Mary Jane Watson

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mary Jane
Mary Jane Watson por Adam Hughes.jpg
Arte por Adam Hughes.
Dados da publicação
Publicado por Marvel Comics
Primeira aparição The Amazing Spider-Man #25 (1964).
Criado por Stan Lee
Steve Ditko
Nome completo Mary Jane Watson
Espécie Humana
Parentesco Phillip Watson (pai), Madeline Watson (mãe), Gayle Watson (irmã), Anna Watson (tia), Peter Parker (marido)
Personagem de Homem-Aranha
Ultimate Spider-Man
Habilidades Alem de ser bela e inteligente, é uma ótima estrategista e périta em combate corpo-a-corpo.
Projecto Banda desenhada  · Portal da Banda desenhada

Mary Jane Watson é uma personagem da HQ Homem-Aranha, da Marvel Comics. Filha mais nova de Philip Watson e Madeline Watson (separados), irmã de Gayle Watson e sobrinha de Anna Watson. Anna apresentou Mary Jane à vizinha e amiga May Parker, cujo sobrinho, Peter, é o Homem-Aranha. Mary Jane Parker é atriz, modelo, dançarina e cantora.

Publicação[editar | editar código-fonte]

A primeira aparição de Mary Jane nos quadrinhos do Homem-Aranha aconteceu na edição de número 25 da série, porém, não foi revelado seu rosto, ou atributos físicos. Somente seis meses depois, na edição de número 42, finalmente o rosto e as feições da personagem seriam revelados. Um dos que contaram a razão da demora para a moça ser apresentada a Peter foi John Romita (senior), numa entrevista a alguns anos:

Desde que o romance entre Betty Brant (antiga secretária de JJ Jameson) se tornou inviável devido ao fato da moça culpar o Homem Aranha pela morte de um irmão, acontecimento que o herói não conseguiu explicar (na verdade o verdadeiro culpado foi o vilão Doutor Octopus), os artistas que elaboravam as histórias na época (Stan Lee e Steve Ditko) decidiram introduzir Mary Jane como o novo interesse romântico da série. Todavia, não houve consenso sobre a aparência da nova personagem: Lee a queria desenhada bonita enquanto Ditko, fiel a proposta de realismo das histórias, preferia que a moça fosse feia. A indefinição durou vários meses, fazendo com que nas histórias MJ aparecesse sempre com o rosto encoberto. Somente com a saída de Ditko e a sua substituição por Romita é que Lee enfim conseguiu impor sua vontade e a moça apareceu no traço magnífico do novo desenhista como uma belíssima ruiva. Ela é a atual namorada de Peter Parker.

Ironicamente, essa indecisão acabou por abrir espaço para outra personagem, a loura Gwen Stacy, que entrou em meio aos flertes de Peter com a sua vizinha MJ e, após varias brigas já na faculdade, passariam a namorar. Com a saída de Dikto, o novo roteirista Gerry Connway acabou por decidir pela morte da loura e reacender o velho romance de MJ, numa tenebrosa porém clássica história em que o vilão foi o Duende Verde. Sem as duas possíveis rivais pela frente, MJ enfim cumpriu seu destino e acabou se casando com o herói aracnídeo. O que aliás só foi possível efetuar o casamento quando os roteiristas dos anos 80 mudaram a personagem, transformando-a de uma adolescente inconsenquente para uma garota com problemas familiares, conforme foi mostrado posteriormente no filme Homem-Aranha (2002).


Personalidade[editar | editar código-fonte]

Mary Jane é retratada como uma moça moderna, de personalidade forte, e de aparência absolutamente estonteante, que desperta ao mesmo tempo atração e repúdia em Peter Parker, o Homem-Aranha. Ela é adepta a um comportamento “curtir a vida”, gosta de sair, se divertir e namorar, ainda que, declare várias vezes não desejar um relacionamento sério.

Por diversas vezes, Mary Jane usa de indiretas e jogos de sedução para com Peter, que acaba propondo casamento à moça por duas vezes, às quais ela recusa dizendo que seu sentimento para com o herói é somente de amizade. Ela inclusive só muda esta posição quando do envolvimento maior de Peter em sua vida pessoal e familiar, e o risco iminente que ele tivera face à morte.

O relacionamento entre os dois personagens é sempre bastante conturbado, tanto na vida pessoal de Peter, quanto em suas aventuras como o herói Homem-Aranha o que faz parte importante do estilo da série, que se propõe a trazer elementos “Novelísticos”, segundo o próprio Editor Chefe da Marvel Comics Joe Quesada.[1]

Há quem julgue Mary Jane como uma “Anti-Heroína”, já que ela foge dos padrões normais de uma "mocinha", e no contraponto, há quem considere que sua concepção pelos autores da série é de extrema genialidade, já que sua personalidade se mostra moderna até nos dias de hoje, quarenta e cinco anos após sua primeira aparição.

Em outras mídias[editar | editar código-fonte]

Desenhos Animados[editar | editar código-fonte]

Filmes[editar | editar código-fonte]


Referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikiquote Citações no Wikiquote
Commons Imagens e media no Commons
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) personagem de Banda desenhada é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.