Linux Caixa Mágica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Linux Caixa Mágica  v  e 

Captura de tela
Captura de ecrã do Linux Caixa Mágica 12 no ambiente de trabalho KDE.
Desenvolvedor Caixa Mágica Software
Arquiteturas x86 x86-64
Modelo do desenvolvimento Software Livre
Lançado em outubro de 2000 (13–14 anos)
Versão estável 21 / 2 de março de 2014; há 33 semanas e 2 dias
Língua natural Português, Multilíngue
Mercado-alvo Falantes da língua portuguesa
Família Ubuntu
Núcleo Linux
Método de atualização dpkg / Synaptic
Gerenciamento de pacotes APT
Interface KDE, GNOME
Licença GNU GPL / Outras
Estado do desenvolvimento Corrente
Website www.caixamagica.pt (em português)., acessado pela última vez há 280 semanas e 5 dias
Posição no Distrowatch 170ª (em inglês, em espanhol, em francês, em alemão, em tcheco/checo, em japonês e em chinês).
Origem comum  Portugal
Portal do Software Livre

Linux Caixa Mágica (por vezes abreviado por Caixa Mágica, Linux CM ou CM) é um sistema operativo de código aberto gerido pela empresa Caixa Mágica Software. É uma distribuição portuguesa do sistema operativo Linux baseada na distribuição Debian.[1] Dirige-se às empresas, particulares, educação e administração pública. Foi criado em outubro de 2000[2] com a atribuição do Prémio Milénio Expresso 2000 a três investigadores da Associação para o Desenvolvimento das Telecomunicações e Técnicas de Informática (ADETTI): Daniel Neves, José Guimarães e Paulo Trezentos. A versão gratuita do Linux Caixa Mágica está disponível em linha no sítio oficial e em mirrors (espelhos), sem qualquer tipo de suporte e apenas com acesso à documentação concebida pela comunidade de utilizadores. A versão paga inclui uma cópia em DVD, acesso ao manual em linha, suporte por telefone e por email.

Versões e distribuição[editar | editar código-fonte]

Existem várias versões e formas de distribuição do Linux Caixa Mágica. As versões gratuitas e sem suporte são distribuídas no servidor da empresa e em outros servidores (mirrors), normalmente de instituições de ensino em Portugal. A versão paga, inclui suporte por telefone e por e-mail prestado pela empresa Caixa Mágica Software. Esta versão inclui também uma cópia em DVD e alguns benefícios adicionais como descontos em ações de formação da empresa. As distribuições digitais (em linha) estão disponíveis no formato .iso através dos protocolos http e ftp.

Versões gratuitas[editar | editar código-fonte]

O "Linux Caixa Mágica DVD (32 bits)", "Linux Caixa Mágica DVD (64bits)", "Linux Caixa Mágica - Live CD Gnome" e "Linux Caixa Mágica - Live CD KDE" são gratuitos e estão disponíveis em linha no site oficial e em mirrors. Estas versões não têm suporte por telefone ou email nem manual de utilização, excepto o criado pela comunidade de utilizadores.

Versão com suporte pago[editar | editar código-fonte]

O "Linux Caixa Mágica Pro" está disponível sob pagamento e pode ser descarregado em linha dos servidores da empresa. O DVD é entregue por correio ou adquirido nas lojas e grandes superfícies dos canais de distribuição da Porto Editora. Esta versão inclui suporte telefónico e em linha. O manual apenas está disponível em linha numa área reservada a clientes desta versão (e outros casos específicos[3] ), denominada "Rede de Conhecimento" (RdC).

Versão para o Magalhães[editar | editar código-fonte]

O "Linux Caixa Mágica Mag" (Linux Caixa Mágica Magalhães, Linux CM E-Escolas, CmMag ou CM Magalhães) é baseado no Linux Caixa Mágica e foi criado especificamente para ser incorporado nos portáteis Magalhães dirigido às crianças. É distribuído gratuitamente em DVD pela J.P. Sá Couto apenas às escolas primárias para instalação nos portáteis. Também é incluído desde fábrica nos portáteis em dual boot com o Microsoft Windows XP Home ou, em alguns casos, com o Microsoft Windows XP Professional. Os portáteis Magalhães à venda ao público nas lojas incluem o Caixa Mágica Mag e o Windows 7 ultimate.

Versão do Ministério da Justiça[editar | editar código-fonte]

O "Linius CM" é o sistema operativo baseado no Linux Caixa Mágica, adaptada para o Ministério da Justiça de Portugal. Está disponível no sítio Linius do Ministério da Justiça.[4] .

Código-fonte[editar | editar código-fonte]

O código-fonte do sistema operativo está disponível em linha através de um servidor de Subversion da Caixa Mágica Software.

Programas[editar | editar código-fonte]

Captura de ecrã do "xLucas", um utilitário de configuração e instalação do Linux Caixa Mágica.

O Linux Caixa Mágica é acompanhado por cerca de 5 mil programas, que totalizam 4 GB.[5] [6] Nem todos esses programas estão disponíveis na versão Linux Caixa Mágica Mag, que contém outros programas dirigidos às crianças.

Os principais programas, em língua portuguesa são:

Utilização[editar | editar código-fonte]

Organismos e empresas que utilizam totalmente ou parcialmente o Linux Caixa Mágica:

  • Câmara Municipal de Barcelos.[carece de fontes?]
  • J.P. Sá Couto - desde setembro de 2008 que inclui o Linux Caixa Mágica Mag desde o lançamento dos portáteis Magalhães que produz destinados às crianças, excepto nos que são vendidos ao público nas lojas.
  • Escolas secundárias portuguesas, nas salas destinadas à disciplina de Tecnologias da Informação e da Comunicação (TIC) lecionada a alunos do 9º e 10º ano. Instalada a versão Linux Caixa Mágica Desktop 8.1 Pro em cerca de 13 mil computadores, em dual boot com Microsoft Windows XP, excepto nos servidores das salas que utilizam apenas o Microsoft Windows Server 2003. Instalação conseguida através de um protocolo do Ministério da Educação e a empresa Sun, que por sua vez assinou um protocolo de entendimento com a Caixa Mágica Software.[7]
  • Ministério da Justiça português - versão específica do Linux Caixa Mágica.[carece de fontes?]
  • Em 28 de janeiro de 2008, foi integrado na oferta de portáteis do programa e-escola, através de uma parceria com a TMN e a Fujitsu Siemens.[8] [9] Também foi integrado nos portáteis InSYS da Inforlândia.[carece de fontes?]

História de lançamentos[editar | editar código-fonte]

Data lançamento Nome Notas
31 de julho de 2002 Caixa Mágica 8.01 (desktop)
6/7 de outubro de 2003[10] [11] Linux Caixa Mágica Servidor 8.1
14 de março de 2004 Linux Caixa Mágica Desktop Pro 8.1 Com CD, DVD, manual e suporte por telefone e email custava 78€ em 2004.[12] Foi a primeira versão a ser distribuída em lojas, através de uma parceria, pela Porto Editora.[carece de fontes?]
26 de março de 2004 Linux Caixa Mágica Desktop 8.1
23 de outubro de 2003[13] Linux@PME 8.1 Versão baseada na "Linux Caixa Mágica Servidor 8.1", dirigida a Pequenas e Médias Empresas, disponível sob pagamento, que em 24 de outubro de 2003 custava 105€. Não disponível em linha, apenas em caixa que incluía CD-ROM, manual, suporte telefónico e em linha.[14]
4 de abril de 2005 Linux Caixa Mágica Desktop Pro 10
14 de abril de 2005 Linux Caixa Mágica Desktop 10 Versão desenvolvida por 10 engenheiros da empresa durante 6 meses.[15]
setembro/outubro de 2005 Linius CM 2005 (desktop) Versão destinada ao Ministério da Justiça de Portugal.
26 de janeiro de 2006 Linux Caixa Mágica Desktop 10 Live CD
1 de fevereiro de 2006 Linux Caixa Mágica Servidor 10 Pro Comercializado a 129€ na altura de lançamento[16]
13 de fevereiro de 2006 Linux Caixa Mágica Servidor 10
Linius CM 2006
16 de novembro de 2006 Linux Caixa Mágica 11 Pro Versão paga, disponível nas lojas, custava 99€ na altura de lançamento. Primeiro lançamento que integra as versões desktop e servidor numa só. Disponível em português e inglês.
19 de dezembro de 2006 Linux Caixa Mágica 11
1 de fevereiro de 2007 Linux Caixa Mágica 11 Live CD (32 bits)
5 de fevereiro de 2008 Linux Caixa Mágica 12 DVD (32 bits) Alteração do anterior distro adoptado OpenSUSE para Mandriva Linux. Não possui suporte nativo para RAID por software, normalmente necessário em servidores.
Linux Caixa Mágica 12 DVD (64bits)
Linux Caixa Mágica 12 Pro
4 de Junho de 2008 Linux Caixa Mágica 12 - Live CD Gnome
Linux Caixa Mágica 12 - Live CD KDE
Setembro de 2008 Linux Caixa Mágica Mag 12 Versão baseada na "Linux Caixa Mágica 12" destinada a ser integrada no portátil Magalhães. Apenas disponível nos portáteis de fábrica e às escolas do ensino básico, público e privado, para instalação nos portáteis.
3 de Junho de 2009 Linux Caixa Mágica 14 [17]
1 de Agosto de 2010 Linux Caixa Mágica 15 [18]
2 de Julho de 2011 Linux Caixa Mágica 16 [19] Alteração do anterior distro adoptado Mandriva Linux para Ubuntu
6 de Dezembro de 2011 Linux Caixa Mágica 17 [20]
28 de Maio de 2012 Linux Caixa Mágica 18 [21]

Requisitos[editar | editar código-fonte]

Comp. secretária e portátil[22] Servidor
Mínimo Recomendado
Processador Pentium II a 350 Mhz
Memória RAM 64 MB 128 MB
Disco rígido (capacidade) 4 GB
Placa de vídeo (resolução)
Outros requisitos Leitor de DVD

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas e referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]