Noite dos cristais

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
antissemitismo
Judenstern

antissemitismo e antijudaísmo
História  · Linha do tempo  · Bibliografia

Manifestações de antissemitismo
Movimentos de antiglobalização  · Árabes  · Cristianismo  · Islamismo  · Nation of Islam e antissemitismo  · Novo antissemitismo  · Antissemitismo racial  · Antissemitismo religioso  · Antissemitismo secundário  · antissemitismonas universidades  · Antissemitismo ao redor do mundo

Alegações
Deicídio · Libelos de sangue · Assassinatos rituais
Envenenamento de poços · Dessacramento de hóstias
Lobby judaico · Bolchevismo judaico · Imposto kosher
Caso Dreyfus
Governo de Ocupação Sionista
Negação do Holocausto

Publicações antissemitas
Sobre os judeus e suas mentiras Os Protocolos dos Sábios de Sião
O Judeu Internacional
Mein Kampf
A Cultura da Crítica

Perseguições
Expulsões · Guetos · Pogroms
Chapéu judeu · Judensau
Estrela amarela · Inquisição Espanhola
Segregação · Holocausto
Nazismo · Neonazismo

Oposição ao antissemitismo
Anti-Defamation League
Community Security Trust
Agência dos Direitos Fundamentais da União Europeia  · Instituto Stephen Roth
Wiener Library · SPLC · SWC
UCSJ · SKMA · Yad Vashem

Categorias
Antissemitismo · História judaica

Noite dos Cristais (alemão Reichskristallnacht ou simplesmente Kristallnacht) é o nome popularmente dado aos atos de violência que ocorreram na noite de 9 de novembro de 1938 em diversos locais da Alemanha e da Áustria, então sob o domínio nazi ou Terceiro Reich. Tratou-se de Pogroms, de destruição de sinagogas, de lojas, de habitações e de agressões contra as pessoas identificadas como judias.

Para o regime foi a resposta ao assassinato de Ernst von Rath, um diplomata alemão em Paris, por Herschel Grynszpan, um judeu polaco, condenado múltiplas vezes a deportação da França.

A pedido de Adolf Hitler, Goebbels instiga os dirigentes do NSDAP e os SA a atacarem os judeus. Heydrich organiza as violências que deviam visar as lojas de judeus e as sinagogas. Numa única noite, 91 judeus foram mortos e cerca de 25.000 a 30.000 foram presos e levados para campos de concentração. 7500 lojas judaicas e 267 sinagogas foram reduzidas a escombros.

As ordens determinavam que os SA deviam estar vestidos à paisana, a fim que o movimento parecesse ser um movimento espontâneo de uma população furiosa contra os judeus. Os incêndios também chocaram uma parte da população, mas não o fato de que os judeus tivessem sido atacados fisicamente.

A alta autoridade nazista cobrou uma multa aos judeus de um bilhão de marcos pelas desordens e prejuízos dos quais eles foram as vítimas.

O nome Kristallnacht deriva dos cacos de vidro (vitrinas das lojas, vitrais das sinagogas, entre outros) resultantes deste episódio de violência racista.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Livros em inglês
  • Browning, Christopher R.. Collected memories: Holocaust history and postwar testimony. Madison: University of Wisconsin Press, 2003. ISBN 0-299-18984-8
  • Friedlander, Saul. Nazi Germany and the Jews : Volume 1: The Years of Persecution 1933-1939. New York, NY: Perennial, 1998. ISBN 0-06-092878-6
  • Gilbert, Martin. The Holocaust: the Jewish tragedy. London: Collins, 1986. ISBN 0-00-216305-5
  • Johnson, Eric J.. Nazi terror: the Gestapo, Jews, and ordinary Germans. New York: Basic Books, 1999. ISBN 0-465-04906-0
  • Mosse, George L.. Toward the Final Solution: A History of European Racism. New York: Howard Fertig, 1978. ISBN 0-86527-941-1
    • Mosse, George L.. Confronting history: a memoir. Madison: University of Wisconsin Press, 2000. ISBN 0-299-16580-9
    • Mosse, George L.. Nazi culture: intellectual, cultural and social life in the Third Reich. Madison: University of Wisconsin Press, 2003. ISBN 0-299-19304-7
    • Mosse, George L.. The Crisis of German Ideology : Intellectual Origins of the Third Reich. New York: Howard Fertig, 1999. ISBN 0-86527-426-6
  • Schwab, Gerald. The day the Holocaust began: the odyssey of Herschel Grynszpan. New York: Praeger, 1990. ISBN 0-275-93576-0
  • Shirer, William L.. The Rise and Fall of the Third Reich. New York: Simon & Schuster, 1990. ISBN 0-671-72868-7
  • Yahil, Leni. The Holocaust: the fate of European Jewry, 1932-1945. Oxford [Oxfordshire]: Oxford University Press, 1990. ISBN 0-19-504523-8
  • Dawidowicz, Lucy. The War Against the Jews: 1933-1945. UK: Bantam, 1991 (Re-issue). ISBN 978-0553345322
Livros em alemão
  • Hans-Dieter Arntz "Reichskristallnacht". Der Novemberpogrom 1938 auf dem Lande - Gerichtsakten und Zeugenaussagen am Beispiel der Eifel und Voreifel, Helios-Verlag, Aachen 2008, ISBN 978-3-938208-69-4
  • Doscher, Hans-Jurgen. Reichskristallnacht: Die Novemberpogrome 1938 (em German). [S.l.]: Ullstein, 1988. ISBN 978-3-550-07495-0
  • Kaul, Friedrich Karl. Der Fall des Herschel Grynszpan (em German). Berlin: Akademie-Verl, 1965. ISBN Unknown. ASIN B0014NJ88M. Available at Oxford Journals (PDF)
  • Korb, Alexander. Reaktionen der deutschen Bevölkerung auf die Novemberpogrome im Spiegel amtlicher Berichte (em German). Saarbrücken: VDM, 2007.
  • Lauber, Heinz. Judenpogrom: "Reichskristallnacht" November 1938 in Grossdeutschland : Daten, Fakten, Dokumente, Quellentexte, Thesen und Bewertungen (Aktuelles Taschenbuch) (em German). [S.l.]: Bleicher, 1981. ISBN 3-88350-005-4
  • Pätzold, Kurt & Runge, Irene. Kristallnacht: Zum Pogrom 1938 (Geschichte) (em German). Köln: Pahl-Rugenstein, 1988. ISBN 3-7609-1233-8
  • Pehle, Walter H.. Der Judenpogrom 1938: Von der "Reichskristallnacht" zum Volkermord (em German). Frankfurt am Main: Fischer Taschenbuch Verlag, 1988. ISBN 3-596-24386-6
  • Schultheis, Herbert. Die Reichskristallnacht in Deutschland nach Augenzeugenberichten (Bad Neustadter Beitrage zur Geschichte und Heimatkunde Frankens) (em German). Bad Neustadt a. d. Saale: Rotter Druck und Verlag, 1985. ISBN 3-9800482-3-3

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Noite dos cristais