NSC TV Criciúma

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de RBS TV Criciúma)
Ir para: navegação, pesquisa
NSC TV Criciúma
RBS TV Criciúma Ltda.
Criciúma, Santa Catarina
Brasil
Tipo Emissora comercial
Canais
9 VHF analógico
34 UHF e 9.1 Virtual digital
Outros canais 9 (Oi TV)
10 (TVC)
10 e 510 HD (NET)
ver mais
Sede BandeiraCriciuma.svg Criciúma, SC
Avenida Aristides Bolan, S/Nº - Morro Cechinel
Slogan Tudo que move a gente
Rede NSC TV (Globo)
Rede(s) anterior(es) Rede Bandeirantes (1978-1992)
Rede OM, CNT (1992-1995)
Fundador Diomício Freitas
Pertence a NSC Comunicação
Proprietário Carlos Sanchez
Antigo proprietário Diomício Freitas (1978-1981)
Manoel Dilor de Freitas (1981-1995)
Nelson Sirotsky (1995-2012)
Eduardo Sirotsky Melzer (2012-2016)
Acionista(s) Carlos Sanchez
Marcos Sanchez
Leonardo Sanchez
Presidente Mário Neves
Fundação 10 de outubro de 1978 (38 anos)
CNPJ 82.916.503/0001-76
Prefixo ZYB 762
Nome(s) anteriore(s) TV Eldorado (1978-1995)
RBS TV Criciúma (1995-2017)
Emissoras irmãs Atlântida FM
Cobertura Cobertura - RBS TV Criciúma.svg
Coord. do transmissor 28° 39' 31.1" S 49° 21' 51.9" O
Potência 5 kW
Página oficial redeglobo.globo.com/sc/nsctv

NSC TV Criciúma é uma emissora de televisão brasileira sediada em Criciúma, cidade do estado de Santa Catarina. Opera nos canais 9 VHF e 34 UHF digital, e é afiliada à Rede Globo. Integra a NSC TV, rede de televisão de Santa Catarina pertencente à NSC Comunicação.

História[editar | editar código-fonte]

TV Eldorado (1978-1995)[editar | editar código-fonte]

Portaria da sede da emissora no Morro Cechinel, em 2009. A TV Eldorado se notabilizou pela arquitetura moderna de sua sede, que vista do alto, tem o formato de um círculo

A iniciativa para a criação de uma emissora de televisão em Criciúma começou em 1974. O radialista da Rádio Eldorado, Antônio Luiz, tratou com o Ministério das Comunicações da possibilidade de instalação de uma nova emissora em Santa Catarina, que já possuía além dos sinais de outros estados, a TV Coligadas e a TV Cultura. Foram necessárias várias conversas e uma série de preparativos até 1978.[1]

Neste ano, em 10 de outubro, a TV Eldorado levou ao ar suas imagens pela primeira vez, transmitindo a programação da Rede Bandeirantes. A inauguração oficial da emissora porém, só aconteceu em janeiro de 1979. Em seu início, a emissora possuía uma extensa programação local, que ocupava cerca de 10 horas da grade. Nesta época foram destaques programas como Show da Viola, apresentado por Antônio Rosa, e Revista Feminina, com Lenita Cauduro.[2]

Em 1981, o fundador e proprietário da emissora, Diomício Freitas, morre em um acidente de automóvel. Manoel Dilor de Freitas, seu filho, assume o comando da Rede de Comunicações Eldorado, dando início a fase de expansão do grupo e da TV Eldorado. Em 1982, o grupo adquire a TV Cultura de Florianópolis, que passa a transmitir em cadeia com Criciúma em 4 de julho, formando a RCE TV. Até então, seu sinal chegava na capital por uma retransmissora no canal 4 VHF, que foi desativada posteriormente.

A programação passou a ser então retransmitida da capital, como os telejornais Meio-Dia e Jornal da RCE. Porém, a Eldorado ainda produzia a maior parte dos programas. A rede ainda ganharia mais duas emissoras, em Itajaí (TV Vale do Itajaí, em 1986) e Xanxerê (TV Xanxerê, em 1992), cobrindo assim todo o estado de Santa Catarina.

Em 30 de março de 1992, a TV Eldorado e as emissoras da RCE TV deixam a Rede Bandeirantes e tornam-se afiliadas da Rede OM, após assinar um contrato de 4 anos. A emissora acompanhou, inclusive, a mudança de rede para CNT em 1993, em uma época em que Manoel Dilor de Freitas começava a se desinteressar pelo ramo das comunicações.

RBS TV Criciúma (1995-2017)[editar | editar código-fonte]

Em 1995, a RCE anuncia a venda das suas emissoras de televisão e a terceirização da programação de suas emissoras de rádio. A RCE TV se desmonta oficialmente em 1º de setembro, com a venda das emissoras de Florianópolis, Itajaí e Xanxerê para a Central Record de Comunicação e a emissora de Criciúma para o Grupo RBS.

Após a venda, a TV Eldorado passa a se chamar RBS TV Criciúma, tornando-se a quinta emissora catarinense da RBS TV, rede de televisão afiliada à Rede Globo. O sinal da emissora passa então a atender áreas no sul do estado que eram cobertas pela RBS TV Florianópolis. Atualmente, a emissora leva seu sinal para 45 municípios.

Em 7 de março de 2016, o Grupo RBS comunica a venda da emissora e das demais operações em Santa Catarina para os empresários Lírio Parisotto (Videolar-Innova) e Carlos Sanchez (Grupo NC).[3][4] Parisotto posteriormente abandona a sociedade devido ao escândalo com Luiza Brunet,[5] fazendo do Grupo NC e seus acionistas proprietários integrais das novas empresas.

NSC TV Criciúma (2017-presente)[editar | editar código-fonte]

Em 15 de agosto de 2017, a RBS TV de Santa Catarina completa o processo de transição para a NSC Comunicação, e passa a se chamar NSC TV.[6] A RBS TV Criciúma então passa a se chamar NSC TV Criciúma, bem como as demais emissoras do estado.

Sinal digital[editar | editar código-fonte]

Canal virtual Canal digital Resolução de tela Programação
9.1 34 UHF 1080i Principal programação da NSC TV Criciúma / Globo

A emissora iniciou suas transmissões experimentais em 21 de novembro de 2013, através do canal 34 UHF, sendo a primeira a operar com o sinal digital em Criciúma.[7] O lançamento oficial foi em 10 de dezembro, durante o Jornal do Almoço, exibido especialmente em alta definição ao vivo da Praça Nereu Ramos. Na sede da emissora no Morro Cechinel, foi promovida a cerimônia oficial com membros do Grupo RBS e autoridades locais.[8][9] Com exceção dos programas gerados em Florianópolis e pela Rede Globo, a NSC TV Criciúma ainda não produz sua programação em alta definição.

Programação[editar | editar código-fonte]

Atualmente a emissora produz apenas um único bloco local do Jornal do Almoço apresentado por Giovana Pedroso e Ricardo Gomes Dias, este último também coordenador local de jornalismo da emissora. O restante da programação é composto pelos programas gerados pela NSC TV Florianópolis e pelos programas nacionais da Rede Globo.

Equipe[editar | editar código-fonte]

Membros atuais[editar | editar código-fonte]

  • Carlos Rauen
  • Denise de Medeiros
  • Giovana Pedroso
  • Janine Limas
  • Luiz Gustavo Silva
  • Ricardo Gomes Dias

Membros antigos[editar | editar código-fonte]

Retransmissoras[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Saviato, Douglas (11 de dezembro de 2014). «Morre o precursor da televisão de Criciúma Antônio Luiz». Engeplus. Consultado em 1 de maio de 2017 
  2. EMERIM, Cárlida; CAVENAGHI, Beatriz (2013). «Os primórdios da televisão em Santa Catarina: mercado e produtos» (PDF). Revista Brasileira de História da Mídia - Unicentro. Consultado em 1 de maio de 2017 
  3. «RBS anuncia venda das operações de mídia em Santa Catarina». Grupo RBS. 7 de março de 2016. Consultado em 1 de maio de 2017 
  4. «Grupo RBS anuncia de jornais, rádios e TV em Santa Catarina». Folha de S.Paulo. 7 de março de 2016. Consultado em 1 de maio de 2017 
  5. Bergamo, Mônica (18 de agosto de 2016). «Lírio Parisotto deixa sociedade do Grupo RBS». Folha de S.Paulo. Consultado em 1 de maio de 2017 
  6. Gasperin, Emerson (15 de agosto de 2017). «NSC Comunicação estreia oficialmente em Santa Catarina». Diário Catarinense. Consultado em 16 de agosto de 2017 
  7. Guedin, Giorgio (21 de novembro de 2013). «RBS TV HD no ar em Criciúma». SulBRTV.com. Consultado em 1 de maio de 2017 
  8. «Sinal digital da RBS TV chega a Criciúma e Tubarão». Grupo RBS. 10 de dezembro de 2013. Consultado em 1 de maio de 2017 
  9. Guedin, Giorgio (9 de dezembro de 2013). «Jornal do Almoço Criciúma especial em HD». SulBRTV.com. Consultado em 1 de maio de 2017 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre NSC TV Criciúma