Junkers Ju 86

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde julho de 2015). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Wiki letter w.svg
Por favor melhore este artigo, expandindo-o. Mais informação pode ser encontrada no artigo «Junkers Ju 86» na Wikipédia em inglês e também na página de discussão. (julho de 2015)
Ju 86
Airplane silhouette.png
Um Ju 86 da Força Aérea Sueca
Descrição
Tipo / Missão Aeronave de reconhecimento, bombardeiro e de transporte de uso civil e militar, com motor a pistão, monoplano bimotor
País de origem  Alemanha Nazista
Fabricante Junkers
Primeiro voo em 1934 (81 anos)
Introduzido em 1936
Tripulação 2 - piloto e operador de rádio
Passageiros 10 passageiro(s)
Especificações (Modelo: Ju 86R)
Dimensões
Comprimento 16,46 m (54,0 ft)
Envergadura 32 m (105 ft)
Altura 4,7 m (15,4 ft)
Área das asas 82  (883 ft²)
Peso(s)
Peso vazio 6 700 kg (14 800 lb)
Peso de decolagem 11 530 kg (25 400 lb)
Propulsão
Motor(es) 2 x motores diesel a pistão Junkers Jumo 207B-3/V
Potência (por motor) 1 000 hp (746 kW)
Performance
Velocidade máxima 420 km/h (227 kn)
Alcance (MTOW) 1 580 km (982 mi)
Teto máximo 13 000 m (42 700 ft)
Razão de subida 4,67 m/s
Armamentos
Metralhadoras / Canhões 3 x metralhadoras MG 15 de 7,92 mm (0,312 in)
Bombas 1 000 kg (2 200 lb) de bombas
Notas
Dados de: Jane's Fighting Aircraft of World War II[1] e Warbirds Resource Group[2]

O Junkers Ju 86 foi um bombardeiro monoplano alemão desenvolvido nos anos 30 pela Junkers.

O Junkers Ju 86 era inicialmente utilizado para transporte aéreo e foi convertido mais tarde para bombardeiro. Em 1934 o Ju 86 era um dos aviões mais avançados existentes.

Um Ju 86Z da Manchukuo National Airways.

O modelo D-1 com motores diesel foi posto a serviço na Luftwaffe e transformou-se no bombardeiro médio padrão. A seguir foi desenvolvida a série E, que era mais rápida com os motores tipo radial da BMW.

A série K, propelida pelos motores suecos da Bristol, era a mais rápida de todas. Quarenta aviões foram construídos pela Junkers, e 16 pela Saab.

O combate inicial do Ju 86 foi na Espanha, como uma das armas testadas pela Luftwaffe na Guerra Civil Espanhola. Cumpriu seu papel bem, mas estas versões eram vulneráveis mesmo aos caças biplanos. Muito dos bombardeiros séries D e E lutaram na Polônia, seu último teatro operacional.

Mais tarde alguns Ju 86 convertidos e designados Junkers Ju 86P, serviram como bombardeiros de grande altitude e foram utilizados para reconhecimento na Grã-Bretanha e Rússia.

Foram usados também pelas Forças Armadas Portuguesas entre 1940 e 1945, sendo organizados num grupo de duas esquadrilhas de bombardeamento diurno, pertencendo à antiga Base Aérea n.º 2, actual Centro de Formação Militar e Técnica da Força Aérea.[3]

Referências

  1. Bridgeman, Leonard. "The Junkers Ju 86P and Ju 86R." Jane's Fighting Aircraft of World War II, p.171. London: Studio, 1946. ISBN 1-85170-493-0.
  2. "Junkers Ju 86." Warbirds Resource Group.
  3. [1] Emfa.pt.
Ícone de esboço Este artigo sobre um avião, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.