SBT Santa Catarina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde janeiro de 2015). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
SBT Santa Catarina
Televisão Lages Ltda.
SBT Santa Catarina
Lages, Santa Catarina
Brasil
Tipo Empresa privada
Canais
10 VHF analógico
46 UHF e 10.1 Virtual digital
Outros canais 115 (Viamax)
45 e 46 HD (Florianópolis)
13 e 46 HD (Joinville)
Lista de retransmissoras
Sede Bandeira lages.svg Lages, SC
Rua Carlos Joffre do Amaral, 67 - Centro
Slogan SBT HD, catarinense como Você!
Rede SBT
Fundador Roberto Rogério do Amaral
Pertence a Sistema Catarinense de Comunicações
Proprietário Roberto Rogério do Amaral
Presidente Roberto Rogério do Amaral
CNPJ 83.012.013/0001-08
Fundação 1 de fevereiro de 2008 (7 anos)
Prefixo ZYB 764
Cobertura Cerca de 95% do estado de Santa Catarina
Nome(s) anteriore(s) TV Planalto
SCC TV
RedeTV Sul!
Potência 2 kW
Página oficial sbtsc.com.br/sbthd

SBT Santa Catarina é uma emissora de televisão brasileira sediada em Lages, cidade do estado de Santa Catarina. Opera nos canais 10 VHF e 46 UHF digital, e é afiliada ao SBT. Apesar do nome, a emissora não pertence ao SBT, e sim ao Sistema Catarinense de Comunicações. A emissora tem sua sede em Lages, porém boa parte dos seus estúdios está em sua sucursal em Florianópolis, no Morro da Cruz. Já em Lages, sua sede fica no mesmo edifício do SCC no Centro da cidade, e sua antena de transmissão está no topo do Morro do Pandolfo, às margens da Rodovia BR-116.

História[editar | editar código-fonte]

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

TV Planalto (1981-1997)[editar | editar código-fonte]

A TV Planalto entrou no ar em 10 de julho de 1981, até então operando sem afiliações com redes de televisão. Alguns meses depois, os dirigentes da TV Planalto assinaram contrato com a TV Guaíba de Porto Alegre, RS, para retransmissão de alguns de seus programas. Em 1982, às vésperas do término do seu contrato com a TV Guaíba, a TV Planalto assina contrato com o SBT, e passa a ser sua afiliada no estado de Santa Catarina. A partir daí, a emissora começa a expandir seu sinal para o restante do estado, implantando retransmissoras em suas principais cidades. Em 1987, através de uma parceria feita entre Roberto Amaral e Mário Petrelli, a retransmissora da TV Lages em Florianópolis dá lugar à TV O Estado Florianópolis, e posteriormente em 1989, a retransmissora de Chapecó dá lugar à TV O Estado Chapecó, ambas afiliadas ao SBT. Juntas, as emissoras deram origem ao Sistema Catarinense de Comunicações, que ainda era responsável pela Rádio Clube de Lages.

SCC TV (1997-2000)[editar | editar código-fonte]

Em 1997, Roberto Amaral e Mário Petrelli desfazem a parceria feita em 1987, e as emissoras de Florianópolis e Chapecó se desintegram do SCC e passam a operar como emissoras afiliadas ao SBT para suas respectivas àreas de cobertura. Após isso, a TV Planalto é extinta e entra em seu lugar a SCC TV.

RedeTV Sul! (2000-2008)[editar | editar código-fonte]

Em 1º de dezembro de 2000, a TV O Estado de Chapecó e a TV O Estado de Florianópolis resolvem formar uma rede de televisão própria no estado de Santa Catarina. Para que não houvesse dois grupos de televisão afiliados à mesma rede de televisão no mesmo estado, a TV Lages rompe seu contrato com o SBT e passa a ser afiliada à RedeTV!, mudando seu nome para RedeTV Sul!. Após isso a emissora pôde expandir novamente seu sinal para todo o estado, visto que com a nova afiliação não havia motivos para que a emissora ficasse com sua cobetura restrita apenas ao Planalto Serrano. Em 29 de novembro de 2007, os dirigentes da RedeTV Sul! anunciam que assinaram contrato com o SBT para retransmitir seu sinal em Santa Catarina,[1] visto que a Rede SC (formada pela antigas emissoras da TV O Estado) rompeu com a rede e assinou com a Rede Record, posteriormente mudando seu nome para RIC TV. Com isso, na madrugada do dia 1º de fevereiro de 2008, a emissora deixa a RedeTV! e passa a ser afiliada ao SBT, mudando seu nome para SBT Santa Catarina.

O Começo (2008-2009)[editar | editar código-fonte]

O primeiro programa do SBT exibido pela nova emissora foi o Jornal do SBT Manhã. Ainda no mesmo dia de inauguração, o SBT Santa Catarina passou a transmitir seu sinal em Florianópolis, em uma retransmissora implantada no município de São José, no canal 59 UHF. Porém devido a problemas de cobertura ocasionados pela topografia das montanhas, tempos depois implantaram uma retransmissora no Morro da Cruz, no canal 45 UHF.

Durante todo o ano muitas mudanças aconteceram entre elas à reformulação do jornalismo da emissora. Foram criados dois telejornais, o SC Repórter 1ª edição e o SC Repórter 2ª edição. Jornais estes que tem como foco principal o chamado jornalismo de soluções. Além disso, foram ampliadas as sedes do SBT Santa Catarina. Atualmente, além de sua sede em Lages, o SCC conta com sucursais em Florianópolis, Joinville, Blumenau, Criciúma, Joaçaba e Chapecó.

Neste último ano foram feitos vários investimentos na emissora, como a ampliação e modernização do estúdio, nos padrões do SBT e reformas nas sucursais. Em 2009, o SBT Santa Catarina investiu em sua sucursal em Florianópolis, localizada no Morro da Cruz. O sinal da emissora também está sendo ampliado para o maior número de cidades de Santa Catarina. Proporcionando assim, que a maioria dos catarinenses possam ver na sua casa a tradicional programação do SBT e o que acontece na sua cidade e no seu Estado, já que a programação do SBT Santa Catarina não é dividida por regiões.

Os eventos também são um ponto forte do SBT Santa Catarina, a emissora está presente nos principais eventos do estado catarinense, como o carnaval de Joaçaba e Herval d'Oeste, a Festa da Maçã em São Joaquim, a Festa Nacional do Pinhão em Lages, o Festival de Dança de Joinville, entre outros.

Década de 2010[editar | editar código-fonte]

No dia 24 de julho de 2010, o SBT Santa Catarina lançou seu novo telejornal, o SBT Meio Dia, com apresentação de Moacir de Oliveira, onde contou com a presença do jornalista Hermano Henning, apresentador do SBT Manhã. O SBT Meio Dia substituiu o SC Reporter 1ª edição. No dia 10 de fevereiro de 2011, ocorreu a estreia do polêmico e consagrado Luiz Carlos Prates. Prates faz seus comentários durante todo o jornal.

No dia 2 de agosto, o SBT Santa Catarina lança seu novo telejornal, o SBT News, que vai ao ar de segunda à sexta feira às 19h20, tendo na apresentação o jornalista Marcelo Martins, que assumiu a atração em 10 de fevereiro de 2011.

Em 2011, a emissora investiu forte na ampliação de seu sinal e na qualidade de sua programação regional. A cidade de Itajaí passou a ter melhor sintonia da emissora, em abril de 2011, sendo sintonizada no canal 46 UHF.

Em 2014, o SBT SC implantou retransmissoras digitais nas cidades de Florianópolis, Joinville, Lages, Criciúma, Chapecó, Balneário Camboriú e Itajaí. A emissora vem garantido uma posição de vice-liderança no Estado, garantido ótimos índices de audiência.

Em 2015, iniciando a digitalização de novas cidades, entrou no ar o canal digital 45.1 de Itajaí em 26 de março. As próximas cidades que receberam o sinal digital são: Joaçaba, Brusque, Jaraguá do Sul, Tubarão, Xanxerê, Concórdia e Rio do Sul.

Programas[editar | editar código-fonte]

  • SBT Meio Dia, com Lydiane Silva e Luiz Carlos Prates
  • SBT News, com Marcelo Martins
  • SBT & VOCÊ,

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Precedido por
RedeTV Sul!
Canal 10 VHF de Lages
2008-presente
Sucedido por
-
Ícone de esboço Este artigo sobre Televisão no Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.