Doutor Octopus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dr. Octopus
Doc ock por Dimitri Patelis.jpg

Homem-Aranha luta com Doutor Octopus. Arte por Dimitri Patelis.
Dados da publicação
Publicado por Marvel Comics
Primeira aparição Amazing Spider-Man #3 (julho de 1963); como Homem-Aranha Amazing Spider-Man #698 (novembro de 2012)
Criado por Stan Lee
Steve Ditko
Características do personagem
Alter ego Dr. Otto Gunther Octavius/Peter Benjamin Parker (após a troca de corpos)
Espécie Humano
Afiliações Sexteto Sinistro
Thunderbolts
Mestres do Mal
Ocupação Cientista
Inimigos Homem-Aranha
Codinomes conhecidos Homem-Aranha
Habilidades Alto nível de inteligência;
Habilidoso inventor/engenheiro;
Quatro tentáculos de metal cujo o motor é seu cérebro;
Força, agilidade, resistência sobrehumanas;
Aparelhos eletrônicos em seus tentáculos que podem ver seus inimigos por trás;elevado nível de concentração

como Homem-Aranha superforça, aderência, inteligencia, agilidade, reflexos, fator de cura, teias, dois pares de tentaculos

Projecto Banda desenhada  · Portal da Banda desenhada

O Doutor Octopus (alter ego do Dr. Otto Gunther Octavius) é um personagem de quadrinhos da série Homem-Aranha, cujo apelido é Dr. Octopus. É um dos arqui-inimigos do Homem-Aranha e um dos primeiros super-vilões da revista do aracnídeo (estreou em The Amazing Spider-Man #3). No primeiro número da revista do Homem-Aranha publicado pela Editora Bloch (Brasil), na capa foi chamado de Dr. Polvo, mas na história foi mantido o nome de Doutor Octopus.

História[editar | editar código-fonte]

Filho de Torbet e Mary Lavínia Octavius, o franzino Otto Gunther Octavius sofria, na escola, perseguições dos valentões. Para desgosto de seu pai, era incapaz de revidar. O velho Torbet faleceu pouco antes de Otto ingressar na faculdade sem suspeitar do destino do menino.

Já formado e físico nuclear de renome, o jovem cientista desenvolveu um aparelho composto de tentáculos hidráulicos para tornar mais segura a manipulação de isótopos radiativos. Na época, apaixonou-se por Mary Alice Burke, mas o namoro não deu certo por influência da mãe de Otto. Pouco depois, durante uma discussão, Mary Octavius sofreu um ataque cardíaco. Sua morte levou o filho a mergulhar insanamente no trabalho, propiciando que, num descuido, sofresse um acidente com materiais radioativos.O acidente fez com que o conjunto de 4 tentáculos mecânicos controlados por direcionais presos ao abdome, para a manipulação de material radioativo (visto que seu surgimento remonta à Guerra Fria e à paranóia em relação às bombas atômicas). Ele fundiu esse conjunto de tentáculos em seu corpo, dando-lhe a habilidade de controlá-los com o pensamento e ao mesmo tempo deturpando sua mente, fato que o transformou no Dr. Octopus, megalomaníaco fora-da-lei possuidor de 4 possantes tentáculos mecânicos. Iniciou-se, então, sua carreira criminosa e uma extensa seqüência de batalhas contra o Homem-Aranha. Octopus teve o mérito de ter sido o primeiro vilão a derrotar o herói aracnídeo, embora seu ponto fraco, nas primeiras histórias, fosse a pouca visão (tornava-se virtualmente cego sem os óculos).

Otto teve um caso amoroso com a Tia May, com quem quase se casou, sendo interrompido na última hora por um ataque do Cabeça de Martelo. Após esse episódio, o inusitado casal não voltou a se juntar, alegando-se que o doutor voltou a ser dominado pela loucura. Para comprovar esse diagnóstico, ele apareceu em uma história na qual obriga cirurgiões a reimplantarem os tentáculos em seu corpo. Tempos depois, sem saber desse fato, o Homem-Aranha arranca um dos tentáculos, causando grande dor e desespero no vilão.

Cansado de sucessivas derrotas, Octopus idealizou a formação do Sexteto Sinistro. No princípio, este grupo de supervilões, era composto por Elektro, Abutre, Mysterio, Kraven, Homem-Areia e o próprio Octavius, mas hoje, poucos da formação inicial permanecem nele, inclusive seu criador: Kraven e Abutre saíram, dando lugar a Rino e Camaleão.

Embora mortífero e cruel, Octopus chegou a nutrir um inusitado respeito pelo Homem-Aranha. Por isso, certa feita, foi ele quem salvou o herói de um vírus desenvolvido por dois outros criminosos, Abutre e Coruja. Afinal, seu valoroso adversário não poderia ser morto pelas mãos de outros! Coincidentemente – ou não – anos antes Octopus havia sido pensionista de May Parker e desenvolveu uma relação de afeto com a tia de Peter.

Outros eventos importantes da qual participou foi a morte do Capitão Stacy (pai de Gwen Stacy), a morte de um irmão de Betty Brant e a quase morte da Gata Negra.

Durante A Saga do Clone, Octopus foi assassinado por Kaine, um dos clones de Peter Parker. Durante o período da sua morte, foi substituído por uma versão feminina (Doutora Octopus). No entanto, não continuou fora de circulação muito tempo, sendo ressuscitado pela organização criminosa Tentáculo. Tal evento afetaria a personalidade do vilão, tornando-o cada vez mais perverso, a ponto de, na atualidade, ameaçar o mundo com um superaquecimento artificial, obrigando os Vingadores a lutar contra ele e o Sexteto Sinistro. E o líder dos heróis mais poderosos da Terra é um velho conhecido: o Homem-Aranha, que ainda conta com a ajuda de Silver Sable!

Quando atualizou o surgimento de Octopus em Gênese, John Byrne fez o acidente que o havia transformado ser o mesmo que irradiara a aranha responsável pela alteração de Peter Parker, unindo assim as duas origens. Gênese, no entanto, é considerada uma história alternativa, não reconhecida pela cronologia oficial iniciada por Stan Lee nos anos 60.[1]

Revelação do Homem-Aranha[editar | editar código-fonte]

Na edição número 12 de The Amazing Spider-Man, o Doutor Octopus revela a identidade secreta do Homem-Aranha. No entanto, as pessoas não acreditam que o herói aracnídeo é apenas um adolescente, que sequer saiu do colégio.

Superior Homem-Aranha[editar | editar código-fonte]

Doutor Octopus estava morrendo. A fim de enganar a morte, ele usou suas habilidades de cientista louco e transferiu sua mente para seu maior inimigo: Peter Parker, mais conhecido como Homem-Aranha. Agora Otto Octavius está com o corpo, a mente e com os poderes de Peter, além de suas memórias. E com o corpo moribundo do Doutor Octopus, Peter tenta de tudo para reverter a transferência e tomar seu corpo novamente, porém Peter não consegue e morre. Antes de morrer, Peter fez Otto prometer que continuará o legado do Homem-Aranha. Assim, Otto entende a lição de grandes responsabilidades. Agora Doutor Octopus terá que ser o novo Homem-Aranha, um super-herói superior, ele será o Superior Homem-Aranha. Ele será um Homem-Aranha com os poderes de Peter e a genialidade de Otto. Durante o final de Superior Spider-Man#1 revela que Peter está vivo (em espírito) e diz (mesmo Otto não ouvindo e nem vendo ele) que ele vai dar um jeito de voltar ao seu corpo, porém nesse tempo que o Octopus havia dominado o corpo no Peter ele começa a tratar de forma terrível seus inimigos, agir com crueldade e em sua cabeça pensa que fez o que o Peter Parker não conseguiria fazer e pensa também estar agindo de maneira mais certa se achando superior até uma parte em que os vingadores pegam o homem aranha por perceberem que ele está sendo anormal e começam a examinar ele e procuram se realmente é ele porém não conseguem achar nada de anormal e pensam que realmente ele foi terrível e falam pra ele que está liberado por um tempo mas em vigilância. Neste ocorrido o Superior Homem-Aranha vai até o Cardíaco pegar uma máquina de um hospital subterrâneo que o Cardíaco tinha para operar pacientes mas era contra a lei por oferecer procedimentos que a maioria dos planos de saúde consideram irregulares mas com o objetivo que as pessoas daquele hospital dizem ser a solução "esperançosa" e lá o Octopus (ou Superior Homem aranha) salva uma vida com a máquina que ele queria e examina seu cérebro e descobre e vê que o Peter ainda está lá na mente dele como ele ainda suspeitava e o Octopus consegue vencer o Peter numa "batalha mental" pra conseguir deletar a memória que restava que era o espírito do Peter Parker que ainda estava no cérebro de seu corpo por isso que ele continuava vivo. Até então infelizmente o Octopus vence o Peter Parker e deleta as suas memórias fazendo com que o nosso amado Homem-Aranha seja apagado e deletado para sempre não existindo mais e agora morto quem protege a cidade é o Superior Homem-Aranha fazendo com que ele seja o novo "herói", por enquanto... mas Peter Parker voltara em uma mini serie chamada celebraçao do original homem aranha (Celebration of the Original Spider-Man), porém a mini serie apenas uma extensão do Amazing Spider-Man #700 onde a história são lembranças das últimas aventuras de Peter como o Homem-Aranha.(carece de fontes) Aparentemente o espírito de Peter Parker continuou vivo após sua suposta "deleção", na edição Superior Spider-Man#19 Otto estava tentando recuperar as memórias apagadas de Peter, quando ele é visto saindo dos escombros onde foi deixado na batalha mental que teve com o Dr. Octopus.

Poderes e habilidades[editar | editar código-fonte]

Otávio é um gênio no campo da física atômica , e ele tem um Ph. D. em ciência nuclear. Um brilhante engenheiro e inventor, ele também é um estrategista de soberba e um líder carismático. Sua genialidade na radiação é tão excepcional que ele já foi chamado pelo Senhor Fantástico do Quarteto Fantástico para oferecer sua expertise quando a Mulher Invisível sofria de complicações durante sua segunda gravidez, como resultado da radiação cósmica que deu à equipe de seus poderes.

Devido à exposição à radiação atômica, o Doutor Octopus tem a habilidade mental de controlar os quatro, acionado eletricamente, encurtando, preênsil , titânio, aço, artificiais, braços tentáculo (mesmo quando não estão conectados a ele, ele também pode controlá-los sobre vastas distâncias), que estão presos por um cabo de aço inoxidável que abrange a parte inferior do tronco. Cada um desses quatro braços são capazes de levantar três toneladas, desde que pelo menos um braço é utilizado para suportar seu corpo. O tempo de reação e agilidade dos seus apêndices mecânica é melhorada muito além do alcance de atingível musculatura humana normal. Os braços permitem Octavius a avançar rapidamente em qualquer terreno e escalar superfícies verticais e tectos. Ele desenvolveu a sua concentração e controle para o ponto que ele pode envolver um único adversário, como o Spider-Man, ou vários adversários com os braços ao executar um completamente separada mais delicada tarefa, tais como a agitação de café ou a construção de uma máquina.

Doutor Octopus, também empregou um traje blindado, que lhe permita respirar debaixo d'água e projetado para suportar a pressão da água extremas.

Doutor Octopus, começou a usar uma armadura de corpo inteiro devido a uma doença incapacitante, com os braços normais ligado a ele e quatro tentáculos adicionais à armadura.

Arreios[editar | editar código-fonte]

Dr. Octopus possuiu um total de três arneses diferentes durante sua carreira: o original de titânio chicote de fios, um mais poderoso adamantium chicote, eo chicote de corrente, com tentáculos tendo um motivo-como o polvo. O adamantium e chicotes originais foram destruídas no início do Lethal Foes do Homem-Aranha minissérie.

Seu arnês atual é feita de um aço-liga de nióbio-titânio mistura que é denso, mas leve em sua composição. Apesar de usar o cinto, os braços são poderosos o suficiente para lhe permitir subir paredes de concreto puro e mover-se rapidamente. Eles também são usados para pegar itens, tanto pequenos como grandes, e como armas literal em termos de ser balançado em objetos e pessoas como clubes. As pinças no final de cada tentáculo também pode ser usado para cortar e rasgar a carne de seus inimigos. Seu poder absoluto com estes apêndices era grande o suficiente para vencer o Demolidor , um combatente experiente com os sentidos sobre-humanos, quase à morte.

Os feixes de adamantium era poderoso o suficiente para ambos os conter e golpear o Hulk em sua apresentação durante uma série escrita por Erik Larsen. O adamantium em seus tentáculos feitos superando Homem de Ferro em combate possíveis, dilacerando o herói de armadura do além com uma derrota tão dura que Tony Stark começou a duvidar de suas habilidades quase o suficiente para recorrer novamente ao alcoolismo. Os cabos também é capaz de realizar uma jetpack pequeno que lhe permite voar para lugares mais rápido e capaz de iludir o Homem-Aranha com mais facilidade. Doutor Octopus é até capaz de girar seus tentáculos ao redor para desviar projéteis pequenos como balas.

Eventualmente, Octopus 'chicote Dr. foi removida cirurgicamente, mas ele ainda era capaz de controlá-lo mentalmente, mesmo à distância. Este poder foi inicialmente explicado como tendo sido causados pelo acidente inicial; Octopus e seus braços estavam fundidos mentalmente, quanto fisicamente. Na verdade, quando o cinto original foi destruída causou Octavius dor excruciante. Ele foi visto suando em bicas e gritando. Mais tarde, histórias sugerem que Octavius possuía poderes telepáticos menores que lhe deu um mental link direto com o seu chicote. Esses poderes telepáticos foram também sugeriu ter causado um cérebro aneurisma em seu pai quando eles desenvolveram durante a puberdade.

O Superior Homem-Aranha[editar | editar código-fonte]

O Doutor Octopus, estava morrendo e para se curar de sua doença, ele só viu jeito, trocar de corpo com Peter Parker, que acabou morrendo, antes de morrer, Peter, obrigou o Doutor Octopus, a prometer pra ele que seria o novo Homem-Aranha, e o Doutor Octopus, prometeu que seria o novo Homem-Aranha, e Peter Parker morreu.

Dr. Octopus nas telonas[editar | editar código-fonte]

No filme Homem Aranha 2, o vilão foi vivido por Alfred Molina. No enredo, a grande ambição do Dr. Octopus é reconstruir o seu projeto de transformar o trítio, um isótopo de hidrogênio bastante raro na Terra, em energia nuclear através de sua fusão. O vilão havia tentado realizar tal experiência com o apoio da empresa Oscorp (na ocasião presidida por Harry Osborn), porém foi um fracasso e acabou sendo eletrocutado, ocasionando a quebra do chip que permitia controlar os 4 tentáculos soldados ao corpo, que após o incidente manipularam a mente de Octopus a fim de reconstruir a máquina e de que a solução para a reversão do problema seria obter maior quantidade de trítio a fim de aumentar o campo de isolamento e evitar a ruptura, o que na verdade só agravaria a situação. Enquanto o seu experimento era refeito, Octopus recobre a consciência e consegue controlar os tentáculos novamente, destruindo definitivamente o seu projeto, o que resultou também na sua morte.


Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikiquote Citações no Wikiquote
Commons Imagens e media no Commons


Referências