Alexandre da Grécia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Alexandre I da Grécia)
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Alexandre
Alexander I of Greece.jpg
Governo
Reinado 11 de Junho de 1917 - 25 de Outubro de 1920
Consorte Aspasia Manos
Antecessor Constantino I da Grécia
Sucessor Constantino I da Grécia
Casa Real Casa de Schleswig-Holstein-Sonderburg-Glücksburg
Vida
Nascimento 1 de agosto de 1893
Atenas, Grécia
Morte 25 de outubro de 1920 (27 anos)
Atenas, Grécia
Sepultamento Cemitério Real, Palácio de Tatoi, Grécia
Filhos Alexandra da Grécia e da Dinamarca
Pai Constantino I da Grécia
Mãe Sofia da Prússia

Alexandre (1 de agosto de 1893 - 25 de outubro de 1920) foi, durante um breve período de três anos, rei dos Helenos (1917-1920).

Alexandre era o segundo filho de Constantino I da Grécia, e de sua esposa, Sofia da Prússia.

Em 1917, Constantino I, conhecido pelas suas tendências pró-germânicas, insistia na manutenção da neutralidade grega na Primeira Guerra Mundial, ao passo que o primeiro-ministro Elefthérios Venizélos estava decidido a entrar na guerra ao lado da Tríplice Entente. Convidadas por Venizelos, forças anglo-francesas entraram na Grécia e forçaram Constantino e o seu primogénito, o Príncipe Jorge, a abdicarem e partirem para o exílio. O jovem Alexandre foi entronizado, mas praticamente não dispunha de poderes efectivos, sendo a sua única missão deslocar-se à frente de guerra para moralizar os soldados.

Alexandre, sentindo-se uma marionete, acabou por desafiar Venizelos - a 4 de Novembro de 1919 consorciou-se com uma plebeia, Aspasia Manos, filha do Coronel Petros Manos, o que causou um escândalo na corte e enfureceu profundamente Venizelos, que pretendia que o jovem rei casasse com a Princesa Maria do Reino Unido, filha de Jorge V. O casal foi, por isso, forçado a fugir temporariamente para Paris, até a crise se solucionar e o casamento ser legalizado.

A 25 de Outubro de 1920, Alexandre faleceu em Atenas, vítima de uma septicémia, depois de ter sido mordido por um macaco de estimação, de acordo com a informação veiculada na altura pela casa real helénica. Outros rumores, veiculados pela esquerda grega, denunciavam que o rei talvez tivesse sido assassinado. De qualquer forma, após a sua morte, o seu pai pôde finalmente regressar à Grécia, e reassumir o trono.

A sua única filha, Alexandra da Grécia, nascida já depois da sua morte, viria a ser rainha da Jugoslávia, através do seu casamento com o rei Pedro II Karadjordjevic.

Precedido por
Constantino I
Rei dos Helenos
1917 - 1920
Sucedido por
Constantino I
Ícone de esboço Este artigo sobre reis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.