Alice Ruiz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Alice Ruiz
A poetisa Alice Ruiz durante Ato realizado em São Paulo em 18 de janeiro de 2018.
Nome completo Alice Ruiz Scherone
Nascimento 22 de janeiro de 1946 (73 anos)
Curitiba,  Brasil
Nacionalidade Brasil Brasileira
Cônjuge Paulo Leminski (3 filhas)
Ocupação Poeta, letrista e tradutora
Prémios Prémio Jabuti 1989
Género literário Poesia
Magnum opus Desorientais
Página oficial
http://www.aliceruiz.mpbnet.com.br/

Alice Ruiz Scherone (Curitiba, 22 de janeiro de 1946) é uma poeta, haicaista, letrista e tradutora brasileira.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Alice começou a escrever contos aos 9 anos de idade e aos 16 anos, começou a escrever seus primeiros versos. Mas durante muitos anos divulgou seus poemas apenas em revistas e jornais. Publicou seu primeiro livro aos 34 anos de idade. "Compõe letras desde os 26 anos e lançou, em 2005, seu primeiro CD, o Paralelas, em parceria com Alzira Espíndola, pela Duncan Discos, com as participações especialíssimas de Zélia Duncan e Arnaldo Antunes" [1]. Ao todo, possui 21 obras publicadas, dentre elas estão: livros, poemas, traduções, canções e histórias infantis.

Em 1993 foi homenageada pela comunidade nipónica brasileira com o nome de haicaista[2].

Foi casada com o também poeta Paulo Leminski, com quem teve três filhos: Miguel Ângelo Leminski, Áurea Alice Leminski e Estrela Ruiz Leminski. "Foi ele quem descobriu que Alice escrevia haicais (forma poética de origem japonesa), o que levou a autora pesquisar e estudar essa forma de fazer poesia." [3]

Em 2009, recebeu o Prêmio Jabuti pelo livro Dois em um

Livros[editar | editar código-fonte]

  • Navalhanaliga (1980)
  • Paixão Xama Paixão (1983)
  • Pelos Pêlos (1984)
  • Hai-tropikai (1985)
  • Rimagens (1985)
  • Nuvem Feliz (1986)
  • Vice Versos (1988)
  • Desorientais (1996)
  • Haikais (1998)
  • Poesia Pra Tocar no Rádio (1999)
  • Yuuka (2004)
  • Dois em Um (2008)
  • Conversa de Passarinho (2008)
  • Três linhas (2009)
  • Boa Companhia (2009)
  • Nuvem Felix (2010)
  • Jardim de Haijin (2010)
  • Proesias (2010)
  • Dois Haikais (2011)
  • Estação dos bichos (2011)
  • Luminares (2012)

Traduções[editar | editar código-fonte]

  • Dez Haiku (1981)
  • Céu de Outro Lugar (1985)
  • Sendas da Sedução (1987)
  • Issa (1988)

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Alice Ruiz - Release». www.aliceruiz.mpbnet.com.br. Consultado em 8 de outubro de 2018 
  2. Revista Cândido n.º 80 (Março de 2018). Roteiro Literário de Helena Kolody, pág. 29.
  3. «Biografia de Alice Ruiz - eBiografia». eBiografia 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]