Carlos I da Áustria

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde outubro de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Carlos I/IV
I da Áustria e IV da Hungria
Wappen Kaisertum Österreich 1867 (Mittel).png
Imperador da Áustria-Hungria
Karl of Austria.jpg
Governo
Reinado 21 de novembro de 1916 - 12 de novembro de 1918
Coroação 30 de dezembro de 1916, em Budapeste, Flag of Hungary (1867-1918).svg Reino da Hungria
Rainha Zita de Bourbon-Parma
Antecessor Francisco José I da Áustria
Herdeiro Otto de Habsburgo
Sucessor fim da monarquia
Casa Real Habsburgo
Títulos Rei da Croácia
Rei da Galícia e Lodoméria
Rei da Boêmia
Grão-Duque de Cracóvia[nota 1]
Vida
Nome completo Karl von Habsburg-Lothringen
Nascimento 17 de Agosto de 1887
Persenbeug-Gottsdorf,  Áustria-Hungria
Morte 1 de abril de 1922 (34 anos)
Madeira,  Portugal
Sepultamento Igreja Nossa Senhora do Monte, Madeira,  Portugal
Pai Oto Francisco da Áustria
Mãe Maria Josefa da Saxónia
Beato Carlos da Áustria
Beato Carlos I
Imperador da Áustria-Hungria
Nascimento 17 de agosto de 1887 em Persenbeug
Morte 1º de abril de 1922 em Funchal
Veneração por Igreja Católica
Beatificação 3 de outubro de 2004
Festa litúrgica 21 de outubro
Gloriole.svg Portal dos Santos

Carlos I da Áustria e IV da Hungria ou Carlos I de Habsburgo-Lorena nasceu no dia 17 de agosto de 1887 em Persenbeug (Baixa Áustria) e morreu no Funchal no dia 1º de abril de 1922. O seu nome de baptismo era Karl Franz Josef Ludwig Hubert Georg Maria von Habsburg-Lothringen. Foi o último Imperador da Áustria, Rei da Hungria e Boêmia, entre 1916 e 1918. Ficou conhecido como Carlos I da Áustria, IV da Hungria e III da Boémia. A Igreja Católica o designa como Beato Carlos da Áustria, Imperador.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Primogénito do arquiduque Oto Francisco da Áustria e da Maria Josefa da Saxónia. Sucedeu seu tio avô Francisco José I. Antes de ascender ao trono prestou serviços no exército. Converteu-se em sucessor em 1914 após o assassinato do seu tio, o arquiduque Francisco Fernando em Sarajevo, Bósnia, motivo para o início da Primeira Guerra Mundial.

Sem suficiente capacidade de manobra, durante o ano de 1917, manteve à revelia da Alemanha uns polêmicos contatos com o governo francês para tratar de alcançar a paz por separado com os aliados através de seu cunhado, o príncipe Sixto de Bourbon-Parma, que fracassaram. Com a derrota da Áustria-Hungria na guerra e iniciada a dissolução do império, renunciou ao cargo de chefe de Estado em 11 de novembro de 1918 mas não aos seus direitos como chefe da dinastia e ao trono. Partiu para o exílio na Suíça.

Em 1921, com escasso apoio político, participou em uma conspiração para restaurar a monarquia na Hungria. Apesar desse facto, o almirante Miklós Horthy traiu-o e conseguiu retirar-lhe o trono, expulsou-o de seu país e converteu-se em regente de uma Hungria que se definia como "reino com o trono vago".

O imperador Carlos morreu de pneumonia na ilha da Madeira no ano de 1922. Seus restos ainda permanecem na ilha, na Igreja de Nossa Senhora do Monte, com permissão dos seus herdeiros.

Divisão da Áustria-Hungria em 1918.
  Imperio da Áustria em 1914
  Reino de Hungria em 1914
As linhas vermelhas sinalizam as fronteiras posteriores a desintegração do Império
Reinos e países da Áustria-Hungria.

O Império Austro-Húngaro compreendia em 1914, 676616 km² e 52 milhões de habitantes, o que a convertia no segundo país mais extenso da Europa e o terceiro mais povoado. Incluía 12 milhões de alemães, 10 milhões de húngaros, 9 milhões de checos e eslovacos, 5 milhões de polacos, outros tantos sérvios e croatas, 4 milhões de ruténios e 1 milhão de italianos. Havia 34 milhões de católicos romanos, 4,5 milhões de ortodoxos, outros tantos protestantes, 2,5 milhões de judeus e 700000 muçulmanos, cuja coexistência pacífica era garantida pelo império.

Se a situação balcânica havia sido até então sangrenta e problemática, a dissolução da Áustria-Hungria exacerbaria os problemas ao acrescentar novas fronteiras que criaram férreas barreiras alfandegárias, responsáveis por asfixiar o comércio e conduzir à crise económica e à miséria dos novos países balcânicos. Porém, apesar de tudo, a derrota do Império Austro-Húngaro na Primeira Guerra resultou na auto-determinação e independência das minorias étnicas dentro do território Habsburgo e na proclamação da República da Áustria.

Para Áustria, a conseqüência mais importante da dissolução do Império foi a sua degradação a um poder de terceira categoria, ao ponto de ser absorvida pela Alemanha em 1938. Nunca recuperaria seu status de grande potência. Viena, que havia sido uma das capitais do mundo, se converteu da noite para o dia a cabeça de um país diminuto. Em 2007 ainda está muito distante da população que tinha em 1916 (1,6 milhões em 2007, enquanto em 1916 era de 2,3 milhões).

Sua abdicação acabou com o poder da dinastia dos Habsburgo, família que havia dominado a Europa e o mundo inteiro desde o século XV, quando Alberto II de Habsburgo alcançou o poder do Sacro Império Romano Germânico em 1438. Desde esse momento, estenderam seus domínios por toda Europa e América, alcançando seu máximo esplendor no século XVI com Carlos I da Espanha e V da Alemanha, Imperador do Sacro Império Romano Germânico entre 1519 e 1556. Sem embargo, a decadência fez que perdessem possessões, reduzindo finalmente a um resquício de todo seu antigo poder: Áustria, Hungria e Boémia. Estes reinos formaram em princípio o Império da Áustria (1804-1867), mais tarde passaram a ser o Império Austro-Húngaro (1867-1918). O colapso do estado austro-húngaro em 1918 pôs fim ao poder da dinastia Habsburgo no mundo.

Carlos foi beatificado pelo Papa João Paulo II em 3 de outubro de 2004.

Família de Carlos I da Áustria, IV da Hungria[editar | editar código-fonte]

Casou em 1911 com a princesa Zita de Borbón-Parma de quem teve oito filhos:

  • O príncipe herdeiro Otão de Habsburgo (1912-2011), duque de Lorena e de Bar, casado com a princesa Regina de Saxônia-Meiningen e Hildburghausen;
  • A arquiduquesa Adelaide (1914-1971);
  • O arquiduque Roberto, arquiduque da Áustria-Este (1915-1996), casado com a princesa Margarida de Saboia-Aosta;
  • O arquiduque Félix (1916-2011), casado com a princesa Anna-Eugênia de Aremberga;
  • O arquiduque Carlos Luís (1918-2007), casado com a princesa Iolanda de Ligne;
  • O arquiduque Rodolfo (1919-2010), casado em primeiras núpcias com a condessa Xénia Tschernyscheva-Besobrasova e em segundas com a princesa Ana de Wrede;
  • A arquiduquesa Carlota (1921-1989), casada com o duque Jorge de Mecklenburgo, chefe da casa dinástica de Mecklenburgo-Strelitz;
  • A arquiduquesa Isabel (1922-1993), casada com o príncipe Henrique de Liechtenstein.

Notas

  1. Títulos oficiais: Sua Majestade Imperial, Real e Apostólica Carlos I, pela Graça de Deus, Imperador da Áustria, Rei Apostólico da Hungria, quarto de seu nome, Rei da Boêmia, Dalmácia, Croácia, Eslovénia e Galícia, Lodoméria e Ilíria; Rei de Jerusalém, etc... Arquiduque da Áustria, Grão Duque de Toscana e Cracóvia, Duque de Lorena e Salzburgo, de Estíria, Caríntia, Carniola e Bucovina; Grão Príncipe da Transilvânia; marquês da Morávia; Duque da Alta e da Baixa Silésia, de Módena, Parma, Placência e Guastalla, de Auschwitz e Zator, de Teschen, Friul, Ragusa e Zara; conde de Habsburgo e Tirol, de Ciburgo, Gorízia e Gradisca; Príncipe de Trento e Brixen; marquês da Alta e da Baixa Lusácia e da Ístria; Conde de Hohenems, Feldkirch, Bregenz, Sonnenberg, etc...; Senhor de Trieste, de Cattaro, e de Marca Wendia; Grão Voivoda da Sérvia,
Precedido por
Francisco José I
Imperador da Áustria
1916 - 1918
Wappen Kaisertum Österreich 1867 (Mittel).png
Sucedido por
Directório do Conselho de Estado Austríaco
Precedido por
Francisco José I
Rei da Hungria
1916 - 1918
Wappen Ungarische Länder 1867 (Mittel).png
Sucedido por
Mihály Károlyi
Presidente Provisório da República da Hungria
Precedido por
Francisco José I
Rei da Boémia
1916 - 1918
Wappen Königreich Böhmen.png
Sucedido por
Tomás Masaryk
Presidente da República da Checoslováquia
Precedido por
Arquiduque Francisco Fernando
Arquiduque de Áustria-Este
Pretendente ao trono do Ducado de Módena e Reggio

1914-1917
Armoiries Autriche-Este 1914.svg
Sucedido por
Roberto da Áustria-Este
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Carlos I da Áustria