Passaredo Linhas Aéreas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Passaredo)
Ir para: navegação, pesquisa
Passaredo Linhas Aéreas
IATA
P3
ICAO
PTB
Indicativo de chamada
PASSAREDO
Fundada em 1995
Hub Aeroporto de Ribeirão Preto - Leite Lopes
Focus cities Aeroporto Internacional de São Paulo-Guarulhos
Aeroporto de Uberlândia
Aeroporto Internacional de Goiânia-Santa Genoveva
Frota 09 + 01 Encomendas
Destinos 19
Holding Grupo Passaredo
Sede Ribeirão Preto, São Paulo  Brasil
Pessoa(s)
chave
José Luiz Felicio Filho
Website www.voepassaredo.com.br

A Passaredo Linhas Aéreas é uma empresa aérea brasileira com sede na cidade de Ribeirão Preto, estado de São Paulo, lá está o principal centro de suas operações, o aeroporto de Leite Lopes, além de ter como o aeroporto Internacional de Guarulhos, e o aeroporto Internacional de Santa Genoveva, em Goiânia no estado de Goiás, a Passaredo, apresenta poucos destinos, mas realizou um sistema de codeshare com a Gol ampliando assim os seus destinos.

História[editar | editar código-fonte]

Em 03 julho de 1995 o presidente do Grupo Passaredo, empresa de transporte terrestre de passageiros, José Luiz Felício, inaugurou a Passaredo Transportes Aéreos, com uma frota de três Embraer Brasília. Operou também aeronaves modelo Airbus A310-300 com um pool de agências de viagem, que foram desativados na crise cambial de 1999, substituídos por modelos ATR-42-300, logo também devolvidos.

Em 2002 a Passaredo suspendeu suas operações para retornar em 2004, experimentando uma rápida expansão. A partir de 2009 a empresa deu um salto ainda maior ao incorporar jatos da família Embraer ERJ-145.

Em 27 de setembro de 2012 a Passaredo aposentou toda a sua frota de aeronaves Embraer ERJ-145 e passou a operar somente com as aeronaves modelo ATR-72.

A Empresa é acusada de diversas denúncias trabalhistas envolvendo colaboradores de terra e de cabine (Comissários e pilotos). O SNA (Sindicato Nacional do Aeronauta) recebeu diversas denuncias de que a empresa Passaredo Transportes Aéreos não paga férias aos seus funcionários, não deposita a parcela mensal do FGTS ha 3 anos a nenhum colaborador, não paga rescisão tao pouco 13° salário. Em face de mais de 200 reclamações, o SNA entrou com Ação de DENÚNCIA no Ministério Público do Trabalho. Segundo Marcelo Ceriotti, presidente do Sindicato Nacional dos Aeronautas, "essas demissões refletem a crise da empresa".[1]

No dia 03/05/13, a Passaredo Linhas Aéreas teve seu plano de recuperação judicial aprovado, para renegociar uma dívida superior a R$ 150 milhões, o mesmo foi acatado por 88% dos participantes de uma assembleia geral. Após a reunião desta sexta (03/05), os credores acordaram uma estratégia de reestruturação que visa sanar o passivo em até 15 anos, conforme a assessoria de imprensa da Passaredo. O plano, que segundo a empresa é o primeiro aprovado para uma companhia aérea no Brasil, desde a promulgação da nova Lei de Falências, está protocolado na 8ª Vara Civil de Ribeirão Preto.[2] [3]

Expansão[editar | editar código-fonte]

Após investir cerca de R$ 120 milhões no aluguel de quatro jatos ERJ-145, em 2010 a empresa desistiu de utilizar de jatos, por serem onerosos para o momento da empresa.[4] [5]

Em novembro de 2011 foi anunciada a aquisição de aluguel de vinte aeronaves ATR-72 600, dos quais dez pedidos firmes e dez opções de compra.[6]

Emprega cerca de quatrocentos colaboradores, dos quais aproximadamente duzentos estão em Ribeirão Preto, na sede da empresa. Em 2012, a empresa diminuiu pela metade seu número de funcionários após forte crise, que atingiu inclusive os direitos trabalhistas fundamentais de um trabalhador. Quando um funcionário é desligado da empresa, só consegue receber seus direitos trabalhistas no TRT (Tribunal Regional do Trabalho), direitos estes que vão desde 13° salário que a empresa não paga, férias que vencem e a empresa não paga, até rescisão, Vales Alimentação e Refeição, e até o FGTS, que é descontado no bilhete de pagamento do colaborador, mas não é depositado em conta da Caixa Econômica Federal, impossibilitando-os de entrar com um futuro seguro-desemprego.

Com investimentos de US$ 580 milhões, a Passaredo Linhas Aéreas terá mais vinte novas aeronaves até 2015. Hoje são seis aviões na frota. A companhia recebeu em Ribeirão Preto o primeiro avião desse pacote, o ATR 72-600 em julho de 2012. No mesmo mês a empresa, sem comunicar ao mercado, suspendeu todas as operações na região sul do Brasil, mas em setembro de 2013 retornou voos para Cascavel, com voos partindo de Guarulhos.

Aeronaves[editar | editar código-fonte]

Atualmente a Passaredo opera com aeronaves ATR-72, nas versões 500 e 600. Foi encomendado um total de vinte unidades, das quais dez compras firmes e dez como opção de compra.[7]

Frota atual[8] [editar | editar código-fonte]

Prefixo Aeronave Serial Ano f.f. Nome das Aeronaves
PR-PDA ATR-72-600 1022 2012 Bem-te-ví
PR-PDB ATR-72-600 1028 2012 Canário
PR-PDC ATR-72-600 1040 2012 Sabiá
PR-PDI ATR-72-600 1059 2012 Pica-Pau
PR-PDD* ATR-72-500 562 1998 Beija-Flor
PR-PDE* ATR-72-500 565 1998 João de Barro
PR-PDH ATR-72-500 572 1998 Tucano
PR-PDJ ATR-72-500 575 1999 Andorinha
PR-PDK ATR-72-500 593 1999 Arara

(*)Aeronaves cedidas pelo fabricante, em caráter provisório.

Embraer ERJ-145 nas cores da Passaredo.

Frota anterior[8] [editar | editar código-fonte]

Aeronaves Quantidade Prefixos
Airbus A310-300 2 PP-PSD, PP-PSE
ATR-42-300 2 PP-PSF, PP-PSG
Embraer EMB-120 7 PP-PSA, PP-PSB, PP-PSC, PP-PSD, PR-OAN, PT-SLD, PT-SLE
Embraer ERJ-135 1 PT-TJA
Embraer ERJ-145 15 PR-PSF, PR-PSG, PT-PSS, PR-PSJ, PR-PSH, PR-PSI, PR-PSK, PR-PSL,
PR-PSM, PR-PSN, PR-PSO, PR-PSP, PR-PSQ, PR-PSR, PR-PST

Destinos[editar | editar código-fonte]

Região Centro-Oeste[editar | editar código-fonte]

Região Nordeste[editar | editar código-fonte]

Região Norte[editar | editar código-fonte]

Região Sudeste[editar | editar código-fonte]

Região Sul[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Folha de São Paulo (03/05/2013). Passaredo não paga dívidas Trabalhistas. Página visitada em 05 de fevereiro de 2014.
  2. G1.com.br (03/05/2013). Credores da Passaredo acatam plano para sanar dívida de R$ 150 milhões. Página visitada em 05 de maio de 2013.
  3. Jornal A Cidade (03/05/2013). Credor aprova recuperação da companhia aérea Passaredo. Página visitada em 05 de maio de 2013.
  4. O Estado de São Paulo. Passaredo vai investir US$ 90 milhões em novos jatos. Página visitada em 1 de abril de 2010.
  5. A partir de julho de 2010 a Passaredo anunciou a compra de novas aeronaves incluindo os Saabs 4000, junto com mais de 30 destinos novos..
  6. Jetsite
  7. [http://www.melhoresdestinos.com.br/passaredo-nova-frota.html Melhores Destinos Foi confirmado que a partir do dia 08/07/13 terá voo de Sinop / Cuiabá a partir das 00:05 e vice versa. hrs]
  8. a b Frota da Passaredo Linhas Aéreas AeroMuseu (9 de novembro de 2013). Página visitada em 21 de novembro de 2013.
  9. [1]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]