente (como cura ou alterações na velocidade de movimento), e personagens Tanque, que têm uma grande quantidade de armadura e pontos de vida para resistirem a ataques e atrair o fogo inimigo para longe de seus companheiros. Assim que morrem, os jogadores podem alternar entre personagens durante a partida, o que é incentivado pelo design do jogo.[3][4] Os mapas do jogo são inspirados em locais do mundo real;[5] os três primeiros mapas revelados ("King's Row", "Hanamura", "Templo de Anubis") são inspirados em Londres, Japão, e nas ruínas do Antigo Egito, respectivamente.[4]

Modos de jogo

Overwatch atualmente possui quatro modos de jogo, incluindo um híbrido de ataque e escolta:[6]

  • Ataque: A equipe atacante é encarregada de capturar dois pontos de objetivo no mapa, enquanto a equipe defensiva deve detê-los.[3][4]
  • Escolta: A equipe atacante é encarregada de escoltar uma carga para um determinado ponto de entrega antes do tempo acabar, enquanto a equipe de defesa deve detê-los. A carga se move ao longo de um caminho fixo quando qualquer jogador da equipe atacante está próximo a ele.[3][4]
  • Ataque/Escolta: A equipe atacante tem que capturar a carga e levá-la ao seu destino, enquanto que a equipe defensiva tenta impedi-los.
  • Controle: Cada equipe tenta capturar e assegurar um objetivo em comum, até o percentual de captura chegar em 100%. Este modo de jogo ocorre em formato de melhor-de-três, ganha a equipe que vencer dois rounds primeiro.

Personagens

Os personagens em Overwatch possuem quatro funções: Ofensivo, Defesa, Tanque e Suporte. Essas funções servem para categorizar os heróis da Overwatch por características semelhantes, que podem ser usadas para descrevê-los e o seu estilo de jogo. A primeira aparição de um personagem de Overwatch em um jogo já lançado foi em 19 de abril de 2016, no Heroes of the Storm.[7]

  • Ofensivo: personagens ofensivos têm alta mobilidade e são conhecidos por sua capacidade de causar grandes quantidades de dano. Para equilibrar isso, personagens ofensivos têm um baixo número de pontos de vida.[8][9][10]
  • Defesa: personagens de defesa se sobressaem em proteger locais específicos e na criação de pontos de obstrução. Eles também podem fornecer vários auxílios de campo, tais como torres-sentinela e armadilhas.[8][9][10]
  • Tanque: de todos os personagens do jogo, os personagens Tanque são os que mais possuem pontos de vida. Devido a isso, eles são capazes de chamar a atenção do inimigo para longe de seus companheiros de equipe, também como para atrapalhar o time inimigo. [8][9][10]
  • Suporte: personagens de Suporte são personagens que têm habilidades que melhoram a sua própria equipe e/ou enfraquecem o inimigo. Eles podem não ser os que causam mais dano ou possuem mais pontos de vida, mas os buffs e debuffs que fornecem garantem que seus companheiros de equipe terão menos trabalho para lidar com adversários.[8][9][10]

Season 3

Depois de reprojetar o sistema de classificação de habilidade na Season 2 a Blizzard percebeu que as divisões ouro e platina estavam superpopuladas e devido a isso alguns jogadores alcançavam uma colocação mais alta do que o esperado e tinha uma queda imediata durante as primeira partidas.

Enredo

Overwatch se passa na Terra em um futuro próximo, anos após o fim da crise global Omnica. Esta crise colocou a humanidade sob a ameaça da inteligência artificial "Omnic".[11][12] Isto levou à revolta dos robôs em todo o mundo e um grande conflito em escala global.[12][13] Para por um fim a este conflito, uma força-tarefa internacional chamada "Overwatch" foi formada pelas Nações Unidas para proteger a humanidade e acabar com a Crise. Nos anos que se seguiram, a Overwatch manteve-se como uma força de pacificação, mas após múltiplos incidentes de atividade criminosa terem surgido em todo o mundo,acusações de corrupção e de sedição[14] começaram a surgir. As pessoas voltaram-se contra aqueles que as haviam salvado. Uma vez considerados heróis, os membros da Overwatch passaram a serem vistos com desconfiança.[13] Então um dia, a sede da Overwatch de repente foi destruída, aparentemente, devido a um acidente. Oficialmente, o ataque tirou a vida do líder da Overwatch, Jack Morrison, e do segundo-em-comando, Gabriel Reyes.[13] Após este evento, a força-tarefa foi finalmente dissolvida.[15] Alguns acreditam que a causa da queda da Overwatch foi devido, na verdade, a uma elaborada conspiração por aqueles que queriam ver o fim da organização, embora nada tenha sido confirmado oficialmente pela ONU.[13][16]

Desenvolvimento

De acordo com o co-fundador da Blizzard Entertainment, Michael Morhaime, Overwatch destina-se a "criar uma incrível experiência FPS que é mais acessível a um público muito mais amplo, oferecendo a ação e a profundidade que os fãs de shooter amam."[5] Chris Metzen, da Blizzard, reconheceu que partes de Overwatch, tais como mapas, compartilham de "continuidade" com o cancelado MMORPG da empresa, Titan, embora os jogos sejam completamente diferentes.[17] Devido ao cancelamento de Titan, Overwatch tornou-se a segunda tentativa da Blizzard de lançar uma nova franquia desde StarCraft em 1998.[18] Citando um desejo de manter os seu estilo de jogo "simples", e porque contradizia a sua ênfase em cumprir objetivos como uma equipe, ao invés de tentar alcançar um grande número de mortes, Overwatch não irá conter o tradicional modo deathmatch.[3][4] Metzen afirmou que "temos uma longa história de desenvolvimento de jogos multiplayer, e chegamos a 'é mesmo possível criar um shooter que não seja cínico, que não seja cruel, que não seja desagradável? Pode-se criar um shooter que realmente incentive o trabalho em equipe e relacionamentos e se divertir com os seus amigos, e não ser morto por uma throwing knife lançada do outro lado do mapa, assim que você entrar na partida?'"[19]

O elenco de personagens jogáveis em Overwatch pretende retratar diversas representações de gêneros e etnias (incluindo homens, mulheres, e os personagens não humanos, tais como robôs e um gorila).[5][20] Jeff Kaplan, explicou que a indústria esta "claramente em uma época em que jogos são para todos", continuando com "cada vez mais, as pessoas querem sentir-se representadas, de todas as esferas da vida, meninos e meninas, todos. Nós nos sentimos obrigados a fazer o nosso melhor para honrar isso." Metzen admitiu que até mesmo sua filha havia perguntado por que os personagens em uma cutscene de Warcraft estavam vestindo roupas de banho.[20] Apesar disso, no entanto, um escritor para o Kotaku ainda comentou que "as mulheres em Overwatch são em sua maioria super magras e vestidas com catsuit."[21]

O United States Patent and Trademark Office, suspendeu o pedido da Blizzard para o registro da marca Overwatch devido a "um risco de confusão" com uma marca anteriormente registada por Innovis Labs.[22] No dia 13 de outubro, 2015, Innovis Labs e a Blizzard resolveram uma pendente ação judicial. Uma semana depois, em 21 de outubro de 2015, a Innovis Labs entregou o seu registro da marca Overwatch.[23] Durante a PAX East 2015, a Blizzard Entertainment revelou novos mapas e novos personagens. Eles também anunciaram que o beta fechado iria começar no dia 27 de outubro, 2015.[24]

Em 5 de novembro de 2015, a Blizzard revelou a Origins Edition do jogo, juntamente com os anúncios que o jogo será lançado para PC, PlayStation 4 e Xbox One. O jogo será cobrado uma unica vez e o lançamento mundial está definido para 24 de Maio de 2016.[25] Em dezembro, a Blizzard anunciou que o beta seria fechado para "pausa prolongada", com início em 10 de dezembro e retornando em fevereiro de 2016.[26] A pré-encomenda do jogo foi anunciada e disponibilizada para pré-compra na Battle.net em 6 de novembro de 2015.[27]

O jogo vai receber novas atualizações, que incluem novos mapas e personagens, após o lançamento do jogo. Todo o conteúdo adicional será gratuito para os jogadores já existentes e não vão exigir pagamento adicional. A Blizzard espera que através deste método eles possam aliviar as preocupações de alguns jogadores.[28] Durante a versão beta e no lançamento, o modo multiplayer online será segregado por console, apesar de a Blizzard manifestar interesse em potencialmente apoiar "cross-platform" no futuro.[29]

Em 6 de Março de 2016, o site IGN acidentalmente exibiu um anúncio de Overwatch que sugeriu que um periodo early access de beta aberto estaria disponível a partir de 3 de Maio, para aqueles que fizeram pré-compra. O anúncio foi removido logo após o erro ter sido notado. No dia seguinte, a Blizzard confirmou a data de lançamento para 24 de Maio.[30] Ao contrário dos lançamentos anteriores da Blizzard, não há planos para uma versão de Overwatch para OS X.[31]

Em Março de 2016, a Blizzard decidiu mudar uma pose de vitória do personagem feminino Tracer.[32] Um jogador manifestou preocupações através do fórum oficial do jogo pois a pose era um exemplo inadequado de objetificação sexual de uma personagem antes amigável e heroica. O tópico sobre a pose ganhou grande atenção. O game designer da Blizzard, Jeffrey Kaplan, revelou em entrevistas póstumas que, anteriormente, preocupações sobre a pose já haviam sido expressas internamente. Membros da comunidade tiveram reações mistas para com a mudança, expressando tanto apreciação a Blizzard por ter reconhecido o problema quanto decepção pela aparente autoridade criativa submissa.[33] A pose foi substituída na versão beta, antes de o jogo ser lançado.[34][35]

Hérois

Ofensivos Defensivos Tanques Suportes
Doomfist Bastion D.Va Ana
Genji Hanzo Orisa Brigitte
Mcree Junkrat Reinhardt Lúcio
Pharah Mei Roadhog Mercy
Reaper Torbjorn Winston Moira
Soldado:76 Widowmaker Zarya Symmetra
Sombra Zenyatta
Tracer

Dublagem

Personagem Brasil Brasil Estados Unidos Estados Unidos
Ana Amari Angela Bonatti Aysha Selim
Athena Sheila Dorfman Evelyn Duah
Bastion Chris Metzen
Brigitte Lindholm Flora Paulita Matilda Smedius
Hana "D.Va" Song Jullie Vasconcelos Charlet Chung
Akande "Doomfist" Ogundimu Luiz Carlos Persy Sahr Ngaujah
Genji Shimada Paulo Vignolo Gaku Space
Hanzo Shimada Reginaldo Primo Paul Nakauchi
Jamison "Junkrat" Fawkes Christiano Torreão Chris Parson
Lúcio Correia dos Santos Daniel Müller Jonny Cruz
Jesse McCree Guilherme Santos Matthew Mercer
Mei-Ling Zhou Érika Menezes Zhang Yu
Angela "Mercy" Ziegler Christiane Louise Lucie Pohl
Moira O'Deorain Isis Koschdoski Genevieve O'Reilly
Orisa Marisa Leal Cherrelle Skeete
Fareeha "Pharah" Amari Marcela Duarte Jen Cohn
Gabriel "Reaper" Reyes Duda Ribeiro Keith Ferguson
Reinhardt Wilhelm Eduardo Borgeth Darin de Paul
Mako "Roadhog" Rutledge Marcelo Dondi Josh Petersdorf
Jack "Soldado: 76" Morrison José Augusto Sendim Fred Tatasciore
Olivia "Sombra" Colomar Carol Crespo Carolina Ravassa
Satya "Symmetra" Vaswani Guilene Conte Anjali Bhimani
Torbjörn Lindholm Maurício Berger Keith Silverstein
Lena "Tracer" Oxton Luisa Palomanes Cara Theobold
Amélie "Widowmaker" Lacroix Flávia Saddy Chloé Hollings
Winston Jorge Vasconcelos Crispin Freeman
Aleksandra "Zarya" Zaryanova Fernanda Mammana Dolya Gavanski
Tekhartha Zenyatta Ricardo Juarez Feodor Chin

Mídias Relacionadas

Em Março de 2016, a Blizzard anunciou que vai lançar quadrinhos e curtas animados baseados no universo de Overwatch. Incluindo 6 histórias em quadrinhos digitais, um série de curtas animados, e uma graphic novel chamada Overwatch: First Strike, que foca na história de vários personagens do jogo, incluindo Soldado: 76, Torbjörn, Reaper, e Reinhardt. A novel está sendo criada pelo escritor Micky Neilson e pelo artista Ludo Lullabi.[37]

O primeiro episódio da série de curtas animados, Recall, foi lançado no dia 23 de Março e é centrado em Winston e Reaper. O segundo episódio, Alive, apresentou um impasse entre Tracer e Widowmaker, e foi lançado no dia 5 de abril. Um terceiro episódio, Dragons, com os irmãos Hanzo e Genji, foi lançado em 16 de Maio. O quarto e último episódio da primeira temporada da série, Hero, tem Soldado: 76 lutando contra o crime organizado em Dorado, um dos mapas do jogo, e estreou em 22 de Maio.

Referências

  1. «Overwatch Game Preview». MMOs.com (em inglês). Consultado em 13 de abril de 2016 
  2. Molina, Brett (7 de novembro de 2014). «Blizzard unveils team-based shooter 'Overwatch'». USA Today (em inglês). Consultado em 7 de novembro de 2014 
  3. a b c d «BlizzCon 2014: 5 Facts About Overwatch». IGN (em inglês). Consultado em 8 de novembro de 2014 
  4. a b c d e «Blizzard's Overwatch: What we know so far». PC Invasion (em inglês). Consultado em 21 de julho de 2015 
  5. a b c «Overwatch is Blizzard's new team-based multiplayer shooter». Polygon (em inglês). Consultado em 7 de novembro de 2014 
  6. «Overwatch Beta Patch Notes – November 9, 2015». Battle.net (em inglês). Consultado em 16 de novembro de 2015 
  7. Porter, Matt (18 de abril de 2016). «Overwatch's Tracer Coming To Heroes of the Storm This Week». IGN (em inglês). Consultado em 20 de abril de 2016 
  8. a b c d «Classes - Overwatch Wiki Guide». IGN (em inglês). Consultado em 2 de dezembro de 2015 
  9. a b c d «Roles - Overwatch Wiki». overwatch.gamepedia.com (em inglês). Consultado em 2 de dezembro de 2015 
  10. a b c d «BlizzCon 2014 - Overwatch Unveiled Panel Transcript - Page 4 of 4 - Blizzplanet | Overwatch». overwatch.blizzplanet.com (em inglês). Consultado em 2 de dezembro de 2015 
  11. «Torbjörn - Overwatch». playoverwatch.com/pt-br. Consultado em 27 de Maio de 2016. Torbjörn tinha uma profunda desconfiança da inteligência computacional consciente e, enquanto muitos de seus companheiros consideravam isso uma paranoia, seus piores medos se tornaram realidade quando as populações de robôs do mundo se viraram contra seus criadores humanos durante a Crise Ômnica 
  12. a b «Bastion - Overwatch». playoverwatch.com/pt-br. Consultado em 27 de Maio de 2016. Originalmente criadas para propósitos de manutenção da paz, as unidades robóticas Bastion possuíam a habilidade única de se reconfigurar rapidamente em um modo de canhão de ataque. Porém, durante a Crise Ômnica, elas foram postas contra seus criadores humanos, dando volume ao exército rebelde de ômnicos. 
  13. a b c d Olympia Shaw (fictional). «Fading Glory: On the Trail of Jack Morrison». Battle.net. Consultado em 15 de novembro de 2015 
  14. «Reinhardt - Overwatch». playoverwatch.com/pt-br/. Consultado em 27 de Maio de 2016. Conforme os tempos ficavam mais sombrios e a Overwatch se tornava suspeita de corrupção e rebelião, Reinhardt só podia assistir enquanto a causa pela qual ele havia dedicado sua vida para defender era cercada de desgraça. 
  15. «Game - Overwatch». us.battle.net. Consultado em 22 de dezembro de 2014. [Overwatch] ended the crisis and helped to maintain peace in the decades that followed [...] But after many years, Overwatch's influence waned, and it was eventually disbanded. 
  16. «McCree - Overwatch». playoverwatch.com/pt-br/. Consultado em 2 de dezembro de 2015 
  17. «Overwatch includes pieces of Blizzard's canceled MMO Titan». Polygon (em inglês). Consultado em 7 de novembro de 2014 
  18. Hansen, Steven (7 de novembro de 2014). «Blizzard Announces New Franchise In 17 Years: Overwatch». Destructoid (em inglês). Consultado em 28 de março de 2016 
  19. «Overwatch first look: Blizzard takes on Team Fortress 2». PC Gamer (em inglês). Consultado em 8 de novembro de 2014 
  20. a b «Blizzard wants its diverse fans to feel 'equally represented' by Overwatch's heroes». Polygon (em inglês). Consultado em 8 de novembro de 2014 
  21. «With Overwatch, Blizzard Is Trying To Do Women Characters Better». Kotaku (em inglês). Consultado em 16 de novembro de 2014 
  22. Campbell, Colin (12 de janeiro de 2015). «Blizzard's Overwatch hits trademark problem». Polygon (em inglês). Consultado em 20 de janeiro de 2015 
  23. McArthur, Stephen (3 de novembro de 2015). «Blizzard Settles "Overwatch" Trademark Lawsuit». The McArthur Law Firm (em inglês). Consultado em 3 de novembro de 2015 
  24. Makuch, Eddie (6 de março de 2015). «New Overwatch Characters Revealed, Beta Starts This Fall». GameSpot (em inglês). Consultado em 7 de março de 2015 
  25. Dyer, Mitch (5 de novembro de 2015). «Overwatch: Origins Edition Release Date Set For Spring 2016». IGN. Consultado em 6 de novembro de 2015 
  26. Pereira, Chris. «Overwatch Beta Going Offline Until January». Gamespot (em inglês). Consultado em 4 de dezembro de 2015 
  27. «Overwatch™ Ready for Action Spring 2016 — Pre-Purchase Now for Console and PC» (em inglês). 6 de novembro de 2015. Consultado em 24 de novembro de 2015 
  28. Matulef, Jeffery (7 de dezembro de 2015). «Overwatch's post-release heroes and maps will be free». Eurogamer. Consultado em 8 de dezembro de 2015 
  29. «Overwatch on consoles is smooth, but most will prefer PC». Destructoid (em inglês). Consultado em 27 de maio de 2016 
  30. Makuch, Eddie (7 de março de 2016). «Overwatch Release Date, Xbox One/PS4/PC Open Beta Announced». GameSpot (em inglês). Consultado em 8 de março de 2016 
  31. McWhertor, Michael (6 de novembro de 2015). «Overwatch isn't coming to Mac». Polygon (em inglês). Consultado em 9 de novembro de 2015 
  32. McWhertor, Michael. «Blizzard is removing a sexualized pose from Overwatch, citing player feedback (update)». Polygon (em inglês). Consultado em 10 de maio de 2016 
  33. Grayson, Nathan (30 de março de 2016). «Blizzard Removing Overwatch Butt Pose After Fan Complaint [UPDATE]». Kotaku (em inglês). Consultado em 30 de março de 2016 
  34. Martin, Matt. «Overwatch's Tracer butt pose replaced with cheesecake pin-up stance». VG247 (em inglês). Consultado em 7 de abril de 2016 
  35. Good, Owen (6 de abril de 2016). «Here's Overwatch's replacement for the victory pose that caused such a fuss». Polygon (em inglês). Consultado em 7 de abril de 2016 
  36. «As Vozes de Overwatch». Blizzard Entertainment. 13 de julho de 2016. Consultado em 1 de março de 2018 
  37. Morrison, Angus (17 de março de 2016). «Blizz details Overwatch comics and animated shorts». PC Gamer (em inglês). Consultado em 18 de março de 2016 

Ligações externas

Portal A Wikipédia tem o portal: