Pokémon Yellow

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Pokémon Yellow
Capa da versão americana de Pokémon Yellow
Desenvolvedora(s) Game Freak
Publicadora(s) Nintendo
Diretor(es) Satoshi Tajiri
Produtor(es) Shigeru Miyamoto, Takehiro Izushi, Takashi Kawaguchi, Tsunezaku Ishihara
Escritor(es) Satoshi Tajiri, Toshinobu Matsumiya
Programador(es) Junichi Masuda
Artista(s) Ken Sugimori
Compositor(es) Junichi Masuda
Série Pokémon
Plataforma(s) Game Boy, Game Boy Color
Relançamentos Nintendo 3DS (Virtual Console)
Lançamento
Gênero(s) RPG
Modos de jogo Um jogador, multijogador
Pokémon Red & Blue
Pokémon Gold & Silver

Pokémon Yellow: Special Pikachu Edition (ポケットモンスターピカチュウ Poketto Monsutā Pikachū?), mais conhecido como Pokémon Yellow Version é um jogo eletrônico de RPG de 1998, desenvolvido pela Game Freak e publicado pela Nintendo para o Game Boy. É uma versão aprimorada do Pokémon Red e Blue e faz parte da primeira geração da série de jogos eletrônicos Pokémon. Foi lançado pela primeira vez no Japão em 12 de setembro de 1998, na Austrália e na América do Norte em 1999 e na Europa em 2000. Junto com o lançamento de Pokémon Yellow, uma edição especial do Game Boy Color amarelo com o tema Pokémon também foi lançado. Pokémon Yellow é vagamente baseado no anime.

Recriações de Pokémon Yellow, intitulado Pokémon: Let's Go, Pikachu! e Let's Go, Eevee!, Foram lançados para o Nintendo Switch em 2018, o 20º aniversário do lançamento de Yellow no Japão.

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

Pokémon Yellow é uma versão aprimorada dos jogos Pokémon Red e Blue para Game Boy.[1] Tal como os seus antecessores, é uma terceira pessoa, em perspectiva por cima e consiste em três telas básicos: um jogo aberto, em que o jogador navega o personagem principal; uma tela de batalha; e uma interface de menu, na qual o jogador configura seu grupo de Pokémon, itens ou configurações de jogo. O jogador usa seu Pokémon para lutar contra outro Pokémon. Quando o jogador encontra um Pokémon selvagem ou é desafiado por um treinador, a tela muda para um jogo baseado em turnos para tela de batalha que exibe o Pokémon engajado. Durante a batalha, o jogador pode selecionar um de até quatro movimentos para seu Pokémon usar, usar um item, trocar seu Pokémon ativo ou tentar fugir. Pokémon têm pontos de saúde (HP); quando o HP de um Pokémon é reduzido a zero, ele desmaia e não pode mais lutar até que seja revivido. Quando um Pokémon inimigo desmaia, o Pokémon do jogador envolvido na batalha recebe um certo número de pontos de experiência (EXP). Depois de acumular EXP suficiente, um Pokémon sobe de nível. O nível de um Pokémon determina suas propriedades físicas, como as estatísticas de batalha adquiridas e os movimentos aprendidos.

Capturando Pokémon é outro elemento essencial do jogo. Durante a batalha com um Pokémon selvagem, o jogador pode lançar uma Pokébola nele. Se o Pokémon for capturado com sucesso, ele passará a ser propriedade do jogador. Fatores na taxa de sucesso de captura incluem o HP do Pokémon alvo e o tipo de Pokébola usada: quanto menor o HP do alvo e mais forte a Pokébola, maior a taxa de sucesso de captura. O objetivo final dos jogos é completar as entradas na Pokédex, uma enciclopédia Pokémon abrangente, capturando, evoluindo e negociando para obter todas as 151 criaturas. Pokémon Yellow permite aos jogadores trocar Pokémon entre dois cartuchos por meio de um Cabo Game Link, incluindo os jogos anteriores Pokémon Red e Blue. Este método de troca deve ser feito para completar totalmente o Pokédex, uma vez que cada um dos jogos possui uma versão exclusiva de Pokémon. O Cabo Link também torna possível lutar contra o time Pokémon de outro jogador.

Pokémon Yellow apresenta vários aprimoramentos e mudanças. Incluindo a inclusão abaixo mencionada de Pikachu como o único Pokémon disponível para começar, Pikachu recebe uma voz e uma personalidade únicas em relação a outros Pokémon. Ele segue o jogador no mundo superior e pode ser examinado falando com ele pressionando. A quando o personagem do mundo superior está enfrentando Pikachu. Embora inicialmente tenha uma opinião indiferente sobre o jogador, pode passar a amá-los ou odiá-los com base nas ações do jogador; subir de nível manterá Pikachu feliz, enquanto desmaiar com frequência o deixará infeliz. Esse recurso aprimorado seria usado novamente em Pokémon HeartGold e SoulSilver, as recriações de Pokémon Gold e Silver e Pokémon: Let's Go, Pikachu! e Let's Go, Eevee!, as recriações de Pokémon Yellow. Existe uma área em Pokémon Yellow que apresenta um mini-jogo "Surfing Pikachu".[2] Para jogar, os jogadores devem ter um Pikachu que possa aprender "Surf", um ataque baseado na água. Na época, os jogadores só podiam fazer isso vencendo um concurso para obter um "Pikachu Surf". No entanto, se os jogadores usarem seu Pikachu de Yellow no Pokémon Stadium e vencerem um determinado modo nas circunstâncias adequadas, eles são recompensados ​​com o movimento Surf, que pode ser usado tanto na batalha, fora da batalha, quanto nos mini-jogos.[3] Pokémon Yellow melhorou ligeiramente os gráficos de seus predecessores e pode imprimir entradas Pokédex em adesivos usando a Game Boy Printer.[2][4]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Pokémon Red & Blue#Enredo

Como Pokémon Red e Blue, Yellow ocorre na região de Kanto, que possui habitats para 151 espécies de Pokémon. Os objetivos também permanecem os mesmos, embora existam algumas diferenças ao longo do caminho.[5] Por exemplo, no início, o jogador não tem a opção de escolher um dos três Pokémon iniciais. Em vez disso, um Pikachu selvagem que o Professor Carvalho pega torna-se o Pokémon inicial do jogador, enquanto o personagem rival pega um Eevee. O enredo é vagamente baseado na saga Indigo League do anime, e apresenta personagens que não foram apresentados no jogo ou foram aprimorados para se parecerem com seus designs usados ​​no anime, incluindo Jessie, James, Meowth, Enfermeira Joy e Oficial Jenny. Semelhante ao anime, Pikachu se recusa a evoluir. Os jogadores também têm a oportunidade de obter as três entradas originais. À medida que os jogadores seguem em busca, eles progridem gradualmente pegando Pokémon para o Pokédex que eles usam para derrotar os oito Líderes de Ginásio e eventualmente, o Elite dos Quatro, o tempo todo lutando contra a Equipe Rocket, uma gangue dedicada a usar Pokémon para se tornarem mais poderosos. No momento do encontro com a Elite dos Quatro, o jogador teve a oportunidade de capturar 149 tipos de Pokémon; no pós-jogo, após a derrota do Elite dos Quatro, o jogador pode entrar na Cerulean Cave, onde Mewtwo, o último Pokémon da jogabilidade regular, pode ser encontrado, batalhado e capturado.[6] O último Pokémon no Pokédex, Mew, não pode ser capturado durante o jogo normal, embora a exploração de bugs torne isso possível.[7]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Pokémon Yellow foi desenvolvido pela Game Freak e começou o desenvolvimento após a conclusão da versão apenas em japonês do Pokémon Blue, que por sua vez seguia as versões apenas em japonês do Pokémon Red e Green.

Pokémon Pink[editar | editar código-fonte]

Em 11 de abril de 2020, referências a um build desconhecido Pink para Pokémon Yellow foram descobertas em seu código-fonte após um vazamento do código-fonte, levando muitos fãs a acreditar que uma versão complementar deveria ser lançada junto com Yellow.[8] No entanto, não se sabe se havia ou não planos para uma versão Pink ou qual Pokémon teria sido seu mascote, embora se especule que seja Jigglypuff ou Clefairy.[9][10]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

O lançamento de Pokémon Yellow foi feito para coincidir com o lançamento de Pokémon: The First Movie. O futuro presidente da Nintendo, Satoru Iwata, comentou mais tarde que as pessoas provavelmente achavam que Yellow era desnecessário devido ao lançamento de Pokémon Gold e Silver, que estava programado para ser lançado no mesmo ano.[11] Foi lançado no Japão em 12 de setembro de 1998, na Austrália,[12] em 3 de setembro de 1999, na América do Norte em 19 de outubro de 1999, e na Europa em 16 de junho de 2000.[13] Foi publicado pela Nintendo. Um pacote Game Boy Color com o tema Pikachu foi lançado na América do Norte em 25 de outubro de 1999.[14] Para promover o lançamento do Pokémon Yellow, a Volkswagen e a Nintendo colaboraram para criar um Volkswagen New Beetle amarelo com alguns de seus recursos inspirados no Pikachu.[15] Nintendo World Report listou Pokémon Yellow como um dos lançamentos portáteis notáveis ​​em 1999.[16] Pokémon Yellow foi o último título publicado pela Nintendo lançado para o Game Boy original na América do Norte e Europa.

Relançamento[editar | editar código-fonte]

Durante a apresentação do Nintendo Direct em 12 de novembro de 2015, foi anunciado que Pokémon Yellow, ao lado de Red e Blue, seria lançado para o serviço Virtual Console de Nintendo 3DS em 27 de fevereiro de 2016 para marcar o 20º aniversário da franquia Pokémon . Além de manter seus gráficos e músicas originais, todos os três jogos apresentam funcionalidade sem fio local para permitir a negociação e batalhar com outros jogadores devido ao uso de comunicação sem fio do 3DS. O jogo foi fornecido com uma versão amarela especial do Nintendo 2DS no Japão.[17] Enquanto as versões internacionais do jogo eram um título Game Boy Color, a versão japonesa só foi lançada em seu formato Game Boy preto e branco, uma vez que foi originalmente lançada no Japão cerca de um mês antes do Game Boy Color naquela região.[18] Os recursos da Game Boy Printer não funcionam na versão do Virtual Console de 3DS do Pokémon Yellow. A versão do Virtual Console é compatível com o Pokémon Bank, permitindo aos jogadores transferir suas criaturas capturadas para o Pokémon Sun e Moon.[19]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Recepção crítica[editar | editar código-fonte]

 Recepção
Resenha crítica
Publicação Nota
AllGame 4 de 5 estrelas.[20]
Electronic Gaming Monthly 8.5/10[21]
Game Informer 6.5/10[21]
GameSpot 8.9/10[22]
IGN 10/10[23]
Nintendo Power 4/5[21]
Pontuação global
Agregador Nota média
GameRankings 85%[21]

Pokémon Yellow foi bem recebido pela crítica, detendo uma pontuação agregada de 85% da GameRankings com base em 16 análises, tornando-o o quinto jogo de Game Boy com melhor classificação de todos os tempos.[21] Nintendo Power deu um 8 de 10, enquanto Game Informer deu um 6,5 de 10.[21] Electric Playground deu 7,5 de 10.[21] O Sarasota Herald-Tribune recomendou Yellow como um bom jogo para crianças.[24] RPGFan o chamou de "tão revoltantemente viciante que qualquer jogador dele não tem escolha a não ser pegar todos". Eles também chamam de Yellow "um insulto" em como as adições de Red e Blue eram limitadas.[25] Craig Harris, escrevendo para a IGN, elogiou a mecânica do jogo, dando-o um nota "perfeita".[23]

Por outro lado, Cameron Davis, escrevendo ao GameSpot, descreveu o jogo como um mero lançamento de transição para o Pokémon Gold e Silver, comentando que "os novos desafios são o suficiente para preencher o buraco – mas apenas".[22] Chris Buffa da GameDaily o listou como um dos melhores jogos de Pokémon, comentando que embora fosse uma repetição, havia o suficiente de novo para justificar o jogo.[26] Brad Cook, escrevendo à Allgame, opinou que o jogo seria bom para quem não havia jogado o Gold e Silver, mas desinteressante caso contrário.[20] Steve Boxer de The Daily Telegraph comentou que enquanto ele tinha boas mecânica de jogo, foi travado pela falta de recursos. Ele descreveu as ações da Nintendo como avarentas, comentando que Yellow "marca o ponto em que o Pokémon deixa de se tornar um jogo e se torna um exercício de marketing/que satisfaz a obsessão".[27]

Pokémon Yellow recebeu duas nomeações para "Jogo do Ano" e "Jogo para Console do Ano" durante o 3º Prêmio Anual AIAS Interactive Achievement Awards (agora conhecido como Prêmio DICE).[28]

Vendas[editar | editar código-fonte]

Pokémon Yellow é considerado um sucesso comercial. Antes de seu lançamento, a Nintendo antecipou que iria render $75 milhões na temporada de férias de 1999.[29] O pacote de Pokémon Yellow em Game Boy Color foi previsto para ser o segundo brinquedo mais popular da temporada de férias.[30] O executivo da Nintendo, George Harrison, previu que as vendas de Yellow ultrapassariam os 3 milhões em vendas, e também ultrapassaria Donkey Kong 64 no processo, outro título previsto para vender bem pela Nintendo. Na América do Norte o jogo teve cerca de 150 000 pré-ordens.[31] Foi o segundo jogo mais vendido no lançamento e reivindicou o primeiro lugar em uma semana depois.[32] Durante dezembro, o Yellow foi superado por Donkey Kong 64 e Gran Turismo 2 em vendas.[33] O cartucho padrão vendeu 600 000 cópias no lançamento na primeira semana e mais de um milhão na semana seguinte, tornando-se o jogo portátil mais vendido rapidamente de todos os tempos quando foi lançado.[34] Yellow também foi o título Pokémon de venda mais rápida no Reino Unido. Pokémon: The First Movie, um filme lançado na mesma época que Yellow, esperava-se que desse um impulso às vendas.[35][36] Um porta-voz da Nintendo atribuiu a grande quantidade de vendas do Game Boy Color no natal de 1999 ao sucesso do jogo.[37]

Gwenn Friss do Cape Cod Times chamou-o de um dos itens mais quentes da temporada de natal de 1999, comparando-o aos brinquedos populares de natal de anos anteriores, como Furby e Tickle Me Elmo.[38] Thomas Content, escrevendo ao USA Today, reitera a afirmação.[39] Ele acrescentou que, juntamente com Red e Blue, foram responsáveis pelo aumento das vendas de Game Boy de 3,5 milhões em 1998 para 8 milhões em 1999.[40] The Idaho Statesman chamou-a "mais quente novo título para o Game Boy Color". Yellow foi o terceiro jogo eletrônico mais vendido na América do Norte em 1999, com os outros quatro lugares ocupados por outros títulos Pokémon.[41] A demanda por Yellow fez com que a Target emitisse um pedido de desculpas por não ser capaz de atender à "demanda sem precedentes".[42] Uma pesquisa realizada pela CNET também descobriu que nenhuma das lojas que contatou tinha Yellow em estoque.[43] Um porta-voz da FuncoLand atribuiu uma queda nas vendas à escassez de Game Boy Color e Pokémon Yellow.[44]

Legado[editar | editar código-fonte]

Recriações[editar | editar código-fonte]

Pokémon: Let's Go, Pikachu! (ポケットモンスター Let's Go! ピカチュウ Poketto Monsutā Let's GO! Pikachū?) e Pokémon: Let's Go, Eevee! (ポケットモンスター Let's Go! イーブイ Poketto Monsutā Let's GO! Ībui?) são recriações aprimorados de Pokémon Yellow Version, lançado em novembro de 2018 para o Nintendo Switch. Eles eram voltados para os novatos na série Pokémon e incorporam a mecânica do Pokémon GO.[45] Os jogos acontecem na região de Kanto e incluem apenas os 151 Pokémon originais da primeira geração de Pokémon. A capacidade do Pokémon de acompanhar o protagonista no mundo superior retorna, um recurso visto pela última vez em Pokémon HeartGold e SoulSilver no Nintendo DS. No entanto, enquanto apenas um Pokémon poderia ser escolhido para seguir o protagonista anteriormente, eles também serão acompanhados pelo inicial Pikachu ou Eevee em Let's Go, Pikachu! ou Let's Go, Eevee!, respectivamente.

Eles combinaram vendas globais de mais de 13 milhões de cópias.[46]

Referências

  1. «LC Linked Data Service: Authorities and Vocabularies (Library of Congress)». id.loc.gov. The Library of Congress 
  2. a b «Pokémon Yellow Special Pikachu Edition». Pokémon/Nintendo. 10 de março de 2014. Consultado em 21 de abril de 2014 
  3. «Snag a Surfing Pikachu - GBA News at IGN». Gameboy.ign.com. 7 de março de 2000. Consultado em 12 de outubro de 2010 
  4. Harris, Craig (19 de outubro de 1999). «Pokemon Yellow: Special Pikachu Edition». IGN. Consultado em 21 de abril de 2014 
  5. «Pokemon Strategy Guide: Walkthrough». IGN. Consultado em 27 de junho de 2008. Cópia arquivada em 13 de setembro de 2008 
  6. Cook, Brad. «Pokémon: Yellow Version -- Special Pikachu Edition». Allgame. All Media Group. Consultado em 9 de junho de 2009. Cópia arquivada em 28 de julho de 2009 
  7. Hernandez, Patricia (11 de março de 2014). «Two Incredible Glitches Make The First Pokémon Games Way Easier». Kotaku. Consultado em 19 de fevereiro de 2020 
  8. «Fans think Nintendo originally planned a Pokémon Pink». Eurogamer. Consultado em 4 de agosto de 2020 
  9. «Pokémon Pink: the Pokémon game on GameBoy that never was?». techradar.com. Consultado em 14 de abril de 2020 
  10. «Pokemon Pink Rumored to Be Scrapped Companion to Pokemon Yellow». IGN.com. Consultado em 14 de abril de 2020 
  11. «Iwata Asks - Pokémon HeartGold Version & SoulSilver Version». Nintendo. Consultado em 12 de outubro de 2010 
  12. «Pikachu Down Under - GBA News at IGN». Gameboy.ign.com. 31 de agosto de 1999. Consultado em 12 de outubro de 2010 
  13. «List of Release Dates for Pokémon Yellow: Special Pikachu Edition». Gamewise. Consultado em 26 de julho de 2013. Cópia arquivada em 1 de abril de 2013 
  14. «Special Edition Pokemon GBC Revealed - GBA News at IGN». Gameboy.ign.com. 14 de julho de 1999. Consultado em 12 de outubro de 2010 
  15. «Nintendo Feature: History Of Pokémon Part 2». Official Nintendo Magazine. 17 de maio de 2009. Consultado em 12 de outubro de 2010. Cópia arquivada em 6 de agosto de 2012 
  16. «1999: The Year in Review». Nintendo World Report. 7 de março de 2009. Consultado em 20 de fevereiro de 2020 
  17. «Nintendo Direct - 11.12.2015». Nintendo. Consultado em 13 de novembro de 2015 
  18. «Timeline of Significant Game Boy Events». Game Boy Essentials. Consultado em 6 de janeiro de 2021 
  19. «Pokémon Bank». The Pokémon Company. Consultado em 19 de fevereiro de 2020 
  20. a b Cook, Brad. «Pokémon: Yellow Version - Special Pikachu Edition - Review». Allgame. Consultado em 12 de outubro de 2010. Cópia arquivada em 14 de novembro de 2014 
  21. a b c d e f g «Pokemon Yellow Version: Special Pikachu Edition for Game Boy». GameRankings. CBS Interactive. Consultado em 13 de fevereiro de 2019 
  22. a b Davis, Cameron (19 de outubro de 1999). «Pokemon Yellow Version: Special Pikachu Edition Review for Game Boy». GameSpot. Consultado em 12 de outubro de 2010. Cópia arquivada em 23 de janeiro de 2013 
  23. a b Craig Harris (19 de outubro de 1999). «Pokemon Yellow: Special Pikachu Edition - Game Boy Review at IGN». Gameboy.ign.com. Consultado em 12 de outubro de 2010 
  24. «'Donkey Kong', Dreamcast dominate». Google News. Sarasota Herald-Tribune. 16 de novembro de 1999 
  25. «RPGFan Reviews - Pokémon Yellow». Rpgfan.com. Consultado em 12 de outubro de 2010 
  26. Chris Buffa (26 de agosto de 2008). «Gallery and Images». GameDaily. Consultado em 12 de outubro de 2010 
  27. Boxer, Steve (8 de junho de 2000). «Pokémon Yellow». Londres: Telegraph. Consultado em 12 de outubro de 2010 
  28. «Pokémon Yellow». Academy of Interactive Arts & Sciences. Consultado em 10 de abril de 2020 
  29. Schoolman, Judith (22 de novembro de 1999). «Furby, Pokemon Rule Yule Big Sellers, But Toys Could Be Touth To Find». New York: Nydailynews.com. Consultado em 12 de outubro de 2010. Arquivado do original em 17 de dezembro de 2010 
  30. «The Holidays' Top 10 Toys». NewsBank. York Daily Record. 8 de novembro de 1998. Cópia arquivada em 24 de outubro de 2012 
  31. IGN Staff (29 de agosto de 2000). «Huge Pokémon Numbers». IGN. Consultado em 8 de agosto de 2009 
  32. «Pokémon Yellow: Special Pikachu Edition». ign.com. Consultado em 8 de fevereiro de 2007 
  33. Jack Schofield (13 de janeiro de 2000). «Games watch | Technology». London: The Guardian. Consultado em 12 de outubro de 2010 
  34. «Fastest-Selling Computer Game». Guinness World Records 2001. [S.l.: s.n.] p. 121. ISBN 978-1892051011 
  35. «Pokémon Movie Draws a Crowd». NewsBank. Bradenton Herald. 11 de novembro de 1999. Cópia arquivada em 24 de outubro de 2012 
  36. Pack, Todd (7 de novembro de 1999). «Marketing Keeps the Craze Going». Pqasb.pqarchiver.com. Orlando Sentinel. Consultado em 12 de outubro de 2010. Cópia arquivada em 4 de novembro de 2012 
  37. «Game Boy Color frenzy Hot Christmas gift selling out all over town». Nova Iorque: Nydailynews.com. Fevereiro de 2012. Consultado em 12 de outubro de 2010 
  38. Friss, Gwenn (17 de dezembro de 1999). «Toy stores plagued by holiday 'Yellow fever'». NewsBank. Cape Cod Times. Cópia arquivada em 24 de outubro de 2012 
  39. Content, Thomas (10 de novembro de 1999). «Pokmon poised to stomp Elmo, Furby Kids choose to collect 'em all, and marketers are raking in billions». Pqasb.pqarchiver.com. Consultado em 12 de outubro de 2010 
  40. «1999's top-selling video games». Pqasb.pqarchiver.com. 21 de janeiro de 2000. Consultado em 12 de outubro de 2010 
  41. «1999's top-selling video games». Pqasb.pqarchiver.com. USA Today. 21 de janeiro de 2000. Consultado em 12 de outubro de 2010. Cópia arquivada em 3 de abril de 2015 
  42. «Notice». Google News. The Daily Courier. 24 de novembro de 1999 
  43. Wolverton, Troy. «Cupboards becoming bare for toy e-tailers - CNET News». News.cnet.com. Consultado em 12 de outubro de 2010 
  44. Traiman, Steve (29 de janeiro de 2000). Shortages Hurt Video, PC Game Sales. [S.l.]: Billboard. Consultado em 12 de outubro de 2010 
  45. Frank, Allegra (29 de maio de 2018). «Pokémon: Let's Go! is the series' big Switch debut, and it's targeting newcomers». Polygon. Consultado em 19 de junho de 2019 
  46. «IR Information: Financial Data - Top Selling Title Sales Units». Nintendo. 31 de março de 2019. Consultado em 19 de junho de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]