Gabriel Delanne

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade(desde Março de 2015). Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Gabriel Delanne.

François-Marie Gabriel Delanne (Paris, França, 23 de Março de 1857 - 15 de Fevereiro de 1926) foi um francês engenheiro e um dos primeiros pesquisadores espíritas notórios.[1] [2] Intelectual renomado, sua pesquisa sobre a mediunidade é notória no contexto do problema mente-corpo.[3]

Biografia[editar | editar código-fonte]

O seu pai, Alexandre Delanne, era espírita e amigo íntimo de Allan Kardec, e a sua mãe, médium, colaborou na Codificação[4]. Graduou-se em Engenharia[4].

Fundou a União Espírita Francesa, em 1882, e o jornal Le spiritisme, no mesmo ano. Ao lado do filósofo Léon Denis, foi um importante divulgador das ideias espíritas nessa época. Fez conferência por toda a Europa, inclusive na abertura do "I Congresso Espírita e Espiritualista", que ocorreu em 1890.

Compreendendo que o perispírito estava no centro dos fenômenos espíritas, procurou distinguir mediunismo de animismo.

"O Fenômeno Espírita"

Auxiliou Charles Robert Richet, criador da metapsíquica, em suas pesquisas com a médium Marthe Béraud.

Em 1896 fundou a Revista Científica e Moral de Espiritismo, que por muitos anos levou a público artigos científicos e filosóficos sobre a temática espírita.

Faleceu em 1926, aos 69 anos de idade, e foi sepultado no Cemitério do Père-Lachaise.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Le Spiritisme devant la Science (O Espiritismo perante a Ciência). Paris: Ed. J. Meyer (B.P.S.), 1885;
  • Le Phénomène Spirite (O Fenômeno Espírita). Paris: Ed. J. Meyer (B.P.S.), 1893;
  • L’Évolution Animique (A Evolução Anímica). Paris: Ed. J. Meyer (B.P.S.), 1895;
  • L’Âme est Immortelle (A Alma é Imortal). Paris: Ed. J. Meyer (B.P.S.), 1897;
  • Recherches sur la Médiumnité. Paris: Ed. J. Meyer (B.P.S.), 1898;
  • Comptu Rendu du Congrès Spirite et Spiritualiste Internacional 1900. Paris: Societé Française d'Étude des Phénomènes Psychiques, 1902;
  • Les Apparitions Matérialisés des Vivants et des Mort, tome I. Paris: Librairie Spirite, 1909;
  • Les Apparitions Matérialisés des Vivants et des Mort, tome II. Paris: Librairie Spirite, 1911;
  • Documents pour servir à l´étude de la Réincarnation (A Reencarnação). Paris: Éditions de la B.P.S, 1927.

Notas

  1. Alvarado, Carlos S.. Fenômenos psíquicos e o problema mente-corpo: notas históricas sobre uma tradição conceitual negligenciada. Rev. psiquiatr. clín. vol.40 no.4 São Paulo 2013.
  2. Abib, D.. CULTURA ESPÍRITA NO BRASIL/ SPIRITIST CULTURE IN BRASIL. Brazilian Cultural Studies, América do Norte, 224 07 2013. p. 119.
  3. ALMEIDA, Alexander Moreira de. Pesquisa em mediunidade e relação mente-cérebro: revisão das evidências. Rev. psiquiatr. clín. vol.40 no.6 São Paulo 2013.
  4. a b CARNEIRO, 1996:57.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • BODIER, Paul; REGNAULT, Henri. Un grand disciple d'Allan Kardec: Gabriel Delanne, sa vie, son apostolat, son oeuvre. Paris: Ed. J. Meyer (B.P.S.), 1937.
  • CARNEIRO, Victor Ribas. ABC do Espiritismo. Curitiba (PR): Federação Espírita do Paraná, 1996 (5a. ed.). 223p. ISBN 85-7365-001-X. pp. 57–61.