The Last of Us

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The Last of Us
Desenvolvedora(s) Naughty Dog
Publicadora(s) Sony Computer Entertainment
Diretor(es) Bruce Straley
Neil Druckmann
Projetista(s) Jacob Minkoff
Escritor(es) Neil Druckmann
Programador(es) Travis McIntosh
Jason Gregory
Compositor(es) Gustavo Santaolalla
Artista(s) Erick Pangilinan
Nate Wells
Plataforma(s) PlayStation 3
Conversões/
relançamentos
PlayStation 4
Data(s) de lançamento PlayStation 3
14 de junho de 2013
PlayStation 4
29 de julho de 2014
Gênero(s) Ação-aventura
Sobrevivência
Modos de jogo Um jogador, multijogador

The Last of Us é um jogo eletrônico de ação-aventura e sobrevivência desenvolvido pela Naughty Dog e publicado pela Sony Computer Entertainment. Ele foi lançado originalmente para PlayStation 3 em 14 de junho de 2013, enquanto uma versão remasterizada para PlayStation 4 foi lançada em 29 de julho do ano seguinte. Na história, os jogadores controlam Joel, um homem encarregado de escoltar uma adolescente chamada Ellie através de um Estados Unidos pós-apocalíptico. The Last of Us é jogado a partir de uma perspectiva em terceira pessoa, com os jogadores podendo usar armas de fogo, armas improvisadas e furtividade a fim de defenderem-se de humanos hostis e criaturas canibalísticas infectadas por uma mutação do fungo Cordyceps. Um "Modo de Escuta" permite a localização de inimigos por meio de uma audição aprimorada e consciência espacial. Armas podem ser melhoradas usando itens recolhidos do ambiente. Há modo multijogador online em que até oito jogadores podem entrar em partidas cooperativas ou competitivas em recriações dos locais da campanha um jogador.

O desenvolvimento de The Last of Us começou em 2009 logo depois da finalização de Uncharted 2: Among Thieves, o título anterior da Naughty Dog. A relação entre Joel e Ellie foi o foco central do jogo, com todos os outros elementos de história e jogabilidade desenvolvendo-se ao seu redor. A equipe criativa escolheu os atores Troy Baker e Ashley Johnson a fim de interpretarem os personagens principais, que realizaram a captura de movimentos e dublagem para seus respectivos papéis. Ambos auxiliaram o diretor criativo Neil Druckmann com o desenvolvimento da história e personagens. Novos motores de jogo foram criados para satisfazer as necessidades do jogo, com a inteligência artificial de Ellie sendo um grande ponto de desenvolvimento e aprimoramento. A trilha sonora original foi composta por Gustavo Santaolalla, enquanto os efeitos sonoros assumiram um ponto de vista mais naturalista e minimalista do que em outros jogos de ação.

The Last of Us foi anunciado em 2011, sendo amplamente antecipado. Ele foi aclamado pela crítica especializada, com elogios sendo direcionados particularmente para sua caracterização, subtexto, exploração da condição humana e representação de personagens femininas. O título tornou-se um dos jogos mais bem vendidos do PlayStation 3, vendendo mais de 1,3 milhões de cópias em sua primeira semana e mais de oito milhões depois de catorze meses. The Last of Us foi considerado um dos melhores jogos eletrônicos da história, vencendo diversos prêmios de Melhor do Ano. Um conteúdo para download chamado Left Behind foi lançado em fevereiro de 2014, com sua história se passando antes do jogo principal e centrando-se em Ellie e sua melhor amiga Riley. Uma sequência, The Last of Us Part II, foi anunciada em dezembro de 2016.

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

The Last of Us é um jogo eletrônico pós-apocalíptico de ação-aventura e sobrevivência apresentado a partir de uma perspectiva em terceira pessoa.[1] O jogador atravessa ambientes arruinados, passando por locais como cidades, edifícios e esgotos a fim de avançar pela história. Armas de fogo, armas improvisadas e furtividade são usadas para derrotar humanos hostis e criaturas canibalísticas infectadas por uma mutação do fungo Cordyceps. O jogador controla durante a maior parte da história o personagem de Joel, um homem encarregado de escoltar uma garota chamada Ellie através dos Estados Unidos; ela e outros companheiros ocasionais são controlados por uma inteligência artificial.[2] Ellie torna-se temporariamente a personagem jogável durante um segmento da história.[3]

O Modo de Escuta do jogo permite que o jogador descubra a posição de inimigos ao destacar suas silhuetas, algo alcançado através de uma escuta aprimorada e percepção espacial.[4]

Durante o jogo, o jogador é obrigado a confrontar-se com os Infectados (ex-humanos infectados com um fungo) e com os Sobreviventes (humanos que, apesar de não estarem infectados, são também hostis). Cada tipo de inimigo tem padrões de AI muito distintos, com os humanos a serem particularmente competentes: conseguem trabalhar juntos, confiando informação importante uns com os outros, conseguem fugir, trocar de táticas dependendo se Joel tem uma arma de fogo ou uma arma branca e até podem se render se souberem que já estão derrotados.[5] Acima de tudo, a AI inimiga é muito adaptável, oferecendo muitas variáveis dinâmicas com a qual o jogador vai se confrontar. A Naughty Dog designou a sua programação da AI com o nome "Balança de Poder".[6][5]

O jogo também contempla uma gestão de inventário e um sistema de combinação de objectos. A qualquer altura, Joel pode abrir a sua mochila para combinar ou usar objectos, como por exemplo para fazer um coquetel molotov.[6]

Ao contrário de Uncharted, os jogadores podem interagir com objectos no ambiente por causa da história de fundo, ao invés da sua mera progressão. Por exemplo, quando os jogadores veem um poster de um filme, podem escolher interagir com ele ou não. Os itens com os quais o jogador pode interagir ficam iluminados.[6]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Personagens[editar | editar código-fonte]

Os papéis de ambos os personagens principais do jogo, Ellie e Joel, são interpretados por Ashley Johnson e Troy Baker, e seus dubladores em português, no Brasil são Luiza Caspary e Luiz Carlos Persy. Joel é um sobrevivente, contrabandista e anti-herói; enquanto Ellie é uma adolescente de 14 anos muito sábia para a sua idade, mas que não viveu o mundo pré-apocalipse.[7]

Outros personagens incluem a parceira de contrabando de Joel; Tess (Annie Wersching/Miriam Ficher), Marlene (Merle Dandridge/Midian Almeida), líder dos Fireflies e amiga da mãe de Ellie; Robert (Robin Atkin Downes/Mauro Ramos), traficante de armas; Sarah (Hana Hayes/Victoria Brow), filha de Joel; Bill (W. Earl Brown/Júlio Chaves), um mecânico; os sobreviventes Henry e Sam (Brandon Scott e Nadji Jeter, respectivamente); o irmão de Joel, Tommy (Jeffrey Pierce/Clécio Souto) e a sua esposa Maria (Ashley Scott/Mabél Cezar); David (Nolan North), líder de um grupo de sobreviventes; e James (Reuben Langdon), aliado de David.[8]

Cenário[editar | editar código-fonte]

The Last of Us começa numa zona de quarentena em Boston, vinte anos depois da praga. Ellie, uma órfã de 14 anos, vive numa pequena casa de madeira; Joel, um traficante que vende drogas e armas no mercado negro dentro da zona de quarentena. Para recuperar uma mercadoria perdida pela sua parceira, Joel segue para uma jornada na qual tem que transportar a garota, portadora de uma possível cura, até um grupo de rebeldes. Assim, Joel, sua parceira e a menina saem da zona de quarentena:- e o jogo começa a percorrer várias áreas dos Estados Unidos, incluindo a cidade de Pittsburgh pós-apocalíptica e outras localizações agora reclamadas pela natureza. Evidentemente, as coisas viram para pior, quando os militares depressa se apercebem da fuga e começam a persegui-los. Depois da morte da sua parceira e responsável pela menina, Joel e Ellie continuam a sua viagem pelas ruínas e as suas tentativas desastrosas para escapar às forças da lei, as quais começam a se desdobrar. Ao longo do caminho, os dois também terão de enfrentar vários inimigos, desde humanos infectados a outros sobreviventes como caçadores ou ladrões.[9][10][11]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Question book.svg
Esta seção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2015). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

O jogo começa em uma cidade do Texas no dia do aniversário de Joel no ano de 2013. A filha adolescente dele, Sarah, acorda com a chegada do pai e dá para ele um presente de aniversário. Eles assistem televisão e o jogo corta para Joel levando Sarah para o quarto dela para ela dormir. Daí se corta pra ela acordando com uma ligação urgente do tio Tommy - irmão mais novo de Joel - que quer falar urgentemente com o irmão. Sarah procura por Joel pela casa e percebe que algo estranho está acontecendo, incluindo explosões, o noticiário e viaturas da polícia. Em seguida, Joel entra nervoso na casa e, de repente, o vizinho da família entra completamente doente tentando atacá-los. Joel acaba matando o vizinho e, sem entender, Sarah é obrigada a entrar no carro com o pai e o tio Tommy. Logo se percebe que o surto da infecção acabou de começar e várias famílias e pessoas tentam sair da cidade. Tentando cortar caminho, o carro de Tommy sofre um acidente e Sarah acaba machucando a perna. Os três são obrigados a correr - Joel carregando Sarah nos braços - enquanto as pessoas ao redor são atacadas aparentemente por infectados. Com a confusão, Tommy acaba ficando para trás e deixa o irmão e a sobrinha seguirem até o final da rodovia. Infelizmente, um militar barra o caminho de Joel e Sarah e, por ordem superior, é obrigado a eliminá-los. Joel consegue escapar de ser baleado, mas Sarah acaba morrendo em seus braços após Tommy aparecer e matar o militar.

O surto foi causado por uma mutação no fungo Cordyceps que começou a atacar humanos e se alastrou por todo o planeta. Nos anos seguintes, militares criaram a Lei Marcial, ocasionando em ordens rígidas sobre infectados e foram criadas áreas de quarentena, nas quais os sobreviventes devem obedecer toques de recolher e qualquer ordem superior. Houve também a criação de um grupo de rebeldes, os Fireflies (Vaga-lumes), que agem contra os militares e buscam pela cura da doença a qualquer custo.

Vinte anos depois da morte de Sarah, em 2033, Joel é agora um traficante de armas em Boston que trabalha com a sua parceira, Tess. Certo dia, Tess convence Joel a procurar Robert, outro traficante de armas que aparentemente havia roubado toda a mercadoria de Joel e Tess. Após se encontrarem com Robert, a dupla descobre que ele entregou as armas para os Vaga-lumes. Com raiva, Tess acaba matando Robert e decide ir atrás dos Vaga-lumes; mas, por sorte, acabam encontrando naquele mesmo instante, Marlene, líder dos Vaga-lumes. Marlene faz um acordo com Joel e Tess: o de que entregaria todas as armas se os dois completassem a missão de levar Ellie, uma garota comum de catorze anos, para o prédio do Congresso.

Eles acabam aceitando a missão, mas, logo depois de fugirem da zona de quarentena, descobrem que Ellie está infectada. Ellie, no entanto, diz ter sido mordida há três semanas e não se transformou - sendo que, na verdade, a pessoa infectada começa a se transformar depois de dois dias após ter sido mordida. Por isso, os Vaga-lumes acreditam que Ellie é a chave para encontrar a cura da doença. A princípio, Joel não acredita, mas Tess força-o a acreditar.

Quando os três chegam ao Congresso, encontram todos os Vaga-lumes mortos e Tess revela que está infectada. Ela consegue convencer Joel a ajudar Ellie a encontrar o restante dos Vaga-lumes nas outras sedes. Tess faz Joel prometer que levará Ellie em segurança e, em seguida, para dar tempo a Joel e Ellie para fugir, enfrenta os militares que estavam procurando os três desde a saída da zona de quarentena. Tess é morta neste confronto.

Joel acredita que seu irmão Tommy (que havia se tornado um Vaga-lume) possa ajudar a garota; pelo que eles partem para uma cidade abandonada para procurar Bill, um dos contatos de Joel que pode ajudar a conseguir um carro para a viagem. Depois de muita discussão, Bill concorda em ajudar a consertar um carro. Após muita luta com infectados, finalmente Joel e Ellie conseguem um carro e continuam a viagem.

Contudo, durante o percurso, a dupla encontra caçadores - humanos não-infectados que trabalham em grupos para roubar e matar qualquer pessoa - e o carro acaba sendo destruído. Joel e Ellie são forçados a caminhar a pé e, depois de uma situação perigosa, Ellie acaba por matar um homem pela primeira vez, salvando a vida de Joel no processo. Confiando na garota, Joel entrega a ela uma arma e os dois continuam enfrentando caçadores.

Mas, no caminho, Joel e Ellie acabam encontrando dois sobreviventes confiáveis: Henry e seu irmão mais novo, Sam. Rapidamente, Sam e Ellie se tornam amigos e os quatro começam a se ajudar, já que Henry e Sam planejam se juntar aos Vaga-lumes. Quando a situação estava animadora para os quatro, ocorre um grande problema: Sam acaba por ser infectando e Henry é forçado a matar o próprio irmão. Em seguida, pela culpa do assassinato, Henry acaba se suicidando.

No outono Joel e Ellie finalmente encontram Tommy, já agora casado, que lidera um grupo que pretende reativar uma usina hidrelétrica para fornecer eletricidade a uma pequena comunidade e voltar a viver como antes do surto. O plano de Joel era passar a missão de entregar Ellie ao irmão. Ocorrem grandes discussões e Ellie acaba fugindo com um dos cavalos de Tommy. No fim, Joel decide continuar com a missão. Tommy informa que os Vaga-lumes se encontram em uma universidade e diz ao irmão mais velho que terá um lugar na comunidade se quiser voltar. Joel recusa a oferta e parte com Ellie para a universidade.

Chegando lá, no entanto, eles não encontram nenhum Vaga-lume, apenas uma gravação dizendo que eles estavam tentando achar a cura e montaram um acampamento num hospital em Salt Lake City. Alguns caçadores invadem a universidade e, por consequência disso, Joel é gravemente ferido quando é empurrado e acaba tendo o corpo perfurado gravemente. Ellie ajuda-o a montar no cavalo Callus.

Durante o inverno, Ellie trata como pode o ferimento de Joel, encontrando remédios e suplementos. Quando estava caçando animais, a garota encontra um homem chamado David, que a ajuda com os remédios. Mas o real objetivo de David era sequestrar Ellie, já que o grupo dele havia se tornado canibal. Ellie consegue despistar os homens de David e deixar Joel em segurança, mas é sequestrada por David. Joel consegue se levantar e, notando a ausência de Ellie, começa a procurá-la pela cidade. Ellie consegue escapar de David por um tempo até ele encontrá-la novamente em um restaurante abandonado. Por fim, depois de uma violenta luta, Ellie consegue matar David e Joel encontra-a no restaurante.

Na primavera, próximos ao hospital Saints Mary de Salt Lake City, Joel e Ellie atravessam águas turbulentas em um túnel e, por acidente, Ellie acaba se afogando. Joel tenta ressuscitá-la, mas, alguns homens aparecem e Joel acaba sendo desacordado. Joel acorda numa cama do hospital ao lado de Marlene, que agradece a ele por ter trazido Ellie e revela que ela será bastante útil na criação de uma vacina. Para fazer isso, porém, os médicos teriam que retirar a amostra do fungo que se alastrou no cérebro de Ellie, ou seja, ela teria de ser morta. Joel não aceita perder Ellie, pois acabou se afeiçoando à garota, quase tratando-a como se ela substituísse a sua falecida filha, Sarah. Movido por isso, Joel sai decidido atrás de Ellie e consegue retirar a garota ainda anestesiada antes que fizessem a cirurgia. No estacionamento do hospital, Joel encontra-se com Marlene, que lhe diz que ele ainda poderá fazer o que é certo. Mas Joel acaba matando Marlene. Ellie foi colocada em um carro e ambos partiram dali.

Após passar o efeito da anestesia, ainda no carro durante a viagem, ambos conversam e Joel acaba mentindo para Ellie, dizendo que os Vaga-lumes não estavam procurando mais a cura e que poderiam existir mais pessoas imunes como ela. Fica a impressão de que Ellie não acredita em Joel, mas mesmo assim, eles voltam novamente para a colônia de Tommy. A última cena mostra a vista das casas da colônia de Tommy e Ellie pede para Joel prometer que estava dizendo a verdade e diz que ela está esperando "a vez dela". Joel acaba por confirmar a mentira e, aparentemente, Ellie sabe que ele não está falando a verdade. Contudo, fica-se com a noção de que Elie acaba perdoando a mentira já que ela mesma se afeiçoou a Joel, vendo-o como uma figura paterna.

Enredo alternativo[editar | editar código-fonte]

A Naughty Dog havia originalmente planejado um desenrolar diferente para a história.

A primeira grande diferença vinha no momento em que Joel, Tess e Ellie são parados por uma patrulha e escaneados para ver se há algum infectado entre eles. Junto com o trio, havia um quarto elemento, um médico que deveria ser contrabandeado junto com Ellie. Um dos guardas da patrulha era o irmão de Tess, que os deixaria passar. Ao ver que Ellie faz o sensor da doença disparar, Joel saca uma arma e mata um dos guardas, causando um tiroteio. Nessa batalha, o irmão de Tess morre. Tess se sente traída por Joel e Ellie e jura vingança a eles.[12]

No decorrer da história, é o médico quem explica a eles que Ellie é imune e que ela deve ser levada ao laboratório dos Vaga-lumes para que uma cura seja desenvolvida. Ele é morto eventualmente. Outras diferenças desta versão da história incluem Joel e Ellie escapando de um prédio em chamas, juntando-se a um grupo de sobreviventes que eventualmente trava uma grande batalha com uma horda de infectados, e adotando um cachorro - a Naughty Dog originalmente planejava fazer com que animais pudessem ser infectados também, mas essa ideia foi abandonada.[12]

O clímax também foi alterado. Originalmente, Joel deixa Ellie nas instalações médicas dos Vaga-lumes e um médico diz que "é complicado". A história corta direto para Joel dirigindo com Ellie inconsciente no banco de trás. Quando ela acorda, ela diz que deveriam voltar e os dois começam a discutir quando são atingidos por um carro dirigido por Tess e posteriormente capturados por ela.[12]

Ellie consegue fugir com o carro de Tess e parte para a clínica enquanto Joel fica para trás e é torturado por Tess, enquanto flashbacks mostram Joel massacrando os médicos no local para resgatar Ellie. Esta, por sua vez, dá meia-volta no meio do caminho e volta para matar Tess e resgatar Joel e começar uma vida nova com ele, sem ficar sabendo o que ele fez nas instalações dos Vaga-lumes.[12]

Uma versão intermediária entre este enredo alternativo e a história final mostra algo mais próximo do que consta no jogo comercializado, mas com um clímax que reduz a matança protagonizada por Joel a uma cena em que ele faz um cirurgião refém na sala de operações enquanto Marlene aponta uma arma para ele e Ellie fica no meio, inconsciente em sua maca cirúrgica.[12]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

O jogo foi publicitado antes dos Spike Video Awards em 29 de novembro de 2011, com publicidade na Times Square mencionando "um exclusivo PS3 que você não vai acreditar".[13] Trailers iniciais mostraram um evento apocalíptico, incluindo motins, epidemia, quarentena, violência e assim como um clipe do programa da BBC "Planeta Terra" mostrando uma formiga infectada com Cordyceps unilateralis, um fungo perigoso parasita que normalmente mata os insetos, como formigas.

Nos Game Awards da Spike TV, a Sony revelou oficialmente o jogo, um novo IP da Naughty Dog. Um trailer da jogabilidade, descrito como retirado da PS3, mostrou um homem e uma adolescente a revistar e a matar outros sobreviventes, o que parecia ser pessoas com o crescimento de fungos incomuns, antes de se dirigirem para uma cidade em ruínas cobertas de vegetação que lembra o filme I Am Legend.[14]

Logo após a inauguração, co-presidente da Naughty Dog, Evan Wells, comentou no Blog PlayStation mais alguns detalhes:

"The Last of Us é uma experiência de gênero-definindo que mistura elementos de sobrevivência e de ação para contar a história de uma personagem e de uma praga moderna que dizima a humanidade. A natureza invade a civilização, forçando os sobreviventes restantes para matar por comida, armas e tudo o que podem encontrar. Joel, um sobrevivente cruel, e Ellie, uma jovem corajosa adolescente, devem trabalhar juntos para sobreviver na sua jornada que resta dos Estados Unidos."[15] - Evan Wells

O anúncio também confirmou que o novo projeto está sendo liderado pelo diretor dos estúdios Bruce Straley e o diretor de Uncharted 2: Among Thieves Neil Druckmann.[16] O designer de Enslaved: Odyssey to the West, Mark Richard Davies, também tem estado a trabalhar no jogo.[17] Depois de Uncharted 2: Among Thieves ser editado em 2009, alguns elementos da equipa de produção formaram a equipa de The Last of Us, enquanto que os que ficaram começaram a produzir Uncharted 3: Drake's Deception.[18] The Last of Us marca a primeira vez que a Naughty Dog tornou-se um estúdio de duas equipas.[11] Também é a primeira vez que o estúdio introduziu uma segunda IP na mesma geração de hardware.[19]

Neil Druckmann afirmou que os papéis de ambos os personagem principais do jogo, Ellie e Joel, seriam interpretados por Ashley Johnson e Troy Baker.[7]

Numa entrevista ao USA Today, o co-presidente da Naughty Dog, Christophe Balestra disse que estão a tentar mover os videojogos para uma área elevada e respeitada da mesma forma que um filme. "Nós queremos redefinir como os nossos produtos são chamados," disse Christophe Balestra. "Videojogo já não é o termo correcto. Não é necessariamente um jogo com regras e um vencedor ou perdedor. É uma experiência." O artigo confirma que Last of Us é de fato uma experiência "cinemática" na terceira pessoa.[20]

Bruce Straley, diretor de The Last of Us, afirmou numa entrevista à revista GameInformer que o jogo "irá ter algum tipo de componente online".[21] Mais tarde, em junho de 2012, em entrevista ao Examiner, Neil Druckmann, diretor criativo em The Last of Us, confirmou que o jogo vai ter modo multijogador e que a campanha não irá ter modo cooperativo.[22] Em 8 de maio de 2013, a Sony confirmou que o jogo será lançado no Brasil em português.[23]

Concepção[editar | editar código-fonte]

Mecânicas de stealth e cobertura poderão ser usados, como mostra nesta imagem os dois protagonistas do jogo, Joel e Ellie, ambos escondidos, enquanto outro sobrevivente revista o lugar.

O objetivo de The Last of Us surgiu depois de se assistir a série documental da BBC "Planeta Terra", que mostrou formigas infectadas com o fungo Cordyceps unilateralis. Este fungo ocupa o cérebro delas, conduzindo-as por lugares escuros e propícios para o seu desenvolvimento. A partir disso, surgiu a ideia de que o fungo pode infectar os seres humanos, tornando-se a ideia inicial para o jogo. Grandes inspirações artísticas incluídos nos filmes No Country for Old Men e The Road, a banda desenhada The Walking Dead e o romance City of Thieves.[11] A GamesRadar também apontou como inspirações a versão cinemática de I Am Legend, The Road e a versão televisiva de The Walking Dead, assim como 28 Days Later e os filmes Children of Men e The Day of the Triffids.[24]

Enquanto a epidemia de fungo é o cenário principal do jogo, The Last of Us não é um "jogo de zombies", mas "uma história de amor como um relacionamento um pai-filha", influenciado em parte pela sequência entre Nathan Drake e Tenzin, o seu guia tibetano, em Uncharted 2. Joel é um sobrevivente e anti-herói, e Ellie é uma menina de 14 anos sem nenhum conhecimento do mundo pré-apocalipse.[11]

O compositor para o jogo será Gustavo Santaolalla, duas vezes vencedor de um óscar cujos créditos incluem O Segredo de Brokeback Mountain e Babel. A equipe queria focar mais na emoção com a trilha sonora, ao invés de horror.[11]

Próximo ao lançamento do vídeo inicial de Dead Island, a equipe estava preocupada que os dois jogos seriam muito semelhantes, tanto a explorar o lado humano e emocional num evento apocalíptico. No entanto, no lançamento do jogo acima mencionado, a equipe percebeu que a jogabilidade não era parecida do que encontrada no vídeo; pelo contrário, o designer Neil Druckmann sente que o vídeo de The Last of Us "é muito representativo do que nós iremos fazer".[11] Druckmann também afirmou que ele quer que a história de The Last of Us levante a franquia para desenvolvedores de jogos de vídeo, porque que ele sente que o padrão de narração de histórias não é tão bom como deveria ser dentro da indústria.[25][26]

O produtor mostrou uma amostra longa da jogabilidade na conferencia de imprensa da Sony na Electronic Entertainment Expo de 2012.[27]

Durante a PAX 2012 foi mostrado um novo vídeo que dava destaque à exploração através de objectos interactivos, enigmas ambientais, a "Balança de Poder" da IA e aspectos dinâmicos sobre as acções furtivas que se poderão usar para planear a sobrevivência de Joel e Ellie.[28] Um novo vídeo foi dado a conhecer durante os Spike Video Game Awards de 2012. No vídeo foram mostrados novos ambientes, mecânicas de jogo e outros detalhes da história.[29]

Marketing e lançamento[editar | editar código-fonte]

The Last of Us foi editado mundialmente a 14 de Junho de 2013, excepto no Japão, a 20 de Junho de 2013.[30][31] Apesar de originalmente pensado para ser lançado a 7 de Maio, Druckmann revelou via PlayStation Blog que o estúdio decidiu adiar por umas semanas.[32] A versão censurada da Europa não inclui desmembramentos e cabeças a explodir no modo multijogador.[33]

No Brasil, a Sony realizou eventos especiais à meia noite do dia de lançamento do jogo, que ocorreram nas cidades de Recife, Rio de Janeiro e São Paulo. Os eventos contaram a com a distribuição de brindes, cabines fotográficas temáticas e outras atividades.[34][35]

Em Janeiro de 2013, a Sony revelou que uma demonstração antecipada de The Last of Us estaria incluída em todas as cópias de God of War: Ascension.[36][37]

Conteúdo adicional[editar | editar código-fonte]

Em adição às edições especiais, a Sony Computer Entertainment revelou que para os jogadores que fizerem a pré-reserva da edição padrão de The Last of Us receberão o DLC Sights & Sounds Pack como "obrigado".[38]

No evento de lançamento da PlayStation 4 a 14 de Novembro de 2013, foi mostrado um novo conteúdo para o jogo com o nome "Left Behind". O conteúdo serve para contar os eventos anteriores à história do jogo e tem como protagonista principal Ellie e a sua amiga Riley.[39] "Left Behind" ficou disponível em 14 de Fevereiro de 2014.[40]

Edições de retalho[editar | editar código-fonte]

Conteúdo da The Last of Us: Post-Pandemic Edition.[41]

Foram reveladas várias edições para The Last of Us: The Last of Us: Joel Edition e a The Last of Us: Ellie Edition, exclusivas para a Europa, que incluem o mini-livro com ilustrações The Art of The Last of Us, o livro de banda desenhada The Last of Us: American Dreams, um poster uma caixa de jogo exclusiva e uma capa para o comando de jogo (diferentes nas duas edições), o DLC Pack Survival com conteúdos transferíveis como bónus para o multijogador, o DLC Pack Sights & Sounds que contém um tema dinâmico para a PlayStation 3, a banda sonora do jogo e dois avatares para a PlayStation Network (Joel e Ellie de Inverno). As edições contêm ainda a LittleBigPlanet Skins, códigos para descarregar um fato para o personagem Sackboy, dependendo da edição escolhida.[38][42][43][44] Para a América do Norte foram reveladas as edições The Last of Us: Survival Edition e a The Last of Us: Post-Pandemic Edition. A Survival Edition contém o mini-livro com ilustrações The Art of The Last of Us, o livro de banda desenhada The Last of Us: American Dreams, uma capa exclusiva para o jogo, uma edição Steelbook do jogo e o DLC Sights & Sounds que contém um tema dinâmico para a PlayStation 3, a banda sonora do jogo e dois avatares para a PlayStation Network (Joel e Ellie de Inverno). A Post-Pandemic Edition inclui a edição Steelbook do jogo, a banda desenhada The Last of Us: American Dreams, os DLC Survival Pack e Sights & Sounds e uma estátua de 12" de Joel e Ellie.[41]

Em Outubro de 2014, a Sony anunciou a The Last of Us: Game of the Year Edition. Em adição ao jogo principal esta edição inclui a expansão “Left Behind”, assim como os pacotes de mapas Abandoned Territories e Reclaimed Territories. De acordo com a empresa, a Game of the Year Edition é a "derradeira versão" de The Last of Us e estará disponível para PlayStation 3 a partir de 11 de Novembro de 2014.[45]

Banda Desenhada[editar | editar código-fonte]

Uma série de quatro edições de banda desenhada com o nome The Last of Us: American Dreams foi publicada pela Dark Horse Comics. O enredo foi escrito por Neil Druckmann, director criativo da Naughty Dog e por Faith Erin Hicks. Os eventos ocorrem um ano antes da história do jogo, e mostra a aventura de Ellie e de outra sobrevivente, Riley.[46] O primeiro livro foi editado a 3 Abril de 2013. Numa demonstração do jogo e do livro, a primeira edição esgotou e foi de novo editada a 29 de Maio de 2013, juntamente com o segundo livro.[47]

The Last of Us Remastered[editar | editar código-fonte]

A 26 de Março de 2014, um representante da Sony Turquia disse que uma versão melhorada de The Last of Us seria lançada para PlayStation 4 em 2014.[48] A Sony Europa respondeu que a versão para a PlayStation 4 ainda não tinha sido anunciada.[49] A 29 de Março, um website espanhol começou a aceitar pré-reservas para The Last of Us na PlayStation 4,[50] juntando-se um outro holandês a 2 de Abril.[51]

A 9 de Abril de 2014, apareceu publicidade na PlayStation Store que mostrava The Last of Us Remastered para PlayStation 4.[52] Mais tarde durante esse dia, a Sony confirmou que The Last of Us Remastered seria editado para PlayStation 4, durante o verão de 2014.[53] The Last of Us Remastered foi lançado em 29 de Julho de 2014.[53]

Repercussão[editar | editar código-fonte]

Pré-Lançamento[editar | editar código-fonte]

The Last of Us foi exibido em várias audiências durante a Electronic Entertainment Expo 2012 (E3 2012), onde ganhou cinco Game Critics Awards para Melhor do Evento, Melhor Jogo Original, Melhor Jogo para Consola, Melhor Jogo de Acção/Aventura, e um Louvor Especial pelo Som.[54] O jogo recebeu outros prémios na E3 para Melhor do Evento de outras publicações e média como a Cheat Code Central,[55] The Daily Telegraph,[56] Destructoid,[57] The Electric Playground,[58] Electronic Gaming Monthly,[59] GameSpot,[60] e PlayStation Universe.[61] The Last of Us foi nomeado para Jogo Mais Antecipado nos Spike Video Game Awards 2012,[62] enquanto que o vídeo do jogo mostrado na Gamescom 2012 ganhou o prémio de Melhor Video nos 4th Inside Gaming Awards.[63]

Criticas Profissionais[editar | editar código-fonte]

Em antecipação ao lançamento do jogo, The Last of Us recebeu aclamação universal. Actualmente detém uma pontuação de 95 no Metacritic e 94.58%% no GameRankings.[84][85] O site Metacritic colocou-o como o melhor da PlayStation 3 em 2013, tal como o segundo melhor jogo para PlayStation 3 (juntamente com Batman: Arkham City e Uncharted 2: Among Thieves), atrás de Grand Theft Auto IV. The Last of Us é o segundo título PlayStation 3 mais pontuado em 2013 no GameRankings, atrás de BioShock Infinite.[84][85]

A primeira crítica de The Last of Us apareceu online no site da revista Empire. O crítico deu a pontuação perfeita de 5/5 afirmando que "é um fácil concorrente a melhor jogo desta geração de consolas" [...] uma obra-prima que será olhada favoravelmente por décadas que virão."[86]

A Official PlayStation Magazine também deu a pontuação perfeita ao jogo, 10/10, dizendo que é "Uma obra de arte que, com os seus sons e imagens fabulosas, nos drena numa emocionante e competente aventura sobre o fim dos dias. Isto é a Naughty Dog a puxar a PS3 até ao limite absoluto. Noutras palavras, compra-o."[79] A Eurogamer também deu a pontuação máxima e diz que "Não sei se é o melhor desta geração, isso depende sempre do que procuram num jogo, é sim um verdadeiro exemplo de como montar um mundo credível, com personagens autênticas e nas quais acabamos por investir muito emocionalmente."[69]

A IGN também deu a pontuação perfeita B-), ao dizer que "The Last of Us é uma obra prima, o melhor exclusivo da PlayStation 3 e um jogo que é obrigatório jogar, absolutamente".[75] Na pontuação de 10/10 feita pela Destructoid, Jim Sterling elogiou muito o jogo, como um pacote completo, dizendo "Existe muito mais em The Last of Us para além de combate e excertos de história "emocionais" ... a melhor criação da Naughty Dog é completa, e quando digo completa, entenda-se como o maior dos elogios. Não quero mais de The Last of Us: não preciso de mais. Quando vi a última linha dos créditos, acabei. The Last of Us conseguiu tudo aquilo que precisava de conseguir, no sentido de me providenciar tudo aquilo que quero. E terminou perfeitamente."[65] A Videogamer também dá nota perfeita e diz que "The Last of Us prometia muito e não só cumpriu como excedeu as expetativas mais elevadas. Se têm uma PlayStation 3, estão perante uma obra obrigatória. A Naughty Dog está-se a colocar num patamar bastante injusto: depois deste jogo, como é que se poderão exceder novamente?."[83]

A Edge deu a pontuação 10/10 e diz que "a Naughty Dog entregou-nos a mais fascinante e emocionante história desta geração de consolas."[67] A PushSquare, também com nota perfeita, refere que é "uma grande aventura, tocante e emocionante, The Last of Us representa o momento de viragem para este médium."[87] The SixthAxis, com pontuação de 10/10, diz que "muito cuidadosamente, aqui os produtores criaram algo raramente visto nesta industria, um olhar consideravelmente mais substancial sobre o já saturado género de aventuras na terceira pessoa ... Um enorme feito, e que te respeita como um adulto."[88] A PlayStation LifeStyle deu também a pontuação perfeita e diz que "É uma marca de excelência na escrita, no design e no desempenho. A Naughty Dog e a Sony não só têm um vendedor de sistema nas suas mãos, mas também um jogo que vai definir uma geração inteira de consolas, um verdadeiro clássico que vai ser falado e acarinhado nos anos que virão."[80]

A GamesRadar deu a pontuação 5/5 e disse que "a Naughty Dog entregou-nos o canto do cisne que toda uma geração de videojogos merece... uma das maiores narrativas que nos afectam, The Last of Us tem sucesso onde tantos pretendentes falharam... No que toca a tudo aquilo que um jogo moderno de acção tenta ser, The Last of Us é o ponto final no fim da frase, não ficando mais nada por dizer. Até à próxima geração. Se isto é o ponto de partida para isso, então os próximos cinco a dez anos podem ser algo de realmente fantástico.[72] A Machinima, com nota perfeita, refere que "The Last of Us é uma experiência brilhante que balanceia jogabilidade estratégica com o género de ação-aventura, e fica como um testamento do poder de como se contam histórias nos videojogos."[77]

A PSXExtreme deu 9.8/10 e diz que "este produtor conseguiu estabelecer-se a si mesmo como o criador de elite desta geração... The Last Of Us é uma obra prima que define esta industria..." e conclui ao dizer que "... não tens outra escolha senão comprar The Last Of Us. Joga-o e aprecia entretenimento interactivo no seu melhor."[89] Talal Musa, crítico do Daily Mail, deu a pontuação perfeita e escreveu a análise só numa frase: "Não há palavras suficientes ou páginas na Internet para descrever o quão bom The Last of Us é. Tudo o que vou dizer é o seguinte: por quê perder tempo a ler sobre The Last Of Us quando você poderia estar a jogá-lo."[90]

Apesar de muitas análises na sua grande maioria positivas, Philip Kollar da Polygon foi mais crítica em relação ao jogo, fazendo notar que o jogo em si próprio ainda está muito restrito às convenções do género de tiro na terceira pessoa, forçando os jogadores a terem que lutar constantemente contra várias vagas de inimigos para conseguirem progredir, o que Kollar achou ser muito discordante em comparação com o resto do jogo. Kollar também descreveu o combate como "confuso" e que o jogador tem de estar sempre a recomeçar de pontos intermédios.[81] Tom Mc Shea da GameSpot, deu a The Last of Us 8/10, criticando também o ponto final, dizendo que existem pontos intermédios espalhados com muita regularidade, acabando por estragar a tensão e porque assim o jogador nunca se sentirá em perigo.[71]

Vendas[editar | editar código-fonte]

No Reino Unido, o jogo estreou-se em 1º lugar nas vendas e continuou nessa posição por seis semanas seguidas, batendo o recorde de FIFA 12 e Call of Duty: Black Ops II.[91][92] The Last of Us também ficou no topo das tabelas nos Estados Unidos, França, Irlanda, Itália, Holanda, Suécia, Finlândia, Noruega, Dinamarca, Espanha e Japão.[93] O jogo vendeu 1.3 milhões de unidades na primeira semana de vendas,[94] e 3.4 milhões a nível mundial nas três semanas seguintes,[95] fazendo de The Last of Us o jogo da PlayStation 3 que mais rapidamente vendeu em 2013, antes do lançamento de Grand Theft Auto V.[96][97] Em Janeiro de 2014 já tinham sido vendidas mais de 4.1 milhões de unidades de The Last of Us.[98] Ángel Fernandez, gestor de produto The Last of Us em Espanha, revelou que o jogo já vendeu mais de 180 mil exemplares em Portugal e Espanha.[99] Em Julho de 2014 já tinham sido vendidas mundialmente mais de 7 milhões de unidades.[100]

Prémios[editar | editar código-fonte]

The Last of Us ganhou o prémio Melhor Jogo Novo de Acção/Aventura da revista Games,[101] e o Prémio Escolha dos Utilizadores nos PlayStation Awards 2013.[102] The Last of Us foi nomeado em treze categorias para os 17th Annual DICE Awards, conseguindo ganhar dez: Jogo do Ano, Prémio Excelência em Som, Prémio Excelência em História, Prémio Excelência em Desempenho da Personagem (Ellie), Prémio Excelência em Inovação, Jogo de Aventura do Ano, Prémio Excelência em Animação, Prémio Excelência em Direcção de Arte, Prémio Excelência em Engenharia Visual e Prémio Excelência na Direcção de Jogo.[103] Também recebeu diversos prémios "Jogo do Ano" de várias publicações incluindo Game Informer, Destructoid, Kotaku, GameTrailers, Cheat Code Central e IGN.[104] Foi nomeado para dez prémios BAFTA, ganhando metade: Melhor Jogo, Melhor Jogo de Ação/Aventura, Melhor História, Prémio de Áudio e para Ashley Johnson devido à sua interpretação como Ellie.[105] De acordo com o site Gotypicks, The Last of Us é o jogo mais premiado de sempre como "Jogo do Ano", ultrapassando The Elder Scrolls V: Skyrim com um total de 231 prémios.[106] O IGN colocou-o na terceira posição na lista dos "100 Melhores Jogos da Geração".[107] A expansão Left Behind ganhou o prémio de "Jogo do Ano para PlayStation 3" atribuído pelo GameSpot em Dezembro de 2014.[108]

Lista de prémios e nomeações notáveis para The Last of Us
Ano Prémio Categoria Resultado Ref.
2013 Games 2014 Games of the Year and Other Awards Melhor Novo Jogo de Acção Venceu [101]
31st Golden Joystick Awards Jogo do Ano Indicado [109][110]
Melhor Novidade Venceu
Melhor Enredo Venceu
Estúdio do Ano (Naughty Dog) Venceu
Melhor Desenho Visual Indicado
Melhor Momento ("perda de Joel") Indicado
Good Game Awards 2013 Melhor Jogo Venceu [111]
Momento Mais Memorável (cena das "Girafas") Indicado [112]
PlayStation Awards 2013 Prémio Escolha do Público Venceu [102]
5th Annual Inside Gaming Awards Jogo do Ano Indicado [113][114]
Melhor Som Venceu
Mais Imersivo Indicado
Melhor História Indicado
Melhor Dobragem Venceu
Escolha dos Jogadores Indicado
Cheat Code Central's 7th Annual Cody Awards Jogo do Ano Venceu [115]
Estúdio do Ano (Naughty Dog) Venceu [116]
Melhor Som Vice-Campeão [117]
Melhores Gráficos Indicado [118][119]
Melhor Personagem Masculino (Joel) Venceu [120]
Melhor Personagem Feminino (Ellie) Venceu [121]
Melhor Jogo PlayStation Venceu [122]
Melhor Jogo de Acção/Aventura Indicado [123][124]
Spike VGX 2013 Jogo do Ano Indicado [125]
Estúdio do Ano (Naughty Dog) Venceu
Melhor Jogo de Acção/Aventura Indicado
Melhor Jogo PlayStation Venceu
Melhor Actor de Voz (Troy Baker como Joel) Venceu
Melhor Atriz de Voz (Ashley Johnson como Ellie) Venceu
Melhor Banda Sonora Indicado
GameSpot's Game of the Year 2013 Awards Jogo do Ano - PS3 Venceu [126]
Kotaku's Game of the Year 2013 Jogo do Ano Venceu [127]
Hardcore Gamers Game of the Year Awards 2013 Game of the Year Venceu [128]
Best PS3 Game Venceu [129]
Best Action Game Venceu [130]
Best Developer (Naughty Dog) Venceu [131]
Best New Character (Ellie) Venceu [132]
Best New IP Venceu [133]
Best Original Soundtrack Indicado [134]
Best Sound Design Indicado [135]
Best Story Indicado [136]
Best Voice Acting Venceu [137]
Best Writing Venceu [138]
The Troy Baker Award (Troy Baker as Joel) Venceu [139]
Destructoid's Best of 2013 Game of the Year Venceu [140]
Community Choice Venceu [141]
Best Console Exclusive Venceu [142]
Best Visuals Indicado [143]
Best Story Indicado [144]
Best Action Game Indicado [145]
Best Character (Ellie) Indicado [146]
Best Character (Joel) Indicado
Edge Awards 2013 Best Game Vice-campeão [147]
Studio of the Year (Naughty Dog) Vice-campeão [148]
Best Audio Design Venceu [149]
2014 IGN's Best of 2013 Game of the Year Venceu [104]
Best Overall Action-Adventure Game Venceu [150]
Best Overall Graphics - Technology Venceu [151]
Best Overall Graphics - Art Design Indicado [152]
Best Overall Music Indicado [153]
Best Overall Sound Venceu [154]
Best Overall Story Indicado [155]
Best PS3 Game Venceu [156]
Best PS3 Action-Adventure Game Venceu [157]
Best PS3 Multiplayer Game Venceu [158]
Best PS3 Graphics Venceu [159]
Best PS3 Sound Venceu [160]
Best PS3 Story Venceu [161]
41st Annual Annie Awards Melhor Videojogo Animado Venceu [162]
GameTrailers Game of the Year Awards 2013 Game of the Year Venceu [163]
Best Graphics Indicado
Best Story Venceu
Best Third Person Shooter Venceu
Best PlayStation Exclusive Venceu
Best Soundtrack Indicado
Game Informer Best Of 2013 Awards Jogo do Ano Venceu [164]
Melhor Exclusivo para PS3 Venceu
Melhor Jogo de Acção Venceu
Writers Guild of America Awards 2014 Outstanding Achievement in Videogame Writing Venceu [165]
Game Developers Choice Awards 2013 Jogo do Ano Venceu [166]
Melhor Design Venceu
Melhor Arte Visual Indicado
Melhor Narrativa Venceu
Melhor Tecnologia Indicado
17th Annual D.I.C.E. Awards Jogo do Ano Venceu [103]
Prémio Excelência em Som Venceu
Prémio Excelência em História Venceu
Prémio Excelência em Desempenho da Personagem (Ellie) Venceu
Prémio Excelência em Desempenho da Personagem (Joel) Indicado
Prémio Excelência em Inovação Venceu
Jogo de Aventura do Ano Venceu
Jogo Online do Ano Indicado
Prémio Excelência em Animação Venceu
Prémio Excelência em Direcção de Arte Venceu
Prémio Excelência em Engenharia Visual Venceu
Prémio Excelência em Engenharia Jogabilidade Indicado
Prémio Excelência na Direcção de Jogo Venceu
BAFTA Awards 2014 Melhor Jogo Venceu [105]
Ação e Aventura Venceu
Excelência Artística Indicado
Excelência de Audio Venceu
História Venceu
Game Design Indicado
Multijogador Indicado
Música Indicado
Interpretação (Ashley Johnson como Ellie) Venceu
Interpretação (Troy Baker como Joel) Indicado
Famitsu Awards 2013 Outstanding Performance Venceu [167][168]
Special Rookie Venceu

Adaptação cinematográfica[editar | editar código-fonte]

Em novembro de 2013 a Sony registou os domínios TheLastOfUs-Movie.com e TheLastOfUsMovie.net que sugeriam uma adaptação cinematográfica de The Last of Us.[169] A 6 de Março de 2014, foi anunciado que a Screen Gems irá distribuir ia versão cinematográfica de The Last of Us. Os co-presidentes da Naughty Dog, Evan Wells e Christophe Balestra, o director do jogo Bruce Straley, o escritor Neil Druckmann, e Sam Raimi irão produzir o filme. Druckmann também será o argumentista.[170]

Sequência[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: The Last of Us Part II

Em fevereiro de 2014, em entrevista ao Eurogamer, Neil Druckmann disse que estão a considerar as hipóteses de criar uma sequencia.[171] Numa entrevista com o site GameCrate, Evan Wells, co-fundador da Naughty Dog, falou sobre a possibilidade de serem lançadas sequencias para The Last of Us: "Nós não chegamos a uma posição onde dizemos, 'Bem, The Last of Us foi um sucesso, vamos planejar The Last of Us 2, 3 e 4!' Nós não pensamos dessa forma. Não queremos apenas continuar a ordenhar essa vaca em vez de fazer algo que agrade toda a equipa. Portanto não vamos planejar sequencias com cinco anos de antecedência," explicou Wells.[172] Em Julho de 2014, Arne Meyer da Naughty Dog disse que a não consideração de uma sequencia para The Last of Us “seria um mau serviço" para o estúdio e para os fãs.[173] Em Janeiro de 2015, em entrevista à revista Game Informer, Druckmann, agora director de Uncharted 4: A Thief's End, quando confrontado com a imensa procura de uma sequencia, respondeu: "Nós também o queremos. Fizemos um brainstorm de ideia para a sequencia de The Last of Us, bem como para novos jogos, mas neste momento tudo foi congelado enquanto trabalhamos em Uncharted 4."[174]

The Last of Us Part II foi oficialmente revelado durante o evento PlayStation Experience em dezembro de 2016.[175] Em Part II o jogador controla Ellie ao invés de Joel e a historia ocorre cinco anos depois do primeiro jogo.[176][177] A musica é novamente composta por Gustavo Santaolalla e o jogo realizado por Neil Druckmann e escrito por Druckmann e Halley Gross.[177][178][179]

Referências

  1. Hamilton, Kirk (29 de julho de 2014). «The Last of Us: The Kotaku Review». Kotaku. Consultado em 6 de dezembro de 2016. 
  2. Wells, Evan (10 de dezembro de 2011). «Naughty Dog Reveals The Last of Us at 2011 VGAs». PlayStation.Blog. Consultado em 6 de dezembrode 2016. 
  3. Grounded: Making The Last of Us (Vídeo). Naughty Dog, Area 5. 24 de fevereiro de 2014. 
  4. Lavoy, Bill (4 de agosto de 2014). «The Last of Us Remastered Beginners Tips». Prima Games. Consultado em 6 de dezembro de 2016. 
  5. a b Scott Grant. «the last of us impresses with adaptive AI». The Controller Online. Consultado em 11-3-2013. 
  6. a b c http://www.giantbomb.com/the-last-of-us/61-36989/
  7. a b http://www.vg247.com/2011/12/12/ellen-page-not-involved-with-the-last-of-us-enslaved-design-lead-on-board/
  8. «The Last of Us». Behind The Voice Actors. 2013-06-14. Consultado em 2013-07-18. 
  9. [1]
  10. «Last of Us to be set in Pittsburgh». 
  11. a b c d e f http://www.eurogamer.net/articles/2011-12-13-the-last-of-us-preview
  12. a b c d e Matulef, Jeffrey (31 de agosto de 2013). «The Last of Us' original storyline detailed». Eurogamer. Consultado em 10 de dezembro de 2015. 
  13. computerandvideogames.com Jake Denton (2011-11-30). «PS3 News: VGAs to premiere 'a PS3 exclusive you won't believe'». ComputerAndVideoGames.com. Consultado em 2011-12-04. 
  14. [2]
  15. Evab Wells (2011-12-10). «Naughty Dog Reveals The Last of Us at 2011 VGAs». SCEA. Consultado em 2011-12-11. 
  16. [3]
  17. Tamoor Hussain (2011-12-12). «PS3 News: The Last of Us gets Enslaved lead designer, doesn't star Ellen Page». ComputerAndVideoGames.com. Consultado em 2012-01-14. 
  18. «Second Naughty Dog team at work on The Last of Us for two years». VG247. 2011-12-13. Consultado em 2012-01-14. 
  19. Yin, Wesley (2011-12-11). «The Last of Us confirmed as a new Naughty Dog PlayStation 3 exclusive • News •». Eurogamer.net. Consultado em 2012-01-14. 
  20. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome lan.C3.A7ameto_g4mers
  21. [4]
  22. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome multijogador
  23. Felipe Azevedo (8-5-2013). «Assista ao Trailer de The Last of Us Dublado em Português». PlayStation.Blog. Consultado em 29-5-2013. 
  24. Alex Roth (28 de junho, 2012). «The Last of Us – 6 post-apocalyptic visions that inspired the game». GamesRadar. Consultado em 8-8-2012. 
  25. «Naughty Dog Launches Damning Verdict, Wants Other Devs To Wake Up». GamingUnion.net. 2011-12-13. Consultado em 2011-12-13. 
  26. [5]
  27. Alexa Ray Corriea (4-6-2012). «'The Last of Us' E3 gameplay trailer blows our minds». The Verge. Consultado em 7-9-2012. 
  28. Eric Monacelli - Naughty Dog (5-9-2012). «Watch The Last of Us PAX Theater Gameplay Demo in HD». PlayStation Blog US. Consultado em 7-9-2012. 
  29. «The Last of - VGA 2012: World Premiere Trailer». Gametrailers.com. 7-12-2012. Consultado em 20-12-2012. 
  30. «Buy The Last of Us for PlayStation 3 (PS3)». Play-asia.com. Consultado em 2013-07-13. 
  31. «Buy The Last of Us for PlayStation 3». Play-Asia. Consultado em 2013-06-16. 
  32. «The Last of Us delayed: Neil Druckmann». Playstation Blog. 13-4-2013. Consultado em 14-7-2013. 
  33. Yin-Poole, Wesley (5-8-2013). «Naughty Dog confirms European version of The Last of Us censored». Eurogamer. Gamer Network. Consultado em 1-10-2013. 
  34. Cotrim, Tiago (14 de junho de 2013). «Confira como foi o evento do lançamento do The Last of Us no Brasil!». Game FM. Consultado em 20 de junho de 2013. 
  35. «Sony prepara lançamento especial para o game The Last of Us». Sony Brasil. 13 de junho de 2013. Consultado em 20 de junho de 2013. 
  36. Adolfo Soares (24-1-2013). «Demo de The Last of Us em God of War: Ascension». Eurogamer. Consultado em 25-1-2013. 
  37. Eric Monacelli (24-1-2013). «The Last of Us Demo Coming First to God of War: Ascension Owners». PlayStation Blog. Consultado em 25-1-2013. 
  38. a b Stephany Nunneley (22-1-2013). «The Last of Us Joel and Ellie Editions announced for Europe». VG247. Consultado em 23-1-2013. 
  39. Meyer, Arne (14-11-2013). «Uncharted on PS4, The Last of Us: Left Behind DLC Revealed». PlayStation.Blog. Sony Computer Entertainment America. Consultado em 14-11-2013. 
  40. Jorge Loureiro (15-1-2014). «The Last of Us: Left Behind a 14 de fevereiro?». Eurogamer. Consultado em 15-1-2014. 
  41. a b Mick Perona (22-1-2013). «The Last of Us: Survival Edition, Post-Pandemic Edition Revealed». PlayStation Blog. Consultado em 23-1-2013. 
  42. Jorge Soares (22 Janeiro 2013). «Confirmada edição especial para The Last of Us». Eurogamer. Consultado em 23 Janeiro 2013. 
  43. Jessica Conditt (22-1-2013). «The Last of Us UK special editions come in Ellie, Joel flavors». Joystiq. Consultado em 23-1-2013. 
  44. Jorge Loureiro (10-12-2012). «3The Last of Us - Imagens da Boxart e bónus de pré-venda». Eurogamer. Consultado em 10-12-2012. 
  45. Eddie Makuch (23-10-2014). «PS3 The Last of Us Game of the Year Edition Confirmed for Europe». GameSpot. Consultado em 23-10-2014. 
  46. Jennifer Cheng (13-10-2013). «NYCC: NEIL DRUCKMAN, FAITH ERIN HICKS & DARK HORSE INTRODUCE "THE LAST OF US"». Consultado em 26-5-2013. 
  47. «THE LAST OF US: AMERICAN DREAMS #1 SELLS OUT!». Dark Horse Comics. 1-5-2013. Consultado em 26-5-2013. 
  48. Moriarty, Colin. «The Last of Us is Coming to PlayStation 4 - IGN». IGN. Consultado em 27-3-2014. 
  49. Jason Schreier (27-3-2014). «Sony Announces, Doesn't Announce The Last of Us For PS4». Kotaku. Consultado em 10-4-2014. 
  50. Emanuel Maiberg (29-3-2014). «PS4 The Last of Us “Complete Edition” listed on Spanish retailer site». GameSpot. Consultado em 10-4-2014. 
  51. Door Marc de Haas (2-4-2014). «[UPDATE] The Last of Us PS4 verschijnt op Bol.com». IGN.nl. Consultado em 10-4-2014. 
  52. Katie Williams (9-4-2014). «The Last of Us: Remastered Revealed for PS4». IGN. Consultado em 10-4-2014. 
  53. a b Luke Karmali (9-6-2014). «The Last of Us: Remastered Release Date Announced». IGN. Consultado em 9-6-2014. 
  54. Caoili, Eric (2012-06-26). «The Last of Us wins an armful of E3 Game Critics Awards». Gamasutra. Consultado em 2013-12-18. 
  55. «2012 Best of E3 Awards - Best Overall Game». Cheat Code Central. Consultado em 2013-12-18. 
  56. Hoggins, Tom (2012-06-09). «E3 2012: Best in show». The Daily Telegraph. Consultado em 2013-12-18. 
  57. «Destructoid's Best of E3 2012 winners revealed!». Destructoid. 2012-06-12. Consultado em 2013-12-18. 
  58. «The Electric Playground’s Best of E3 Winners». The Electric Playground. 2012-06-11. Consultado em 2013-12-18. 
  59. EGM Staff (2012-06-11). «EGM Presents: The Best of E3 2012». Electronic Gaming Monthly. Consultado em 2013-12-18. 
  60. «The Last of Us - GameSpot's Best of E3 2012 Editors' Choice Awards». GameSpot. 2012-06-04. Consultado em 2013-12-18. 
  61. PSU Staff (2012-06-26). «E3 2012 Awards: Best Game». PlayStation Universe. Consultado em 2013-12-18. 
  62. Taormina, Anthony (2012-12-07). «2012 Spike Video Game Awards Winners List». Game Rant. Consultado em 2013-12-18. 
  63. Sonntag, Lawrence (2012-12-10). «Winners of the 4th Annual Inside Gaming Awards Announced». Machinima.com. Consultado em 2013-12-18. 
  64. Kelly, Andy. «The Last of Us review». Computer and Video Games. 
  65. a b Jim Sterling (5-6-2013). «The Last of Us review». Destructoid. Consultado em 5-6-2013. 
  66. Liam Martin (5-6-2013). «The Last of Us review (PS3): A beautiful world with a compelling story». Digital Spy. Consultado em 5-6-2013. 
  67. a b «The Last of Us review». Edge. 5-6-2013. Consultado em 5-6-2013. 
  68. Eric L. Patterson (5-6-2013). «EGM Review: The Last of Us». Electronic Gaming Monthly. Consultado em 5-6-2013. 
  69. a b Aníbal Gonçalves (5-6-2013). «The Last of Us - Análise». Eurogamer. Consultado em 5-6-2013. 
  70. Matt Helgeson (5-6-2013). «The Last of Us: Naughty Dog's Grim Masterpiece». Game Informer. Consultado em 5-6-2013. 
  71. a b Tom Mc Shea (5-6-2013). «The Last of Us Review». GameSpot. Consultado em 5-6-2013. 
  72. a b David Houghton (5-6-2013). «The Last of Us review: Naughty Dog delivers the swansong that a whole generation of gaming deserves». GamesRadar. Consultado em 5-6-2013. 
  73. Ryan Stevens (19-6-2013). «The Last of Us Review». GameTrailers. Consultado em 2-7-2013. 
  74. Patrick Klepek (5-6-2013). «The Last of Us Review». GiantBomb. Consultado em 5-6-2013. 
  75. a b «The Last of Us Review». IGN. 5-6-2013. Consultado em 5-6-2013. 
  76. Richard Mitchell. «The Last of Us Review». Joystiq. Consultado em 5-6-2013. 
  77. a b Esmeralda Portillo (5-6-2013). «The Last of Us Review». Machinima. Consultado em 7-6-2013. 
  78. Adam Barnes. «The Last Of Us Review». NowGamer. Consultado em 7-6-2013. 
  79. a b David Meikleham. «The Last Of Us review SPOILER FREE – Naughty Dog’s latest masterpiece is apocalypse wow». Official PlayStation Magazine. Consultado em 5-6-2013. 
  80. a b Anthony Severino. «The Last of Us Review (PS3)». PlayStation LifeStyle. Consultado em 6-6-2013. 
  81. a b Philip Kollar (5-6-2013). «THE LAST OF US REVIEW: DEAD INSIDE». Polygon. Consultado em 5-6-2013. 
  82. Paul Sartori (5-6-2013). «The Last of Us – review». The Guardian. Consultado em 5-6-2013. 
  83. a b Pedro Martins (13-6-2013). «The Last of Us - Análise». Videogamer. Consultado em 18-6-2013. 
  84. a b c «The Last of Us for PlayStation 3 Reviews». Metacritic. Consultado em 2013-06-05. 
  85. a b c «The Last of Us for PlayStation 3». GameRankings. Consultado em 2013-06-05. 
  86. David Scammell (31-5-2013). «The Last of Us 'an easy contender for best game of the generation', says first review». Videogamer. Consultado em 31-5-2013. 
  87. Sammy Barker. «Review: The Last of Us (PlayStation 3)». PushSquare. Consultado em 6-6-2013. 
  88. Alex C. «Review: The Last Of Us». The SixthAxis. Consultado em 6-6-2013. 
  89. Ben Dutka (6-6-2013). «The Last Of Us Review». PSXExtreme. Consultado em 6-6-2013. 
  90. Talal Musa (5-6-2013). «There are no words: Review: The Last of Us (PS3)». Daily Mail. Consultado em 7-6-2013. 
  91. «6 weeks on top for The Last Of Us». Gamesindustry.biz. 2013-07-22. Consultado em 2013-07-22. 
  92. «UK charts: The Last Of Us claims its sixth number one». Edge. 2013-07-22. Consultado em 2013-07-22. 
  93. Fontes que referem que The Last of Us alcançou o topo de vendas em vários países incluem:
  94. Prem Baweja (2013-07-10). «The Last of Us Has Sold 3.4 Million Copies». DaddyGunda.com. Consultado em 2013-07-12. 
  95. Wesley Yin-Poole (9-7-2013). «Sony declares The Last of Us a success with over 3.4 million global sales». Eurogamer. Consultado em 09-07-2013. 
  96. «The Last of Us Sells 3.4 Million Copies in Three Weeks». IGN. Consultado em 2013-07-13. 
  97. «Take-Two Interactive Software, Inc. Reports Strong Results for Fiscal Second Quarter 2014». Take-Two Interactive. Consultado em 7-1-2014. 
  98. «The Last of Us - Global Total Sales». VGChartz. Consultado em 13-1-2014. 
  99. Luís Alves (7-2-2014). «The Last of Us vende 180 mil cópias em Portugal e Espanha». Eurogamer. Consultado em 7-2-2014. 
  100. Karmali, Luke (16-7-2014). «THE LAST OF US SALES PASS 7 MILLION WITH NEW DLC COMING». IGN. Consultado em 16-7-2014. 
  101. a b «2014 Games of the Year and Other Awards». Games. 15-10-2013. Consultado em 9-12-2013.  Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "Games_Awards_2014" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes
  102. a b Ray Corriea, Alexa (4-12-2013). «Grand Theft Auto 5 goes platinum at Sony PlayStation Awards». Polygon. Consultado em 6-12- 2013.  Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "PlayStationAwards_2013" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes
  103. a b Aníbal Gonçalves (7-2-2014). «The Last of Us limpa prémios DICE». Eurogamer. Consultado em 7-2-2014. 
  104. a b «Overall - IGN's Best of 2013». IGN. December 18, 2013. Consultado em December 25, 2013. 
  105. a b Jorge Loureiro (13-3-2014). «The Last of Us considerado o melhor jogo nos BAFTA». Eurogamer. Consultado em 13-3-2014. 
  106. Giuseppe Nelva (24-1-2014). «Naughty Dog’s The Last of Us Is the Most Awarded Game in Recorded History by Critics». DualShockers. Consultado em 7-3-2014. 
  107. «Top 100 Games of a Generation». IGN. Consultado em 26-5-2014. 
  108. «The Last of Us: Left Behind - PS3 Game of the Year». GameSpot. Consultado em 18-12-2014. 
  109. Robinson, Andy (August 29, 2013). «Golden Joysticks 2013 voting begins». ComputerandVideoGames.com. Consultado em December 9, 2013. 
  110. Hussain, Tamoor (26-10-2013). «Golden Joysticks 2013: Full list of winners». ComputerandVideoGames.com. Consultado em 9-12-2013. 
  111. Good Game (3-12-2013). «Good Game Stories - Award - Best Game». Australian Broadcasting Corporation. Consultado em 15-12-2013. 
  112. Good Game (3-12-2013). «Good Game Stories - Award - Most Memorable Moment». Australian Broadcasting Corporation. Consultado em 15-12-2013. 
  113. Smith, Rob (21-11-2013). «Inside Gaming Awards 2013 Nominees Announced». Machinima. Consultado em 9-12-2013. 
  114. P Rubin, Brian (4-12-2013). «Winners of the 5th Annual Inside Gaming Awards Announced». Machinima. Consultado em 9-12-2013. 
  115. «Game of the Year Winner 2013». Cheat Code Central. 7-12-2013. Consultado em 15-12-2013. 
  116. «Studio of the Year Winner 2013». Cheat Code Central. 7-12-2013. Consultado em 15-12-2013. 
  117. «Best Sound Winner 2013». Cheat Code Central. 7-12-2013. Consultado em 15-12-2013. 
  118. «Best Graphics Nominees 2013». Cheat Code Central. Consultado em 15-12-2013. 
  119. «Best Graphics Winner 2013». Cheat Code Central. 7-12-2013. Consultado em 15-12-2013. 
  120. «Best Male Character Winner 2013». Cheat Code Central. 7-12-2013. Consultado em 15-12-2013. 
  121. «Best Female Character Winner 2013». Cheat Code Central. 7-12-2013. Consultado em 15-12-2013. 
  122. «Best PlayStation Game Winner 2013». Cheat Code Central. 7-12-2013. Consultado em 15-12-2013. 
  123. «Best Action/Adventure Game Nominees 2013». Cheat Code Central. 7-12-2013. Consultado em 15-12-2013. 
  124. «Best Action/Adventure Winner 2013». Cheat Code Central. 7-12-2013. Consultado em 15-12-2013. 
  125. Dane, Patrick (7-12-2013). «‘Grand Theft Auto V’ Tops Spike VGX 2013 Award Winners List». Game Rant. Consultado em 9-12-2013. 
  126. «PS3 Game of the Year 2013 Winner». GameSpot. 13-12-2013. Consultado em 13-12-2013. 
  127. «The Last of Us Is Kotaku's Game of the Year». Kotaku. 30-12-2013. Consultado em 8-1-2014. 
  128. HG Staff (December 22, 2013). «2013 Game of the Year Award». Hardcore Gamer. Consultado em December 25, 2013. 
  129. HG Staff (December 21, 2013). «2013 Best PS3 Game». Hardcore Gamer. Consultado em December 25, 2013. 
  130. HG Staff (December 19, 2013). «2013 Best Action Game». Hardcore Gamer. Consultado em December 25, 2013. 
  131. HG Staff (December 21, 2013). «2013 Best Developer». Hardcore Gamer. Consultado em December 25, 2013. 
  132. HG Staff (December 21, 2013). «2013 Best New Character». Hardcore Gamer. Consultado em December 25, 2013. 
  133. HG Staff (December 21, 2013). «2013 Best New IP». Hardcore Gamer. Consultado em December 25, 2013. 
  134. HG Staff (December 21, 2013). «2013 Best Original Soundtrack». Hardcore Gamer. Consultado em December 25, 2013. 
  135. HG Staff (December 21, 2013). «2013 Best Sound Design». Hardcore Gamer. Consultado em December 25, 2013. 
  136. HG Staff (December 21, 2013). «2013 Best Story». Hardcore Gamer. Consultado em December 25, 2013. 
  137. HG Staff (December 21, 2013). «2013 Best Voice Acting». Hardcore Gamer. Consultado em December 25, 2013. 
  138. HG Staff (December 21, 2013). «2013 Best Writing». Hardcore Gamer. Consultado em December 25, 2013. 
  139. HG Staff (December 21, 2013). «2013 The Troy Baker Award». Hardcore Gamer. Consultado em December 25, 2013. 
  140. «The winner of Destructoid's 2013 Game of the Year». Destructoid. December 24, 2013. Consultado em December 25, 2013. 
  141. «The winner of Destructoid's best of 2013 community choice». Destructoid. December 24, 2013. Consultado em December 25, 2013. 
  142. «The winner of Destructoid's best 2013 console exclusive». Destructoid. December 24, 2013. Consultado em December 25, 2013. 
  143. «The winner of Destructoid's best of 2013 visuals». Destructoid. December 24, 2013. Consultado em December 25, 2013. 
  144. «The winner of Destructoid's best of 2013 story». Destructoid. December 24, 2013. Consultado em December 25, 2013. 
  145. «The winner of Destructoid's best of 2013 action game». Destructoid. December 24, 2013. Consultado em December 25, 2013. 
  146. «The winner of Destructoid's best 2013 character». Destructoid. December 24, 2013. Consultado em December 25, 2013. 
  147. «The Edge awards 2013: best game». Edge. Future plc. 26 December 2013. Consultado em 7 January 2014. 
  148. «The Edge awards 2013: studio of the year». Edge. Future plc. 30 December 2013. Consultado em 7 January 2014. 
  149. «The Edge awards 2013: best audio design». Edge. Future plc. 28 December 2013. Consultado em 7 January 2013. 
  150. «Best Overall Action-Adventure Game - IGN's Best of 2013». IGN. December 18, 2013. Consultado em December 25, 2013. 
  151. «Best Overall Graphics - Technology - IGN's Best of 2013». IGN. December 18, 2013. Consultado em December 25, 2013. 
  152. «Best Overall Graphics - Art Design - IGN's Best of 2013». IGN. 18-12- 2013. Consultado em 12-12- 2013. 
  153. «Best Overall Music - IGN's Best of 2013». IGN. 18-12-2013. Consultado em 25-12-2013. 
  154. «Best Overall Sound - IGN's Best of 2013». IGN. 18-12-2013. Consultado em 25-12-2013. 
  155. «Best Overall Story - IGN's Best of 2013». IGN. December 18, 2013. Consultado em December 25, 2013. 
  156. «Best PS3 Game - IGN's Best of 2013». IGN. December 18, 2013. Consultado em December 25, 2013. 
  157. «Best PS3 Action-Adventure Game - IGN's Best of 2013». IGN. December 18, 2013. Consultado em December 25, 2013. 
  158. «Best PS3 Multiplayer Game - IGN's Best of 2013». IGN. December 18, 2013. Consultado em December 25, 2013. 
  159. «Best PS3 Graphics - IGN's Best of 2013». IGN. December 18, 2013. Consultado em December 25, 2013. 
  160. «Best PS3 Sound - IGN's Best of 2013». IGN. December 18, 2013. Consultado em December 25, 2013. 
  161. «Best PS3 Story - IGN's Best of 2013». IGN. December 18, 2013. Consultado em December 25, 2013. 
  162. «41st Annual Annie Awards Categories». Annie Awards. 2-12-2013. Consultado em 27-3-2014. 
  163. «Winners Montage - GameTrailers Game of the Year Awards». GameTrailers. 7-1-2014. Consultado em 7-1-2014. 
  164. «Game Informer Best Of 2013 Awards». Game Informer. 7-1-2014. pp. 1, 2 e 6. Consultado em 7-1-2014. 
  165. «Writers Guild of America Awards». Writers Guild Awards. Consultado em 27-3-2014. 
  166. «14th Annual Game Developers Choice Awards». GameChoiceAwards.com. Consultado em 27-3-2014. 
  167. Luís Alves (24-5-2014). «The Last of Us: Naughty Dog agradece à Famitsu». Eurogamer. Consultado em 26-5-2014. 
  168. «ファミ通アワード2013授賞式が開催 ゲーム・オブ・ザ・イヤーは『モンスターハンター4』» (em japonês). Famitsu. 23-4-2014. Consultado em 26-5-2014. 
  169. Lucy O'Brien (28-11-2013). «The Last of Us Movie Domains Registered by Sony». IGN. Consultado em 29-11-2013. 
  170. Aníbal Gonçalves (6-3-2014). «Sony prepara um filme de The Last of Us». Eurogamer. Consultado em 7-3-2014. 
  171. «Naughty Dog mulls The Last of Us 2». Eurogamer. 7-2-2014. Consultado em 7-2-2014. 
  172. Luís Alves (9-10-2014). «Naughty Dog não quer explorar The Last of Us com sequencias». Eurogamer. Consultado em 10-10-2014. 
  173. Saed, Sherif (21-7-2014). «Not considering The Last of Us 2 "would be a disservice to ourselves and fans"». VG247.com. Consultado em 23-7-2014. 
  174. Ferreira, Pedro (13-1-2015). «THE LAST OF US 2 PARADO, ESFORÇOS CONCENTRADOS EM UNCHARTED 4». IGN Portugal. Consultado em 13-1-2015. 
  175. «The Last of Us 2 Announced With First Trailer». GameSpot. Consultado em 3-12-2016. 
  176. «Em The Last of Us: Parte 2 vais jogar como Ellie». Eurogamer. Consultado em 5-12-2016. 
  177. a b «In The Last of Us: Part 2, You Play as Ellie». GameSpot. Consultado em 4-12-2016. 
  178. Alexander Pan (4-12-2016). «The Last of Us Co-Director Not Returning for Part 2». Gamerant. Consultado em 5-12-2016. 
  179. Mikhail Madnani (5-12-2016). «Halley Gross (Westworld) is the co-writer of The Last of Us Part II». God is a Geek. Consultado em 5-12-2016. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]