Wilhelm Filchner

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wilhelm Filchner

Wilhelm Filchner (Munique, 13 de setembro de 1877Zurique, 7 de maio de 1957) foi um explorador alemão.

Aos 21 anos ele participou de sua primeira expedição na Rússia, dois anos depois Filchner viajou sozinho pelas montanhas Pamir e de 1903 a 1905 conduziu uma expedição pelo Tibete.

Ao retornar, Filchner foi encarregado de organizar uma expedição alemã à Antártica, a qual foi conduzida a bordo do navio Deutschland e descobriu a costa Luitpold e a plataforma Filchner-Ronne.

Recebeu o prêmio nacional alemão para a arte e a ciência de Adolf Hitler como reconhecimento pela sua expedição.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Ein Ritt über den Pamir.
  • Das Kloster Kumbum, 1906.
  • Zum sechsten Erdteil. Die zweite deutsche Südpolar-Expedition, 1922.
  • Tschung-Kue – Das Reich der Mitte – Alt-China vor dem Zusammenbruch, 1924.
  • Sturm über Asien, 1924.
  • Quer durch Ost-Tibet, 1926.
  • Wetterleuchten im Osten. Erlebnisse eines diplomatischen Geheimagenten, 1927.
  • Om mani padme hum. 1928?
  • Kumbum Dschamba Ling. Das Kloster der hunderttausend Maitreyas. Ein Ausschnitt aus Leben und Lehre des heutigen Lamaismus, 1933.
  • Bismillah! – Vom Huang-ho zum Indus, 1938.
  • Ein Forscherleben. Wiesbaden 1951.
  • In der Fieberhölle Nepals Wiesbaden 1952.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Murphy, David Thomas. German Exploration of the Polar World: a History, 1870-1940. Londra, Great Britain and Lincoln, Nebraska: University of Nebraska Press, 2002. xiii, 273 p. ISBN 0-8032-3205-5.


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.