Raymond Moody

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Raymond Moody
Nascimento 30 de junho de 1944 (76 anos)
Porterdale
Cidadania Estados Unidos
Alma mater Universidade de Virgínia
Ocupação médico, psicólogo, escritor, psiquiatra, filósofo
Empregador University of Nevada, Las Vegas

Raymond Moody (Porterdale, 30 de Junho de 1944) é um psiquiatra, psicólogo, parapsicólogo e filósofo natural de Porterdale, Geórgia, Estados Unidos. É amplamente conhecido como autor de livros sobre vida depois da morte e experiências de quase-morte, um termo criado pelo próprio em 1975.[1] O seu título mais vendido é Vida Depois da Vida.

Estudos[editar | editar código-fonte]

Moody estudou filosofia na Universidade da Virgínia, onde obteve bacharelato em artes em 1961, mestrado em 1967 e posterior doutoramento em filosofia em 1969. Obteve também doutoramento em psicologia na Universidade da Georgia Ocidental onde se tornou professor nessa área.[2]

Em 1976, foi premiado com um doutoramento em medicina pela Faculdade de Medicina da Geórgia. Em 1998, foi nomeado Mestre em Estudos da Consciência na Universidade de Nevada, Las Vegas. Após a obtenção do seu doutoramento, Moody trabalhou como psiquiatra forense num hospital de máxima segurança do estado da Geórgia.[3]

Casado de terceiras núpcias, vive com a sua esposa Cheryl e um filho adoptivo, de nome Carter em Las Vegas, Nevada

Obra[editar | editar código-fonte]

O livro mais famoso de Moody deu origem ao filme homónimo Vida Depois da Vida, o qual lhe valeu uma medalha de bronze na categoria Relações Humanas no Festival de cinema de Nova Iorque. Recebeu também o prémio World Humanitarian Award.

Pesquisa[editar | editar código-fonte]

O Teatro Memorial da Mente Dr. John Dee é um instituto de pesquisa sediado em Alabama, fundado pelo Dr. Raymond Moody, descrito como sendo um local onde é possível experimentar um estado alterado de consciência, com a intenção de invocar aparições de mortos. Um dos métodos utilizados para obter este estado, foi designado de cristalomancia ou olhar ao espelho.[4]

Moody também pesquisou sobre regressão a vidas passadas e acredita que ele próprio já teve nove reencarnações.[5]

A partir do estudo descrito no livro Vida Depois da Vida, e com o auxílio dos depoimentos de cerca de 150 pessoas que sofreram de morte clínica, ou aos quais havia sido diagnosticado que tinham quase morrido, Moody concluiu que existiam nove experiências comuns à maioria das pessoas que passaram pela experiência de quase-morte, tais como[6]:

  1. ouvir um zumbido nos ouvidos;
  2. um sentimento de paz e ausência de dor;
  3. ter uma experiência fora do corpo;
  4. sentir-se a viajar dentro de um túnel;
  5. sentir-se a subir pelos céus;
  6. ver pessoas, principalmente familiares já falecidos;
  7. encontrar seres espirituais, por vezes identificados como sendo Deus;
  8. ver uma revisão da própria vida;
  9. sentir uma enorme relutância em voltar à vida.

Bibliografia parcial[editar | editar código-fonte]

  • Vida Depois da Vida
  • Reflexões sobre Vida depois da Vida
  • Para lá da Luz
  • Reuniões
  • Vida Depois da Perda
  • Voltar Atrás
  • Reflexões
  • A Última Risada

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. New York Times Staff. Paperback Best Sellers; Mass Market. The New York Times Book Review, October 23, 1977.
  2. Chris Aanstoos, A Brief History of theWest Georgia Humanistic Psychology Program Arquivado em 3 de junho de 2010, no Wayback Machine., "The West Georgia Story." The Humanistic Psychologist, 17(1). 77–85., 1989. Visto em 31/01/2014.
  3. Sharon Barbell, Play and the Paranormal: A Conversation with Dr. Raymond Moody, 14850 Magazine, November 1993. Archived on 2011-07-07.
  4. Raymond Buckland (2005). The Spirit Book: The Encyclopedia of Clairvoyance, Channeling, and Spirit Communication. Visible Ink Press. p. 267. ISBN 978-1578592135
  5. Moody and Perry, Coming Back: a psychiatrist explores past life journeys, pp. 11–28.
  6. http://www.near-death.com/experiences/experts03.html

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.