Língua gujarati

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Gujarati
 (ગુજરાતી, Gudjarātī)
Outros nomes: Gujarate, guzeráti, gujaráti, guzerate, guzarate
Falado em: Índia, África do Sul, Uganda, Tanzânia, Quênia, Paquistão, Moçambique, Portugal, Austrália, Nova Zelândia, Reino Unido, Fidji, EUA, Canadá.
Total de falantes: 46 milhões
Posição: 23
Família: Indo-europeia
 Indo-iraniano
  Indo-ariano
   Grupo ocidental e sudoeste
    Gujarati
Escrita: Escrita gujerate
Códigos de língua
ISO 639-1: gu
ISO 639-2: guj
ISO 639-3: guj

O gujarati[1] [2] [3] (também gujarate,[4] [5] [6] guzerate, guzarate,[7] [8] guzeráti ou gujaráti;[9] ગુજરાતી , transl. Gudjarātī) é uma língua indo-ariana e um dos 22 idiomas oficiais da Índia, além de ser considerada uma língua minoritária do Paquistão. Cerca de 46 milhões de pessoas falam o guzerate, o que o faz a 23a língua mais falada no mundo. Destes, aproximadamente 45,5 milhões vivem na Índia. É a língua principal do estado indiano do Guzerate, bem como dos territórios federais adjacentes de Damão e Diu e Dadrá e Nagar-Aveli. É também o idioma da numerosa comunidade guzerate de Bombaim.

Ademais da Índia, a língua é falada em Uganda (150.000 falantes), na Tanzânia (250.000), no Quênia (50.000) e no Paquistão (100.000). Há também um grande contingente de falantes de guzerate na América do Norte e no Reino Unido.

O guzerate era a língua nativa de Gandhi, Jinnah e Patel.

Referências

  1. Peixoto, Fernanda Arêas; Pontes, Heloisa; Schwarcz, Lilia Moritz. Antropologias, histórias, experiências. [S.l.]: Editora UFMG. vol. 112. ISBN 8570414439, 9788570414434.
  2. In: Joseph Ki-Zerbo. História Geral da África – Vol. I – Metodologia e pré‐história da África. [S.l.]: UNESCO. p. 335. ISBN 8576521237, 9788576521235.
  3. Hildo Honório do Couto. Ecolingüística: estudo das relações entre língua e meio ambiente. [S.l.]: Thesaurus Editora, 2007. p. 70. ISBN 8570626037, 9788570626035.
  4. Boletim da Sociedade de Geographia de Lisboa, volume 36. Sociedade de Geografia de Lisboa. A Sociedade, 1918.
  5. Revista USP, edições 68-71. Universidade de São Paulo, Coordenadoria de Atividades Culturais, 2006.
  6. Malheiros, Jorge Macaísta. Imigrantes na região de Lisboa: os anos da mudança, imigração e processo de integração das comunidades de origem indiana, p. 120. Volume 1, Colecção Geografia (Colibri). Edições Colibri, 1996. ISBN 9728288352, 9789728288358.
  7. Peixoto da Fonseca, F. V.; Ciberdúvidas da Língua Portuguesa – Lista de idiomas
  8. Fernandes, Ivo Xavier. Topónimos e Gentílicos. Porto: Editora Educação Nacional, Lda., 1941. vol. I.
  9. O dicionário Houaiss registra apenas a forma "guzerate"; o dicionário Aurélio registra as três outras.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre linguística ou um linguista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.