DFS 230

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes fiáveis e independentes. (desde Abril de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
DFS 230
Planador de assalto
Descrição
Fabricante DFS ( Deutsche Forschungsanstalt fuer Segelflug - Instituto Alemão de Pesquisa de Vôo Planado. )
Entrada em serviço 1938
Missão Transporte de tropas e carga.
Tripulação 2 pilotos + 8 soldados completamente equipados.
Dimensões
Comprimento 11,24 m
Envergadura 21,98 m
Altura 2,74 m
Área (asas) 38,1
Peso
Peso total vazio: 770 kg
Peso bruto máximo com todos os assentos ocupados e com carga máxima: 2100 kg
Propulsão
Motores nenhum
Performance
Velocidade máxima 210 - 300 km/h
Teto máximo ? m
Armamento
Metralhadoras 1 MG34 operada pelo ocupante do 1º assento.

DFS 230[1] [2] [3] — foi um planador de assalto usado pela Luftwaffe durante a Segunda Guerra Mundial.

Sua função era transportar carga e soldados com segurança. Foi projetado por Hans Jacobs. Inspirou a criação do planador britânico Hotspur.

Esteve presente em várias ações militares alemãs bem sucedidas: a invasão da Bélgica (tomada do forte Eben-Emael), a invasão de Creta, no norte da África e no resgate de Benito Mussolini (Operação Carvalho) liderada por Otto Skorzeny.

Já nas fases finais da guerra foi testado como Mistel ( "avião bomba" ).

Variantes[editar | editar código-fonte]

  • DFS 230 A-1 - Primeira versão produção.
  • DFS 230 A-2 - Com controle duplo.
  • DFS 230 B-1 - Um pára-quedas para auxiliar a frenagem foi acrescentado, capaz de transportar armamento defensivo (metralhadora MG34).
  • DFS 230 B-2 - Com controle duplo.
  • DFS 230 C-1 - Com um retrofoguete no nariz para auxiliar a frenagem.
  • DFS 230 D-1 - C - 1 com melhorias no retrofoguete para frenagem no nariz, um protótipo (DFS 230 V6)
  • DFS 230 F-1 - Versão maior com capacidade para 15 soldados, um protótipo (DFS 230 V7, DV + AV)

Imagens[editar | editar código-fonte]

Soldados alemães na Itália em 1943, junto a um DFS 230.
DFS 230 decolando. Em segundo plano um Stuka.
Pousando
DFS 230 rebocado por um Dornier Do 17 em 1943 na Sicília.
Início da operação de resgate de Mussolini.
Fotos da Operação Eiche - OAK...
...liderada por Otto Skorzeny...
...que libertou Benito Mussolini...
...do Hotel (acima) onde ele encontrava-se aprisionado em Gran Sasso.

Referências

Bilbliografia[editar | editar código-fonte]

  • (em inglês) Gunston, Bill & Wood, Tony - Hitler's Luftwaffe, 1977, Salamander Books Ltd., London

ligações externas[editar | editar código-fonte]