Mulher-Aranha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura série animada da Filmation, veja Web Woman.
Mulher-Aranha
Nome original Spider-Woman
Personagens Jessica Drew
Julia Carpenter
Mattie Franklin
Thaís Roberta
Criado por Archie Goodwin
Sal Buscema
Jim Mooney
Outros May "May Day" Parker
Cassandra Webb
Leslie Gesneria
Anya Corazon
Natalia Alianovna Romanova
Primeira aparição Marvel Spotlight #32 (1977)
Editora(s) Marvel Comics

Mulher-Aranha (Spider-Woman no original) é o nome usado por diversas personagens de histórias em quadrinhos da Marvel Comics. A primeira e original Mulher-Aranha, Jessica Drew, teve sua própria série de televisão animada, e a segunda Mulher-Aranha, Julia Carpenter, foi regular na série de TV Iron Man da década de 1990, parte do Marvel Action Hour.

Histórico[editar | editar código-fonte]

O então editor da Marvel Comics, Stan Lee, disse em 1978, logo após a estreia da Spider-Woman em Marvel Spotlight #32 (fevereiro de 1977) e o início da série de 50 edições do personagem (datas da capa de abril de 1978 a junho de 1983), a personagem se originou porque,

Na sequência dessa série inicial, o segundo volume foi uma minissérie publicada de novembro de 1993 a fevereiro de 1994; o terceiro volume foi publicado de julho de 1999 a dezembro de 2000; e o quarto volume, com Jessica Drew, a Mulher-Aranha original, foi publicado de novembro de 2009 a maio de 2010. O quinto volume foi publicado de novembro de 2014 até ao outono de 2015 (No Hemisfério Norte), apresentando Jessica Drew como a Mulher-Aranha. Na edição de março de 2015 do The Amazing Spider-Man Vol. 3 # 13, Jessica se orgulha "Eu nunca precisei resgatar. Nunca. Veja minha entrada na wiki." Em novembro de 2015, Spider-Woman Vol. 6 lançado como parte do evento All-New, All-Different Marvel com a mesma equipe criativa do Volume 5. Este volume mostra ela usando o mesmo traje do Volume 5, mas agora ela estava grávida e trabalhava como investigadora particular.

Mulheres-Aranha[editar | editar código-fonte]

  • Jessica Drew, a Mulher-Aranha original, que deixou de usar o nome no início dos anos 80. No final dos anos 2000, ela voltou a atuar como heroína. Esta versão do personagem estrelou em sua própria série de TV animada em 1979 (que não deve ser confundida com a série animada Web Woman da Filmation).[2]
  • Julia Carpenter, ex-integrante dos grupos Vingadores e Tropa ômega, que se tornou Arachne e a segunda Madame Teia.
  • Mattie Franklin, que por um curto período representou o então aposentado, Homem-Aranha antes de receber sua própria série de histórias em quadrinhos de curta duração. Mattie também apareceu em Alias # 16–21, antes de aparecer na minissérie Loners 2007–2008. Atualmente falecida.
  • Charlotte Witter, uma supervilã que usou o nome.
  • Veranke, a rainha da raça extraterrestre que muda de forma, os Skrulls, que representou Jessica Drew durante um longo período de tempo e foi um membro fundador da equipe de super-heróis dos Novos Vingadores. Atualmente falecida.

Outras versões[editar | editar código-fonte]

  • Uma "Spider-Woman" anterior não relacionada foi publicada pela revista Dynamic Comics de Harry "A" Chesler em 1944. Ela era uma lutadora sem poderes chamada Helen Goddard e fez sua primeira e única aparição na revista Major Victory # 1. durante a Era de Ouro dos quadrinhos.
  • Outra "Mulher-Aranha" (que era personagem não-canônica, Valerie, a Bibliotecária) apareceu no esquete "Spidey Super Stories" da série de TV infantil da PBS, The Electric Company. Ela também apareceu como Mulher-Aranha na série de histórias em quadrinhos Spidey Super Stories # 11 (agosto de 1975). Ela não tinha superpoderes.
  • No episódio de 1981 ""The Triumph of the Green Goblin" da série animada Spider-Man and His Amazing Friends de 1981, Firestar (Angelica Jones) se veste como a versão de Jesies # 56 (janeiro de 1982) apresenta Mary Jane Watson vestida como a versão de Jessica Drew em uma festa à fantasia. Ambas as histórias apresentam Peter Parker usando versões de fantasia de Halloween de sua tradicional fantasia de Homem-Aranha para as festas, bem como o Duende Verde interrompendo ambas as partes.
  • Existem duas versões de Mary Jane Watson como a Mulher-Aranha. A primeira versão é um ninja do clã-aranha no universo da linha Marvel Mangaverse, e a outra versão é destaque na série Exiles.
  • Na série Spider-Verse de 2014, a Gwen Stacy de um universo alternativo é picada pela aranha radioativa em vez de Peter Parker, tornando-se a versão do universo da Mulher-Aranha. Ela é destaque em sua própria série solo chamada Spider-Gwen.
  • Existe uma versão da Mulher-Aranha no Universo Ultimate.

Outras mídias[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

  • Julia Carpenter apareceu regularmente na série animada Iron Man de 1994 com voz de Casey DeFranco na primeira temporada e Jennifer Hale na segunda temporada.
  • O motion comic Spider-Woman também foi feito como parte da linha Marvel Knights Animated, baseada na série escrita por Brian Michael Bendis. Com o título de Spider-Woman: Agent of S.W.O.R.D. e foi lançado14 de junho de 2011. Na série, Spider-Woman (Jessica Drew) tem um sotaque inglês e é interpretada pela atriz Nicolette Reed.
  • Mary Jane Watson aparece como Mulher-Aranha (também referida como Spider-MJ) aparece em Ultimate Spider-Man vs The Sinister Six, interpretada por Tara Strong. Nesta encarnação, ela se torna a Mulher-Aranha depois que um pequeno fragmento do simbionte Carnificina é convertido ao seu controle (similar à transformação de Flash Thompson em Agente Venom) graças a uma experiência do Dr. Curt Connors.

Ver também[editar | editar código-fonte]

  • Garota-Aranha, filha do Homem-Aranha / Peter Parker e Mary Jane Watson em um futuro alternativo que começa a chamar a si mesma de Mulher-Aranha após os eventos de Spider-Verse.
  • Araña

Outras personagens com o tema de Aranha na Marvel[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. "Hello, Culture Lovers: Stan the Map Raps with Marvel Maniacs na James Madison University", The Comics Journal #42, Outubro de 1978, p. 55
  2. «Web Woman». Don Markstein's Toonopedia. Cópia arquivada em 15 de setembro de 2015