Once Upon a Time (série de televisão)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Once Upon a Time (série))
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde maio de 2012).
Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Once Upon a Time
Once Upon a Time
Era Uma Vez (PT)
Once Upon a Time

Era Uma Vez (Record) (BR)

Logotipo do seriado
Informação geral
Formato Seriado
Gênero Comédia dramática, Fantasia, Aventura, Mistério
Duração 45 Minutos
Criador(es) Edward Kitsis
Adam Horowitz
País de origem  Estados Unidos
Idioma original (em inglês)
Produção
Produtor(es) Kathy Gilroy
Samantha Thomas
Andrew Chambliss
Christine Boylan
Ian Golberg
Brian Wankum
Kalinda Vazquez
Robert Hull
Jane Espenson
Executivos:
Edward Kitsis
Adam Horowitz
Steve Pearlman
Elenco Ginnifer Goodwin
Jennifer Morrison
Lana Parrilla
Josh Dallas
Jared S. Gilmore
Robert Carlyle
Raphael Sbarge
Jamie Dornan
Eion Bailey
Meghan Ory
Emilie de Ravin
Colin O'Donoghue
Michael Raymond-James
Tema de abertura Instumental de Mark Isham
Exibição
Emissora de
televisão original
Estados Unidos ABC
Brasil Rede Record
Brasil Canal Sony
Formato de exibição 720p (HDTV)
Transmissão original 23 de outubro de 2011 - presente
N.º de temporadas 4
N.º de episódios 66 (lista de episódios)
Cronologia
Programas relacionados Once Upon a Time in Wonderland

Once Upon a Time (Once Upon a Time (título no Brasil) ou Era Uma Vez (título em Portugal))[1] é uma série de televisão norte-americana de drama e fantasia desenvolvida por Edward Kitsis e Adam Horowitz,[2] os criadores da série Lost e do filme Tron: Legacy. A série estreou em 23 de outubro de 2011, na ABC, às 20h00ET. [3] No Brasil, a série passou a ser exibida em cópias legendadas no canal pago Sony, no dia 12 de abril, às 21h[4] [5] . Em 30 de setembro de 2012, estreou a 2ª temporada de Once Upon a Time,[6] que no Brasil teve sua estréia no dia 25 de outubro.[7] A série passou a ser exibida em TV aberta no Brasil pela Rede Record em 3 de fevereiro de 2014.[8]

Em 10 de maio de 2013, a série foi renovada para uma 3ª temporada, e além disso, ainda ganhou um spin-off intitulado de Once Upon a Time in Wonderland, que foi cancelado após uma curta temporada de 13 episódios.[9] Além disso foi lançado um livro que leva o nome da série, narrado pelas personagens Branca de Neve e sua filha Emma Swan chamado Once Upon a Time Tale - O Despertar.[10] Em 29 de setembro de 2013, a 3° temporada da série teve início.

Em 8 de maio de 2014 a série foi renovada, pela emissora de televisão americana ABC Family para uma quarta temporada.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

A série se passa na cidade fictícia litorânea de Storybrooke, no Maine. Os moradores dessa pequena cidade não são habitantes comuns, eles são todos personagens de contos de fadas que foram transportados da Floresta Encantada para o "mundo real" através de uma poderosa maldição lançada pela Rainha Má. A única esperança para eles reside em Emma Swan, que foi transportada da Floresta Encantada para o mundo real antes que a maldição fosse lançada. Como tal, ela é a única pessoa que pode quebrar o encanto da maldição e restaurar as memórias dos personagens perdidos. Auxiliada por seu filho Henry, que tem um livro de contos de fadas que detém a chave para acabar com a maldição, Emma precisará vencer seus medos de uma vez por todas e lutar contra as forças das trevas. Cada episódio foca em uma história por trás de um personagem. Um segmento de detalhes da sua vida no mundo de conto de fadas que, quando revelados, acrescenta uma peça ao quebra-cabeça sobre os personagens e sua conexão com os eventos que precederam a maldição e suas consequências. O outro segmento, no dia de hoje, segue um padrão semelhante, com um resultado diferente, mas também oferece uma visão semelhante.

Temporadas[editar | editar código-fonte]

A primeira temporada estreou em 23 de outubro de 2011. A temporada começa com a Rainha Má interrompendo o casamento de Branca de Neve e do Príncipe Encantado para anunciar que ela irá lançar uma maldição sobre todos, que deixará apenas ela com um final feliz . A maioria dos personagens de contos de fadas são transportados para a cidade de Storybrooke, Maine, onde eles são despojados de suas memórias e identidades reais como personagens de contos de fadas. Em seu aniversário de 28 anos, Emma Swan, filha da Branca de Neve e do Príncipe Encantado, é trazida a Storybrooke por seu filho biológico Henry Mills, na esperança de quebrar a maldição lançada pela mãe adotiva de Henry, a Rainha Má Regina.

A segunda temporada foi confirmada pela ABC em 10 de maio de 2012, estreou em 30 de setembro de 2012. Apesar de Emma ter quebrado a maldição que devolve as memórias originais dos personagens, eles não voltam para a Floresta Encantada. Agora, todos tem que lidar com suas próprias identidades duplas. Com a introdução da magia em Storybrooke por Sr. Gold/Rumplestiltskin, os destinos dos dois mundos se tornam interligados e novas ameaças surgem: O Capitão Gancho e a mãe de Regina, Cora. Cora também é conhecida como a Rainha de Copas. Após a Branca de Neve matar Cora e do Capitão Gancho se render, todos pensam que seus problemas estão solucionados, até misteriosos agentes do nosso mundo chegarem na cidade com o objetivo de levar Henry para outro mundo e de destruir a magia de uma vez por todas.

A terceira temporada foi anunciada em 10 de maio de 2013, estreou em 29 de setembro de 2013. A temporada foi dividida em duas partes, com os primeiros onze episódios em execução a partir de Setembro a Dezembro de 2013, bem como o meio mais tarde, de março a maio de 2014. No primeira parte, os personagens principais viajam para a Terra do Nunca para resgatar Henry Mills, que foi raptado por Peter Pan, como parte de um plano para obter o "Coração do Verdadeiro Crédulo" para que Pan se torne imortal. Sua crescente luta de poder com Pan continua em Storybrooke, o que acaba resultando na reversão completa da maldição de origem. Todos os personagens são devolvidos para a Floresta Encantada, deixando Emma e Henry em Nova York com suas memórias originais apagadas. Na segunda parte, os personagens são misteriosamente trazidos de volta para a Storybrooke, que foi recriada misteriosamente por uma bruxa. Os personagens tiveram suas memórias do ano anterior removidas, e a Bruxa Malvada do Oeste aparece com um plano para mudar o passado. Mais uma vez, Emma é necessária para salvar a sua família. Porém, numa reviravolta, Emma perde seus poderes e Regina salva a cidade mais uma vez resultando na morte da Bruxa Malvada do Oeste e abertura de seu portal do tempo de onde sai a falecida mulher de Robin Hood.

A quarta temporada foi anunciada em 8 de maio de 2014, e teve o tema da primeira parte revelado na conclusão da terceira temporada: elementos do filme da Disney lançado em 2013, Frozen: Uma Aventura Congelante, serão incorporados à serie. No final da terceira temporada, a Rainha Elsa de Arendelle foi levada acidentalmente à Storybrooke, após a urna onde estava presa ser acidentalmente sugada para dentro do portal do tempo. Poucas informações foram divulgadas até agora: Georgina Haig[11] interpretará a Rainha Elsa, Elizabeth Lail[11] fará sua irmã, a Princesa Anna, e Scott Michael Foster[11] será Kristoff. Há rumores de uma possível aparição (como protagonista regular) do Valete de Copas, do spin-off Once Upon a Time in Wonderland.

Produção[editar | editar código-fonte]

Adam Horowitz e Edward Kitsis escreveram a série em 2004, Antes de entrarem na equipe de roteiristas de Lost, mas queriam esperar até que a série acabasse para se concentrarem neste projeto.[12] O roteiro do piloto foi escolhido no dia 04 de fevereiro de 2011.[13]

Em maio de 2011, Jane Espenson foi adicionada como um co-produtora executiva e Liz Tigelaar foi interposta como um consultora de produção.[14] Damon Lindelof atuou como consultor no piloto da série. Horowitz descreveu Kitsis Lindelof como seu "padrinho" , e disse que "o nome do Lindelof não está no show, mas o seu DNA está nele", e ele vai continuar a aconselhar os dois. Eles também notaram que a Disney permitiu-lhes acesso a seus personagens de conto de fadas para uso na série. "Eles nos deram licença", Kitsis disse. "Eu posso estar errado, mas acho que esta é a primeira vez que é mostrado Branca de Neve com uma espada, ou grávida."[15]

Ambos, Horowitz e Kitsis, depois enfatizaram que a série vai focar mais em os próprios personagens e não apresentam uma história "complexa", que supostamente era o foco principal. "Nós não queremos que este seja um 'show' de mitologia", disse Kitsis. "Trata-se de personagens em primeiro lugar.[16] A série também tem uma premissa semelhante aos quadrinhos de Bill Willingham, ao qual ABC comprou os direitos em 2008, mas nunca conseguiu passar da fase de planejamento. Horowitz e Kitsis afirmam que enquanto os dois conceitos estão "no playground mesmo", eles acreditam que estão "contando uma história diferente". [17] A série surgiu como concorrente de Grimm.

Recepção[editar | editar código-fonte]

Recepção crítica[editar | editar código-fonte]

Vários críticos analisaram a série como positiva. No Metacritic, foi atribuída uma pontuação de 66 em cada 100 com "avaliações favoráveis". E!'s Kristin dos Santos cita o show como um dos cinco novos shows da temporada 2011-12 para assistir. Matthew Gilbert do The Boston Globe deu ao show um grau "C+" comentando: "A partir de um par de produtores de Lost, esta é uma proposição amor-ou-ódio. A ambição é impressionante, já que nos pede para imaginar a Branca de Neve de Ginnifer Goodwin e a Rainha Má de Lana Parrilla modernas. Mas Jennifer Morrison é um 'chumbo de madeira', e as histórias passadas - uma coleção aleatória de contos de fadas - não prometem surpreender".

Em uma revisão do St. Louis Post-Dispatch, o crítico de TV Gail Pennington saudou como um dos "mais promissores shows de The Fall" e, ao contrário de Gilbert, teve notas altas para Morrison. USA's Today Robert Blanco colocou a série em sua lista dos dez melhores, declarando que "não há nada no ar igual a ele." Mary McNamara do Los Angeles Times diz preferir desta série a outro drama com tema de conto de fadas, Grimm, citando que a premissa leva o seu tempo construindo o charme e que o produtor "que tem parte pregado". Ela também deu excelentes críticas para o personagem de Morrison: "Sua Emma é previsivelmente cínica e espinhosa - de conto de fadas da princesa, minha tia Fanny - mas ela é forte e animada o suficiente para manter o público implorando para 'apenas mais alguns páginas' antes de ir para a cama."

Vários meios feministas ficaram satisfeitos com o show de seu toque feminista em contos de fadas. Avital Norman Nathman da revista Bitch afirmou que gostou do show de "infundir uma sensibilidade feminista" nas histórias. Genie Leslie em Feministing comentou que Emma era um "badass", que ela gostava como Emma estava "muito convencido de que as mulheres sejam capazes de tomar suas próprias decisões sobre suas vidas e seus filhos", e como Emma era um "bem-arredondado" caráter que era "feminino, mas não 'feminino'". Natalie Wilson da Sra. elogiou o show para um forte, "chutar o traseiro" liderança feminina, para a inclusão de várias mulheres fortes que se revezam fazendo a poupança com os homens, para subverter a fetichização do amor verdadeiro, e para lidar com a ideia de o que faz uma mãe de uma forma mais sutil. Wilson passou a afirmar sobre a liderança: "Sua busca de um" final feliz "não é sobre encontrar um homem ou ir a um baile todo gussied-se, mas sobre o trabalho de detetive, sobre a construção de um relacionamento com seu filho Henry, e sobre a busca a "verdade" a respeito de porque o tempo está ainda no mundo corrupto de Storybrooke."

Audiência[editar | editar código-fonte]

O episódio piloto obteve classificação de 4,0 na faixa etária 18-49 com 12.93 milhões de espectadores. Foi a estreia de temporada de maior audiência entre adultos de 18-49 e a maior estreia do ABC em cinco anos. Os outros próximos três episódios tiveram avaliações consistentes a cada semana com mais de 11 milhões de telespectadores. A série tornou-se o programa nº 1 não-desportivo com os telespectadores e jovens nas noites de domingo.

A primeira temporada estreou como a mais assistida série dramática. O Primeiro episódio da 2ª Temporada, "Broken"(quebrado) atingiu 11 milhões de espectadores.[18]

Temporada Exibida Episódios Estreia de temporada Final de temporada Média (em milhões)
Data Audiência
(em milhões)
Data Audiência
(em milhões)
Domingo
22
23 de outubro de 2011
12,93[19]
13 de maio de 2012
9,66[20] 11,71[21]
Domingo
22
30 de setembro de 2012
11,36
12 de maio de 2013
7,22

8,50

Domingo
22
29 de setembro de 2013
8,52
11 de maio de 2014
TBA

7,22

Dados referentes aos Estados Unidos.

Spin-Off[editar | editar código-fonte]

Após anunciar a renovação da série Once Upon a Time, em 10 de Maio de 2013, o canal estadunidense ABC informou que a série derivada Once Upon a Time in Wonderland também foi aprovada. A atriz australiana Sophie Lowe deu vida a jovem Alice do conto Alice no País das Maravilhas. O spin-off Wonderland é baseado no conto que dá sequência ao primeiro livro de Lewis Carroll, Alice Através do Espelho e O Que Ela Encontrou Por Lá, e irá acompanhar as aventuras de Alice antes da maldição ser lançada pela Rainha Má na série original Once Upon a Time. A série estreou em 10 de Outubro de 2013 nos EUA.

A ideia dos criadores era focar em um conto de fadas por temporada no spin-off, assim como ocorre em American Horror Story. Portanto, logo após uma única temporada de 13 episódios, o spin-off foi cancelado com a ABC alegando que os motivos foram a baixa audiência.

O livro[editar | editar código-fonte]

Além do spin-off, Once Upon a Time ganhou um livro. Este que pode ser primeiro de uma série, escrito por Odette Beane leva o titulo de “Reawakened” e é baseado na primeira temporada da série e tem a promessa de levar aos fãs uma visão totalmente diferente de seus personagens favoritos. O livro é narrado por dois personagens, Emma e Branca, sendo Emma a narradora dos acontecimentos no mundo real e Branca a narradora na terra encantada. O livro é escrito por Odette Beane e está disponível para compras a partir do dia 27 de abril nos EUA e já está disponível no Brasil com o titulo Once Upon A Time - Despertar publicado em Setembro de 2013 pela Editora Planeta[22] .

Referências

  1. Once upon a time site no Brasil. Página visitada em 10 Janeiro, 2014.
  2. LOST writers spin Once Upon A Time tale. TV Leak (October 18, 2011). Página visitada em May 1, 2012.
  3. Seidman, Robert (June 27, 2011). ABC Announces Fall Series Premiere Dates: Late Starts for 'Once Upon a Time,' 'Man Up'. TV by the Numbers. Página visitada em June 27, 2011.
  4. http://br.canalsony.com/shows/schedule
  5. http://br.canalsony.com/once-upon
  6. ABC Announces Fall Premiere and Season Premiere Dates for 2012-13 Season (em inglês). The Futon Critic (26-07-2012). Página visitada em 01-07-2013.
  7. Seres mágicos despertam de feitiço em 'Once Upon a Time'. Folha Online (25-10-2012). Página visitada em 27-10-2012.
  8. http://www.boainformacao.com.br/2013/11/record-exibira-em-2014-breaking-bad-e-once-upon-a-time-anuncio-sera-feito-hoje-durante-convencao-no-rio-de-janeiro/
  9. Amanda Kondolojy (10-05-2013). 'Once Upon a Time', 'Revenge', 'Grey's Anatomy', 'Nashville', 'Castle' and 'Scandal' Renewed for New Seasons by ABC (em inglês). TV by the Numbers. Página visitada em 01-07-2013.
  10. Start Dates for Vancouver Filming of Fall TV: SUPERNATURAL, ONCE UPON A TIME, FRINGE, ARROW & EMILY OWENS M.D. (em inglês). Yvrshoots (28-06-2012). Página visitada em 25-07-2012.
  11. a b c Confirmed actress who plays Elsa in OUAT (July 7, 2014). Página visitada em July 7, 2014.
  12. http://weblogs.variety.com/on_the_air/2010/10/exclusive-lost-exec-producers-horowitz-kitsis-sell-pilot-to-abc.html
  13. http://www.deadline.com/2011/02/abc-picks-up-marc-cherrys-hallelujah-pilot/
  14. http://www.hollywoodreporter.com/news/jane-espenson-liz-tigelaar-join-193496
  15. http://www.tvguide.com/News/Damon-Lindelof-Once-Upon-A-Time-ABC-1036165.aspx
  16. http://www.digitalspy.com/tv/s181/once-upon-a-time/news/a337329/once-upon-a-time-execs-the-show-is-about-character.html
  17. http://www.tvline.com/interstitial/?ref=http%3A%2F%2Fwww.tvline.com%2F2011%2F08%2F5-real-truths-once-upon-a-time%2F
  18. Seidman, Robert (10 de maio de 2012). Updated: ABC Renews 'Once Upon a Time,' 'The Middle,' 'Modern Family,' 'Grey's Anatomy,' Suburgatory,' 'Revenge,' and 'Castle' (em inglês). Página visitada em 11 de maio de 2012.
  19. Sunday Final Ratings: 'Once Upon A Time' Adjusted Up + Final Ratings For World Series Game 4 & Saints/Colts. Tvbythenumbers.zap2it.com. Página visitada em 2012-07-22.
  20. Sunday Final Ratings: 'Once Upon A Time', Family guy', 'Survivor' Adjusted Up; ‘Surivor: Reunion', 'Dateline' Adjusted Down. Página visitada em 22/07/2012.
  21. Complete List Of 2011-12 Season TV Show Viewership: 'Sunday Night Football' Tops, Followed By 'American Idol,' 'NCIS' & 'Dancing With The Stars'. Página visitada em 22/07/2012.
  22. Once Upon a Time - Despertar. Página visitada em 10 Janeiro, 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

|}|}|}