Silva (apelido)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Brasão de armas da família Silva.

Silva é um apelido de família (sobrenome) da onomástica da língua portuguesa, sendo o de ocorrência mais frequente entre os habitantes de Portugal[1] [2] [3] e Brasil[4] [5]

Origem[editar | editar código-fonte]

Sua origem é claramente toponímica, sendo derivado diretamente da palavra latina silva que significa selva, floresta ou bosque, e tem a sua origem na Torre e Honra de Silva junto a Valença.

De facto, em Portugal, na Galiza, em Leão e nas Astúrias existem diversas localidades cujos nomes compõem-se por "Silva". É possível, porém, verificar que a popularidade deste apelido remonta ao século XVII em Portugal e também no Brasil.

A primeira linhagem que adoptou o nome Silva como apelido tem uma origem muito antiga e provém do príncipe dos Godos D. Alderedo, cujo filho, D. Guterre Alderete de Silva, se casou com uma descendente da nobreza da Casa Real de Aragão e é anterior à fundação da nacionalidade portuguesa, no final do século X.

Nome largamente adotado por pessoas que chegadas ao Brasil queriam começar uma nova vida sem vínculos com o passado na Europa, se aproveitando do relativo anonimato que o sobrenome proporcionava (e ainda proporciona). Todavia, também no Brasil, um atual ramo da família Silva, em sua quinta geração, é descendente dos reis de Leão e são mestiços - uma importante família aristocrática brasileira no Amazonas, dos quais varões da 2ª geração herdaram durante o Brasil Império o baronato de Amazonas.

Difusão[editar | editar código-fonte]

Apesar da enorme difusão na população lusófona em geral, "Silva" também é o nome de importantes famílias nobres, que normalmente o portavam juntamente com outro apelido.

Também é encontrado em Espanha (com origens mais remotas do Reino de Leão) e na Itália, onde é mais comum na região da Emília-Romanha e da Lombardia.

É bastante provável que o conjunto de nome e apelido mais comum nos países lusófonos seja João/José da Silva, podendo-se comparar a John Smith em países de língua inglesa, Juan García nos de língua espanhola, Hans Schmidt nos de língua alemã ou a Giovanni Rossi nos de língua italiana.

Um estudo realizado com amostragem de 30.400 pessoas no Brasil, mostra que 9,9% dos brasileiros contemplam "Silva" em seu sobrenome, seguido por 6,1% com sobrenome "Santos", 5,8% com sobrenome "Oliveira" e 4,9% com sobrenome "Sousa" (ou na grafia arcaica "Souza").

Brasão de armas[editar | editar código-fonte]

Os Silvas vão buscar as suas armas de brasão à casa dos reis de Leão e são compostas por um fundo de prata onde sobressai um leão de púrpura ou vermelho que se encontra armado e lampassado de vermelho ou azul. Por timbre, tem o referido leão do escudo.

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • BOUZA ZERRANO, José. Da Descendência de Don Francisco Prieto Gayoso'. Edição do Autor, 1ª Edição, Lisboa, 1980.
  • COROMINES, Joan. Onomasticon Cataloniæ (vol. I-VIII). Barcelona: 1994.
  • SOUSA, Manuel de. As origens dos apelidos das famílias portuguesas. Sporpress, 2001.
  • TÁVORA, D. Luis de Lancastre e. Dicionário das Famílias Portuguesas. Quetzal Editores, 2ª Edição, Lisboa, pág. 324.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]