Jon Cryer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jon Cryer
Cryer na cerimônia em que recebeu uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood em setembro de 2011.
Nome completo Jonathan Niven Cryer
Nascimento 16 de abril de 1965 (49 anos)
Nova Iorque, Nova Iorque
 Estados Unidos
Ocupação Ator, roteirista, diretor, produtor
Cônjuge Sarah Trigger
(1999–2004; 1 filho)
Lisa Joyner
(2007–presente; 1 filho)
Atividade 1984–presente
Emmy Awards
Melhor ator coadjuvante em série de comédia
2009 – Two and a Half Men
Melhor ator em série de comédia
2012 – Two and a Half Men
IMDb: (inglês)

Jonathan Niven "Jon" Cryer (Nova Iorque, 16 de abril de 1965) é um premiado ator, roteirista, diretor e produtor norte-americano. Estreou nos cinemas em 1984, com a comédia romântica No Small Affair, mas ganhou fama maior com o personagem Duckie em Pretty in Pink, filme escrito por John Hughes. Em 1998, escreveu, produziu e protagonizou o filme Went to Coney Island on a Mission from God... Be Back by Five, o qual foi bem recebido pela crítica.[1]

Mesmo Cryer tendo ganhado fama por ter feito esses filmes, ele levou anos para fazer sucesso na televisão; as séries em que ele tinha estrelado (The Famous Teddy Z, Partners e The Trouble with Normal), duraram pouco. Em 2003, foi escalado para interpretar Alan Harper na sitcom Two and a Half Men, contracenando com Charlie Sheen. Two and a Half Men rendeu a Cryer dois Emmy Awards: um na categoria de melhor ator coadjuvante – série de comédia em 2009[2] [3] [4] [5] [6] e outro na de "melhor ator – série de comédia" em 2012.[7] Ao todo, Cryer recebeu sete indicações ao Emmy e em 2011 recebeu sua primeira indicação aos Screen Actors Guild Awards pelo seu trabalho na série.[8]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Cryer é filho de Gretchen Cryer, que é dramaturga, compositora, atriz e cantora, e de David Cryer, que é ator, cantor e produtor.[9] [10] Ele também tem duas irmãs, Robin e Shelley.[11] Aos 12 anos, Cryer decidiu que queria seguir a carreira de ator.[12] Quando adolescente, fez cursos no Stagedoor Manor Performing Arts Training Center, por várias vezes[13] e se formou no The Bronx High School of Science em 1983.[14]

Aos 19 anos, Cryer fez sua estréia no filme No Small Affair, sendo o protagonista.[15] Após isso, fez participações especiais em alguns filmes para cinema e também para televisão, até ter a grande alavanca em sua carreira com o personagem Phil "Duckie" Dale no filme Pretty in Pink, em 1986.[16] Em uma entrevista para o Daily News, a mãe de Cryer constatou que após esse filme, ela passou a receber mensagens histéricas na sua secretária eletrônica de meninas adolescentes de todo o mundo. Graças a Pretty in Pink, Cryer aos poucos acabou ficando famoso.[17] Em 1987, interpretou o sobrinho do vilão Lex Luthor, Lenny Luthor, em Superman IV: The Quest for Peace.[18] Em 1989, acabou protagonizando a sitcom The Famous Teddy Z, que infelizmente fora um fracasso e cancelado antes até de terminar sua primeira temporada.[19]

Um ano depois, contracenou com Charlie Sheen na comédia Hot Shots!,[12] o qual se tornou um êxito.[20] Cryer também é relacionado com o grupo Brat Pack,[21] por ter feito Pretty in Pink com os membros, Molly Ringwald e Andrew McCarthy, e um teste de cena para o filme St. Elmo's Fire.[22] Em 1993, Cryer foi convocado a fazer um teste pro personagem Chandler Bing da sitcom Friends, enquanto ele estava com uma peça em Londres. Seu teste foi gravado por um agente de elenco, mas a fita não acabou chegando aos EUA antes da produção chegar a uma conclusão final.[12]

Em 1995, foi contratado para fazer Bob na sitcom Partners, que como a sua antecessora The Famous Teddy Z, foi cancelada após a primeira temporada. Em uma entrevista para a Time Out New York, ele constatou: "Ei, toda série em que eu estou é cancelada. Pense em George Clooney que esteve em 28 episódios pilotos, ou algo assim. Isso não significa nada".[11] Depois de participar de séries como Dharma & Greg e The Outer Limits, estreou como roteirista e produtor com o filme Went to Coney Island on a Mission from God... Be Back by Five. O filme teve sua estreia em 1998, no Los Angeles Film Festival, e acabou indo bem de crítica.[1] O crítico Leonard Maltin da Playboy, referiu o filme como "uma tomada de ar fresco".[23] Em 2000, foi contratado para protagonizar a sitcom The Trouble with Normal, mas pela terceira vez, Cryer estrelou em mais uma série que foi cancelada após sua primeira temporada.[24]

Três anos depois, suas frustradas tentativas em se estabelecer na televisão tiveram seu fim. Contra a vontade dos executivos do canal CBS (por conta de suas séries anteriores que não vingaram), Cryer foi contratado em 2003 para interpretar Alan Harper na comédia Two and a Half Men. Ao decorrer da série, Cryer foi indicado seis vezes ao Emmy Awards, sendo que em 2009 ganhou o prêmio.[2] Sobre a grande audiência da série, ele disse: "Quando se está em uma série que está lutando para continuar ao ar a cada semana, você para de confiar em si mesmo, pois você pensa: 'Meus instintos não trabalharam o suficiente'. Agora quando o público gosta da série e sua audiência vai lá em cima, aí sim você faz com vontade. Te permite confiar em seus instintos e continuar com o que foi feito pra você".[12] Antes de ser escalado para Two and a Half Men, Cryer tentou com o personagem Gaius Baltar pra série Battlestar Galactica, mas o papel foi pro ator James Callis.[25] Em 2008, Cryer apareceu com Laurence Fishburne e James Cromwell no filme Tortured[26] e em 2009, contracenou com James Spader no filme Shorts.[27]

Em 2010, Cryer fez uma participação especial na série Hannah Montana como Ken Truscott, pai de Lilly (Emily Osment), no episódio "The Wheel Near My Bed (Keeps On Turnin')". Ainda em 2010, Cryer junto com Charlie Sheen, fez uma ponta no filme Due Date, protagonizado por Robert Downey, Jr.; Fez o filme Ass Backwards que se encontra em pós-produção. Em 2011, voltou a participar de Hannah Montana no episódio "I Am Mamaw, Hear Me Roar!".

Em abril de 2011, Cryer fez a peça musical Company, junto com Neil Patrick Harris, Christina Hendricks, Craig Bierko e Martha Plimpton.

Cryer fez uma participação especial na série Husbands em sua segunda temporada.[28] Ele foi inicialmente escalado para dublar o protagonista da animação Planes da DisneyToon Studios, um spin-off do filme Cars da Pixar,[29] porém foi substituído na produção por Dane Cook.[30] [31]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Cryer com a esposa Lisa Joyner em setembro de 2011

Cryer se casou com a atriz Sarah Trigger, em 1999, com quem teve um filho, Charlie Austin. O casal acabou se divorciando em 2004. Em fevereiro de 2007, no programa The Tonight Show with Jay Leno, ele anunciou o seu noivado com a repórter Lisa Joyner; o casal se casou no México, em Junho do mesmo ano.[32] Em Setembro de 2009, foi anunciado que Cryer e Joyner tinham adotado uma bebê chamada Daisy.[33]

No dia 15 de janeiro de 2010, foi delatado que Cryer tinha ido a polícia denunciar a sua ex-esposa, pois acreditava que ela estava envolvida em frequentes ameaças de morte que andavam fazendo a ele. Na semana seguinte, Two and a Half Men foi gravado sem a platéia que era de costume, para a segurança de Cryer.[34]

Conquistou o segundo lugar na lista dos mais bem pagos atores dos EUA com U$ 550 mil por episódio (U$ 13,2 milhões por temporada de 24 episódios). O ator só ficou atrás de seu companheiro de Two and a Half Men, Charlie Sheen, que se mantém no topo da lista com U$ 1,25 milhão por episódio.[35]

Durante a eleição presidencial de 2008, Cryer participou de uma arrecadação de fundos organizada pela campanha de John McCain e, de acordo com a maioria das reportagens, endossou o senador John McCain.[36] [37] O porta-voz de Cryer, Karen Sanfilippohis, declarou: "Jon não é um republicano. O erro foi cometido porque em 2008 ele participou de eventos para ambas as partes. Parece que o Partido Republicano foi muito rápido em alinhá-lo com o seu grupo de apoiantes. Ele queria ouvir o que ambos os lados tinham a dizer. Ele realmente não é político".[38]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Cinema
Ano Título original Título em português Papel Nota
1984 No Small Affair br: Um Caso Muito Sério
pt: Custou Mas Valeu
Charles Cummings Primeiro filme
1985 Noon Wine Jovem Heebert Filme para televisão
O.C. and Stiggs pt: Delinquentes em Tempos Quentes Randall Schwab, Jr.
1986 Pretty in Pink br: A Garota de Rosa Shocking
pt: A Garota do Vestido Cor-de-Rosa
Phil "Duckie" Dale
1987 Morgan Stewart's Coming Home pt: Guerra no Quintal Morgan Stewart
Superman IV: The Quest for Peace br: Superman IV - Em Busca da Paz Lenny Luthor
Dudes br: Caminhos da Violência
pt: Assalto na Noite
Grant
Hiding Out br: Fugindo da Máfia Andrew Morenski/ Max Houser
1988 Rap Master Ronnie: A Report Card Lançamento em vídeo
1989 Penn & Teller Get Killed br: Perseguidos por Acaso 3º garoto da fraternidade
1991 Hot Shots! br: Top Gang - Ases Muito Loucos
pt: Ases Pelos Ares
Jim "Wash Out" Pfaffenbach
1993 The Waiter Tommy Kazdan
Heads Guy Franklin Filme para televisão
1996 The Pompatus of Love br: Confissões de Quatro Apaixonados Mark Também escreveu
Cannes Man Ele mesmo Participação especial
1997 Plan B Stuart Winer
1998 Went to Coney Island on a Mission from God... Be Back by Five Daniel Também escreveu e produziu
Holy Man br: Santo Homem
pt: O Guru
Barry
2000 Clayton
2001 Glam br: Glam - Roteiro de uma Obsessão Jimmy Pells
2003 The Metro Chase Sr. Stamm Filme para televisão
2008 Unstable Fables: 3 Pigs and a Baby br: Fábulas Instáveis: Três Porquinhos e um Bebê Richard Pig Voz
Tortured br: Torturado Brian
2009 Weather Girl br: A Garota do Tempo Charles
Shorts br: A Pedra Mágica Papai Thompsom
Stay Cool br: E Se o Amor Acontece Javier
2010 Due Date br: Um Parto de Viagem
pt: A Tempo e Horas
Alan Harper Participação especial
2013 Ass Backwards Dean Morris
Televisão
Ano Título Papel Nota
1986 Amazing Stories Phil Episódio: "Miscalculation"
1989–1990 The Famous Teddy Z Teddy Zakalokis Protagonista
1995–1996 Partners Bob Protagonista
Também produziu
1996 The Outer Limits Trevor McPhee Episódio: "Vanishing Act"
1997 It's Good to Be King Mort
Dharma & Greg Brian Episódio: "Shower the People You Love with Love"
1998 Getting Personal Sam Wagner Episódio: "Sam I am"
Também produziu
Hercules: The Animated Series The Winged Wolwes Episódio: "Hercules and the Underworld Takeover"
Mr. Show with Bob & David Duckie Episódio: "It's Perfectly Understandishable"
Two Guys, a Girl and a Pizza Place Justin Episódio: "Two Guys, a Girl and a Thanksgiving"
2000
2010
Family Guy Kevin Swanson
Ele mesmo
Episódio: "There's Something About Paulie"
Episódio: "Brian Griffin's House of Payne"
2000–2001 The Trouble with Normal Zack Mango Protagonista
2002 Andy Ritcher Controls the Universe Lemuel Praeger Episódio: "Gimme a C"
The Practice Terry Pender Episódio: "Of Thee I Sing"
2003 Becker Roger Episódio: "Chris' Ex"
Hey Joel Joel Stein Voz
Stripperella Clifton Voz
2003–presente Two and a Half Men Alan Harper Protagonista
Dirigiu três episódios (2007–2009)
Primetime Emmy Award de melhor ator coadjuvante – série de comédia (2009)
Primetime Emmy Award de melhor ator – série de comédia (2012)
Indicado – Primetime Emmy Award de melhor ator coadjuvante – série de comédia (2006, 2007, 2008, 2010, 2011)
Indicado – SAG Award de melhor ator em série de comédia
2005
2006
Danny Phantom Freakshow Episódio: "Reality Trip"
Episódio: "Control Freaks"
2006
2009
American Dad! Quacky
Desk Clerk
Episódio: "It's Good to Be Queen"
Episódio: "Chimdale"
2010
2011
Hannah Montana Ken Truscott Episódio: "The Wheel Near My Bed (Keeps on Turning)"
Episódio: "I Am Mamaw, Hear Me Roar!"
2012 Husbands Vic Del Rey Episódios:
"The Straightening"
"A Better Movie of What We’re Like"

Referências

  1. a b Went to Coney Island on a Mission From God... Be Back By Five (1998). Rotten Tomatoes. Página visitada em 13 de maio de 2010.
  2. a b Jon Cryer e Kristin Chenoweth levam prêmios de atores coadjuvantes em série cômica no Emmy. UOL. Página visitada em 13 de maio de 2010.
  3. Kristin Chenoweth, Jon Cryer Are Emmy Night's First Winners People. (20 de setembro de 2009). Página visitada em 21-9-2009.
  4. Complete 2008 Nominations List Academy of Television Arts & Sciences (17 de julho de 2008). Página visitada em 25-7-2008.
  5. The 59th Primetime Emmy Awards and Creative Arts Emmy Awards Nominees are... Academy of Television Arts & Sciences. Página visitada em 2-3-2008.
  6. The 58th Primetime Emmy Awards and Creative Arts Emmys Nominations Academy of Television Arts & Sciences. Página visitada em 2-3-2008.
  7. Sem a sombra de Charlie Sheen, Jon Cryer triunfa no Emmy. Veja. Página visitada em 24 de setembro de 2012.
  8. Jon Cryer comemora primeira indicação da carreira ao SAG Awards. GQ. Página visitada em 15 de dezembro de 2011.
  9. Jon Cryer Biography (1965-). Filmreference. Página visitada em 13 de maio de 2010.
  10. Thompson, Donald Eugene (1981). Indiana authors and their books, 1967-1980. Wabash College. pp. 90.
  11. a b Jon Cryer - Profile, Latest News and Related Articles. E! Online. Página visitada em 13 de maio de 2010.
  12. a b c d Interview: Jon Cryer: Failed Friend Who Became a Man. The Trades. Página visitada em 12 de maio de 2010.
  13. Stagedoor Manor, Performing Arts Training Center. Stagedoor Manor Official Site. Página visitada em 13 de maio de 2010.
  14. Jon Cryer. Hollywood.com. Página visitada em 13 de maio de 2010.
  15. No Small Affair (1984). New York Times. Página visitada em 13 de maio de 2010.
  16. Don't Forget About Duckie. Entertainment Weekly. Página visitada em 13 de maio de 2010.
  17. Jon Cryer - Profile, Latest News and Related Articles. E! Online. Página visitada em 12 de Maio de 2010.
  18. Jon Cryer - Profile, Latest News and Related Articles. E! Online. Página visitada em 12 de maio de 2010.
  19. TV Review - The Famous Teddy Z. Entertainment Weekly. Página visitada em 13 de maio de 2010.
  20. Hot Shots! (1991). Rotten Tomatoes. Página visitada em 13 de maio de 2010.
  21. Brat Pack. St. James Encyclopedia of Popular Culture. Página visitada em 13 de maio de 2010.
  22. Anytime with Bob Kushell feat. Jon Cryer. Anytime wtih Bob Kushell. 17 de março de 2007.
  23. The Cover of Went to Coney Island on a Mission from God... Be Back by Five. HD Magazine. Página visitada em 13 de maio de 2010.
  24. Sheen and Cryer: Sitcom Survivors. TV Guide. Página visitada em 13 de maio de 2010.
  25. Vary, Adam B. Battlestar Galactica: The Beginning of the End. Entertainment Weekly.
  26. Jon Cryer and James Denton to get Tortured. The Hollywood Reporter. Página visitada em 12 de maio de 2010.
  27. Jon Cryer e James Spader juntos. Só Seriados de TV. Página visitada em 12 de maio de 2010.
  28. , http://www.tubefilter.com/2012/08/17/husbands-second-season/ 
  29. DeMott, Rick. "Jon Cryer Leads Voice Cast For DisneyToon's Planes", 23 de agosto de 2011.
  30. "Disney Sets Theatrical Release Date For 'Planes'".
  31. "Dane Cook Leads the Voice Cast for Disney's Planes".
  32. Jon Cryer se casa pela segunda vez. Séries Online. Página visitada em 12 de maio de 2010.
  33. Jon Cryer de Two and a Half Men e a mulher adotam uma menina. EGO. Página visitada em 30 de setembro de 2009.
  34. Jon Cryer: polícia investiga ameaça de morte contra astro de Two and a Half Men. O Globo. Página visitada em 12 de maio de 2010.
  35. Charlie Sheen, Jon Cryer e Hugh Laurie estão na lista dos atores mais bem pagos da TV americana. UOL. Página visitada em 8 de setembro de 2010.
  36. Stephen Dinan and Ralph Z. Hallow. "Hollywood conservatives to rally for McCain", 22 de agosto de 2008.
  37. Celebrity endorsements in the 2012 presidential campaign.
  38. Emily Goodin. "Conservative celebs mostly not yet committed for 2012 presidential race", 17 de novembro de 2011.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o portal:
Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Jon Cryer