Sentinela (Robert Reynolds)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sentinela
Outro(s) nome(s) Robert Reynolds
Afiliações Novos Vingadores
Criado por Paul Jenkins
Jae Lee
Primeira aparição The Sentry #1 (Setembro de 2000)
Editora(s) Marvel Comics
Afiliações Novos Vingadores
Codinomes conhecidos Defensor Dourado da Decência
Vácuo
Habilidades Super força

Super velocidade

Ressurreição

Fator de cura

Invisibilidade

Invunerabilidade

Voo

Sentidos aguçados

Manipulação molecular

Imortalidade

Fotocinese

Manipulação da realidade

Robert Reynolds, conhecido por Sentinela (Sentry no original) é um personagem do Universo Marvel.

Histórico de publicação[editar | editar código-fonte]

O Sentinela foi introduzido pela primeira vez na minissérie Sentry publicado no selo Marvel Knights em 2000, escrita por Paul Jenkins com arte de Jae Lee Para promover o personagem, foi dito que se tratava de uma criação perdida de Stan Lee e Artie Rosen. A minissérie teve cinco edições[1] e, em seguida, foi publicado em uma série de one-shots de flashbacks onde se unia ao Quarteto Fantástico, Homem-Aranha, o Anjo dos X-Men, e Hulk. Estes one-shots levaram a Sentry vs. the Void, um one-shot adicional que encerrou a história da minissérie e one-shots. Em 2005, o escritor Brian Michael Bendis reutilizar o Sentinela, fazendo dele um membro dos Novos Vingadores. O Sentinela desempenhou um papel menor no primeiro arco, Breakout (edições #1-6), e foi o foco do segundo arco, The Sentry (edições #7-10): o próprio Jenkins foi mostrado como um personagem. Também em 2005, o Sentinela recebeu outra minissérie, escrita por Paul Jenkins e desenhadas por John Romita, Jr., que teve oito edições.[2] O Sentinela apareceu em Mighty Avengers como um membro dessa equipe, e mais tarde em Dark Avengers em uma papel semelhante e, como protagonista da minissérie The Age of the Sentry. Ele apareceu como um personagem regular na série Dark Avengers da edição # 1 (março de 2009) até ao momento da sua morte na série Siege.[3]

História[editar | editar código-fonte]

Origem

Robert era um garoto franzino, vítima de "bullying", que foi direcionado para ser ajudante de um cientista. Um dia, descobriu que seu instrutor estava fazendo testes com um super-soro, o mesmo que havia dado poderes ao Capitão América. Só que a fórmula deste elixir era mais poderosa, pois alteraria seu organismo em nível molecular. Ele, na esperança de ficar mais forte, tomou-a e sentiu se transformar. Foi aí que percebeu que havia ganhado poderes equivalentes a "um milhão de sóis explodindo". Seu primeiro ato antes de fazer um uniforme para si e estrear como o Sentinela foi dar uma surra no valentão que o atormentava no colégio. Porém, seus traumas fizeram originar-se o seu maior inimigo: Vácuo, o seu lado sombrio, que, originariamente, alimentava-se dos medos profundos de seus inimigos. Numa aparição, o Vácuo disse que quem era Robert Reynolds era ele, e não o Sentinela (identidade heróica assumida por Robert): disse que Bob sempre quis ser um "garoto mau", pois gostava disso, e que o Sentinela não passava do lado bom que se materializou.

Outra versão da origem do Sentinela mostra que ele era um homem casado e alcoólatra, que teria conseguido os poderes da mesma forma contada na versão acima. Há, ainda, a versão contada por sua esposa, Lindy (durante a saga Reinado Sombrio), na qual Robert, um adolescente viciado em drogas, invadiu, com um comparsa, o laboratório de um cientista universitário conhecido como "o Professor", à procura de drogas e do que mais pudessem roubar. Encontrando o super-soro, Robert ingeriu-o e tornou-se um super-humano; seu parceiro, ao ingerir a substância, morreu envenenado. Inicialmente, Robert procurou o Professor para alimentar o vício no super-soro; com o passar do tempo, porém, contou com a ajuda de heróis da Marvel para superar a situação, assumindo uma identidade heróica para expiar os seus erros do passado, tornando-se, então, o Sentinela. Todavia, a situação se complicou com a aparição do Vácuo, ser superpoderoso que rivalizava com sua identidade heróica. Como se isso tudo não fosse o bastante, Robert Reynolds, sofrendo de esquizofrenia dissociativa, passou a acreditar que o Vácuo era uma outra pessoa (na verdade, o Vácuo é o lado negro do Sentinela, e ambos são parte da personalidade de Robert).

Os Vingadores[editar | editar código-fonte]

Ninguém o conhecia. Mas há algum tempo todos já haviam escutado sobre o Sentinela, que virou um herói esquecido. Esta foi uma forma de Robert se livrar do Vácuo: com a ajuda de Reed Richards e do Doutor Estranho, fez todos esquecerem (inclusive ele mesmo) que ele era o Sentinela e que o Vácuo existia. Mas, com o tempo, Robert se lembrou que era o Sentinela... e o Vácuo reapareceu para destruir Robert e todos ao seu redor. Era a cobrança da dívida: para cada vida salva pelo Sentinela, uma vida seria ceifada pelo Vácuo. Após diversos acontecimentos (num deles, o Vácuo apareceu para Lindy Reynolds, dizendo que, sempre que o Sentinela não pudesse, ele a protegeria), Robert, perturbado, foi preso após dizer que havia matado sua mulher... que, na verdade, estava catatônica de medo por ter visto o lado sombrio do herói. Foggy Nelson, Matt Murdock, Luke Cage (como guarda-costas de ambos) encontraram a agente da S.H.I.E.L.D. Jessica Drew (Mulher-Aranha original), que era responsável pela Balsa (prisão de segurança máxima). Estes foram à ilha Ryker visitar Robert Reynolds e obter dele informações sobre o que sucedeu a ambos. Aproveitando-se da ocasião, Electro lidera um motim, libertando vários supervilões que estavam presos. O Homem-Aranha e o Capitão América chegam e tentam conter a rebelião. Carnificina ataca Foggy, mas o Sentinela parte para cima do monstro, nocauteia-o, leva-o ao espaço e lá parte o vilão ao meio, matando-o.

Num outra aventura, o Vácuo se materializa e ataca Robert. Enquanto os Vingadores, X-Men, Quarteto Fantástico, Doutor Estranho, Namor e a SHIELD tentavam impedir o Vácuo de chegar perto de Robert, Emma Frost entra em sua mente e na de sua mulher para descobrir um jeito de fazer Robert voltar a si. Ela consegue. O Vácuo pára de lutar. No prédio da sede dos Vingadores, uma enorme construção aparece: era o lar do Sentinela. Agora, Robert teria que enfrentar seus medos e lutar ao lado dos Vingadores. Todavia, outros eventos que se seguem mexem demais com a mente doentia do Sentinela, de modo que este aceita ser um dos Vingadores de Norman Osborn em troca de ajuda para lidar com o medo do Vácuo voltar.

Seu fim trágico foi a morte nas mãos de Thor, durante os eventos que fecham a saga Siege (O Cerco a Asgard). Após incorporar o Vácuo (tal fato ocorreu após a luta dos Vingadores Sombrios e Doutor Destino contra Morgana le Fay, ocasião em que Bob foi dado como morto e ressurgiu confuso, sem saber se havia morrido ou não), matar quase todos os atlantes remanescentes (a mando de Osborn, que teve sua autoridade questionada por Namor, ex-aliado e ex-integrante da Cabala, versão maligna dos Illuminati), assumir parte da sua forma maligna (ele passou a fazer aparecer tentáculos negros, flamejantes, pontiagudos e afiados ao seu redor, assombrando e ameaçando a todos, após quase ter sido morto por Lindy), enfrentar e matar Ares (que executaria Osborn, após descobrir que havia sido manipulado por ele para que o cerco a Asgard fosse consumado) e revelar-se uma grande ameaça aos superseres asgardianos e terráqueos, destruindo Asgard e, ao mesmo tempo, parte da cidade de Broxton (em Oklahoma, nos Estados Unidos), onde quase todos os heróis não-mutantes tentavam detê-lo, liderados pelo Capitão América original e pelo Homem de Ferro (na seqüência, com uma aparência gigantesca e monstruosa, ele matou também o deus da trapaça, Loki, estraçalhando-o), Thor confrontou-o. Num breve momento, após a Helicarrier (aeronave utilizada pela M.A.R.T.E.L.O.) explodir sobre o Vácuo, Robert Reynolds voltou a si em sua forma humana original e pediu, choroso, que o matassem. Nenhum herói, nem mesmo Thor, queria atender ao seu apelo: a vontade do Deus do Trovão era que ele vivesse para pagar pelos seus crimes. Porém, o Vácuo volta à carga, reassumindo sua forma demoníaca e arremessando para longe de si todos os heróis que cercavam-no enquanto estava sob a aparência de Robert, e agarrando Thor com um de seus tentáculos. O herdeiro de Odin, então, não tem outra saída: aproveitando que o monstro estava enfraquecido (a consciência de Reynolds ainda o controlava, e ele gritava, ordenando que alguém o matasse), Thor golpeou-o mortalmente com o raio mais potente que ele poderia invocar. A criatura foi atingida, voltando à forma humana; porém, seu corpo foi despedaçado e incinerado. Para ter certeza que matara o Vácuo, Thor voou carregando-o consigo até o Sol e, ao aproximar-se da superfície do astro, arremessou o que restou do inimigo lá, para que fosse completamente destruído.

Poderes e Habilidades[editar | editar código-fonte]

O Sentinela é considerado um dos heróis mais poderosos da Marvel, sendo apontado como estando no mesmo nível de seres como Hulk (dependendo da versão, que pode ser ou mais fraco ou mais forte que Sentinela), Thor, Surfista Prateado, e mesmo Thanos. . Possui nível de superforça classe 100 ou infinitamente superior quando está em momentos de fúria, é invulnerável, voa, possui supervelocidade (Sentinela já foi capaz de voar da Terra à Saturno em poucos segundos). É com seus socos, ja foi capaz de destruir Dimensões e modificar a Realidade. Também tem a capacidade de projetar campos de força e controle sobre a luz. Para aumentar todos os seus poderes e manter sua sanidade sob controle, usa vastas capacidades mentais. O sentinela também, por vezes, demonstrou a habilidade de se teletransportar instantaneamente para longe em um flash de luz ofuscante. Ele finalmente descobriu que todos os seus poderes aparentemente derivavam de habilidades semelhantes às do Homem-Molecular, exercendo o poder da matéria-prima suficiente para superar o Homem-Molecular em momentos e até mesmo ressuscitar a si mesmo várias vezes depois de aparentemente ser aniquilado, se mostrando muito experiente na manipulação da realidade. Também observou-se que o sentinela tem seus sentidos extremamente aumentados, (conforme sua própria declaração, ele poderia literalmente ouvir os batimentos cardíacos de uma borboleta na África enquanto ainda estava em Nova York). A força sobre-humana de Sentinela permitiu-lhe vencer seres muito poderosos, tais como Ares, o deus da guerra, e destruir com facilidade Asgard, além de, facilmente, derrotar Terrax, o arauto de Galactus, quebrando seu machado (cujo poder é capaz de cortar planetas pela metade), e também lutou de igual para igual com um Hulk furioso, cujos níveis de poder tinha aumentado como nunca se tinha visto antes (Hulk nessa época foi capaz de sobreviver a uma supernova e juntou as placas tectônicas do Planeta Sakkar). No entanto, essa luta resultou em ambos voltando à forma humana,a luta ficou considerada como empate. Dominado por seu alter-ego maligno - o Vácuo -, Robert chegou a matar Loki. Ele tambem ja foi dito como um dos heróis mais rápidos da Marvel assim como adam warlock o mesmo declarou ter a velocidade infinita . É em uma citação da sua primeira aparição, foi dito ser Onipotente.

Vácuo[editar | editar código-fonte]

O Vácuo ficou conhecido por se transformar em figuras que assustavam seus adversários. Ele foi visto como uma besta de fogo, como um monstro com diversos olhos, e como outras criaturas demoníacas, embora sua forma mais comum fosse uma figura negra levitando sobre tentáculos que pareciam ser feitos de escuridão. Ele tinha controle sobre o tempo e as trevas e pôde criar tempestades maciças e devorar almas. O Vácuo também usava seus tentáculos para inserir o medo e fazer seus oponentes reviver momentos traumáticos em suas vidas, do passado ou até mesmo o futuro. Como o oposto do Sentinela, o Vácuo adquiriu seu poder das trevas e não da luz.

Referências