Tetramorfos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Tetramorfos numa página do Livro de Kells.

Um tetramorfos é um conjunto simbólico de quatro elementos distintos, ou a combinação de quatro elementos díspares, ou opostos, em unidade. O termo é derivado da letra grega tetra ("quatro") e morph ("forma").

Na Arte Cristã, o tetramorfos é a união dos quatro «seres viventes»  no Livro de Ezequiel como representação dos Quatro Evangelistas, tanto em uma única figura ou, mais comumente, como um grupo de quatro figuras. Cada um dos quatro Evangelistas é associado a uma criatura e, geralmente, com asas. A associação mais comum, embora não pioneira, é:

Tanto na arte quanto na iconografia cristã, o retrato dos Evangelistas é comumente acompanhado do Tetramorfos ou do único ser vivente que o representa, e também Cristo em Majestade costuma ser envolto pelas quatro criaturas simbólicas.

Os quatro evangelistas como os quatro seres viventes[editar | editar código-fonte]

A associação dos quatro seres viventes com os quatro evangelistas originou-se com Ireneu de Lyon no século II. A interpretação de cada criatura varia dentro da história da igreja. A interpretação mais comum foi proposta por Vitorino de Pettau e então adotada por Jerônimo, São Gregório e pelo Livro de Kells. Nesta interpretação o "Homem" é Mateus, o "Leão" é Marcos, o "Touro" é Lucas e a "Águia" é João. As criaturas do Tetramorfos, assim como os Quatro Evangelhos representam quatro facetas de Cristo.

Homem Leão Touro Águia
Ireneu de Lyon (130-202) Mateus João Lucas Marcos
Hipólito de Roma (170 – 235) Marcos Mateus Lucas João
Vitorino de Pettau (d. 304) Mateus João Lucas Marcos
Epifânio (310-403) Mateus Marcos Lucas João
Cromácio (d. 407) Mateus João Lucas Marcos
Jerônimo (347-420) Mateus Marcos Lucas João
pseudo-Atanásio de Alexandria (c. 350) Mateus Lucas Marcos João
Ambrósio (340-397) Mateus Marcos Lucas João
Agostinho de Hipona (354-430) Marcos Mateus Lucas João
Primásio (d. 560) Marcos Mateus Lucas João
Papa Gregório I (540-604) Mateus Marcos Lucas João
Livro de Kells (c. 800) Mateus Marcos Lucas João
Adão de São Vitor (d. 1146) Mateus Marcos Lucas João
Tomás de Aquino (1225-1274) Mateus Marcos Lucas João
Comentário Bíblico Jamieson-Fausset-Brown (1871) Lucas Mateus Marcos João
Aimee McPherson (1890-1944) Lucas João Marcos Mateus
Watchman Nee (1903-1972) Lucas Mateus Marcos João
Harry A. Ironside (1876-1951) Lucas Mateus Marcos João
Bíblia de Referência Scofield (1967 ed.) Lucas Mateus Marcos João
Witness Lee (1905-1997) Lucas Mateus Marcos João

Fica evidente, pela tabela acima, que vários esquemas interpretativos foram seguidos durante a história da igreja. As razões geralmente estão relacionadas com os principais temas, colocações e com qual qual aspecto de Cristo é mais enfatizado em cada Evangelho.

Ícone de esboço Este artigo sobre catolicismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.