TV Catarina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
TV Catarina
TV Barriga Verde S/A
Florianópolis, Santa Catarina
Brasil
Tipo Comercial
Canais
09 VHF analógico
32 UHF e 9.1 Virtual digital
Outros canais ver mais
Sede Bandeira de Florianópolis.svg Florianópolis, SC
Rua Deputado Antônio Edu Vieira, 880 - Pantanal
Rede Rede Bandeirantes
Rede(s) anterior(es) SBT (1982-1985)
Rede Manchete (1985-1993)
Fundador Saul Brandalise Júnior
Pertence a Grupo Barriga Verde
Proprietário Saul Brandalise Júnior
Presidente Saul Brandalise Júnior
Fundação 6 de setembro de 1982 (35 anos)
CNPJ 83.601.690/0001-61
Prefixo ZYB 766
Nome(s) anteriore(s) TV Barriga Verde (1982-2012)
Band Santa Catarina (2012-2016)
Emissoras irmãs Band FM Florianópolis
Cobertura 93% do estado de Santa Catarina
Coord. do transmissor 27° 35' 19.7" S 48° 32' 1.4" O
Potência 15 kW
Página oficial www.bandsc.com.br

TV Catarina é uma emissora de televisão brasileira sediada em Florianópolis, capital do estado de Santa Catarina. Opera nos canais 9 VHF e 32 UHF digital, e é afiliada a Rede Bandeirantes. Devido a dificuldade de recepção dela e de outras emissoras nos distritos da Ilha de Florianópolis, por causa da topografia das montanhas, opera também no canal 10 VHF nos distritos de Canasvieiras e Ingleses do Rio Vermelho. Seus estúdios e escritório ficam localizados no bairro do Pantanal, e sua antena de transmissão está no topo do Morro da Cruz.

História[editar | editar código-fonte]

TV Barriga Verde (1982-2012)[editar | editar código-fonte]

Em 6 de setembro de 1982, a emissora surge com o compromisso e a vontade de resgatar a cultura e os costumes catarinenses. Com esse pensamento e inspirado na denominação dada aquele que nasce na terra, surgiu seu primeiro nome: TV Barriga Verde.

Sua primeira parceria foi com o SBT e durou até 1985. Após esse período, o SBT ficou sem sinal até a parceria com a TV O Estado e com a TV Planalto,[1] nesse ano, a emissora acaba se afiliando a Rede Manchete, se tornando uma de suas principais afiliadas. A parceria durou até 1993, quando se torna afiliada a TV Bandeirantes.

Por muito tempo, a emissora possuiu uma co-irmã, era a TV Catarinense. Em 2005, essa emissora foi vendida ao Grupo RBS e a TVBV passa a cobrir todo o estado. Hoje, a emissora ficou mais ampla e regionalizada, abraçando toda Santa Catarina e norte do Rio Grande do Sul.

Band Santa Catarina (2012-2016)[editar | editar código-fonte]

No dia 1 de março de 2012, a TV Barriga Verde passa a se chamar Band Santa Catarina.[2] A mudança, no entanto, se resume apenas ao nome, mantendo sua condição de afiliada sem ser uma emissora própria, como ocorre com a Band RS e com a Band Curitiba.

Com a mudança, diversos programas também mudam seus nomes e formatos, o TVBV Esportes vira Jogo Aberto Santa Catarina, enquanto o tradicional Jornal da TVBV vira Band Cidade. De acordo com Saul Brandalise Júnior, presidente da emissora, a mudança foi necessária.

Em 2013, a Band Santa Catarina passa por uma crise, chegando a cancelar programas como a edição local do Brasil Urgente. Mais de 38 profissionais são demitidos. Em 12 de julho, uma greve geral se inicia na emissora.[3] Cerca de 20 jornalistas se recusavam a trabalhar por falta de pagamento. Sem programação local, retransmitiram a programação da geradora sem interrupções até o dia 15 de julho, quando uma reunião de emergência foi feita e os salários devidamente pagos.

Com a greve, também surgiram boatos de venda da emissora para o apresentador Ratinho e até para o bispo Valdemiro Santiago. Em vídeo-resposta, o empresário Saul Barndalise Júnior afirma que não pretende vender a emissora. Os programas locais voltaram ao ar em 16 de julho.[4] Por conta da crise, a emissora fechou as suas sucursais no interior do estado, demitindo dezenas de profissionais em Tubarão, Lages, Joaçaba, Chapecó, Itajaí e Joinville.[5][6]

TV Catarina (2016-presente)[editar | editar código-fonte]

Em 19 de dezembro de 2016, a emissora abandona a nomenclatura da rede, e passa a se chamar TV Catarina.[7] Em 2017, a crise dos anos anteriores volta a se agravar e o Grupo Barriga Verde entra com um pedido de recuperação judicial em 1º de novembro.[8] Em 16 de novembro, os funcionários da emissora entram novamente em greve, suspendendo a veiculação da programação local e dos comerciais, repetindo integralmente a programação da Rede Bandeirantes.[9]

Retransmissoras[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Da Luz, Eduardo Rivelino (2005). «Análise dos hábitos do consumo de televisão da região da Serra Catarinense» 
  2. Guedin, Giorgio (1 de março de 2012). «TVBV muda de nome e se chamará Band SC». Blog SulBRTV 
  3. Guedin, Giorgio (12 de julho de 2013). «Jornalistas da Band SC param por falta de pagamento». Blog SulBRTV 
  4. Guedin, Giorgio (15 de julho de 2013). «Termina greve na Band SC». Blog SulBRTV 
  5. «Band-SC fecha sucursais de Joinville e Tubarão». Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina. 4 de março de 2016. Consultado em 17 de novembro de 2017 
  6. Barão, Milton (25 de julho de 2016). «Band TV fecha sucursal de Lages». Milton Barão. Consultado em 17 de novembro de 2017 
  7. Dias, Dilermando (20 de dezembro de 2016). «Band SC é oficialmente TV Catarina». Blog SulBRTV. Consultado em 17 de novembro de 2017 
  8. «Barriga Verde insiste no pedido de recuperação judicial». Making Of. 9 de novembro de 2017. Consultado em 17 de novembro de 2017 
  9. «Funcionários da TV Catarina decidem por greve e noticiosos ficam fora do ar». Making Of. 17 de novembro de 2017. Consultado em 17 de novembro de 2017 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Televisão no Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.