António de Sousa Coutinho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

António de Sousa Coutinho (século XVI11 de junho de 1668) foi um militar e administrador colonial português. Formou, por duas vezes, o Conselho de Governo da Índia Portuguesa e foi o último governador do Ceilão Português em Colombo.

Como desde jovem estava na Índia, recebeu, em 1641, a capitania de Málaca. Como os neerlandeses estavam dominando a região, foi nomeado capitão-donatário de Goa e, posteriormente, de Baçaim. Formou o 2.º e o 3.º Conselho de Governo da Índia. Depois do 2.º Conselho, foi nomeado capitão-general do Ceilão, onde teve vida dura, imposta pelo cerco neerlandês contra a Ilha. Após oito meses de batalhas, sem conseguir receber ajuda e já sem pólvora, rendeu-se, em 12 de maio de 1656. Retornou a Goa, onde foi membro do 3.º Conselho de Governo.

Fontes[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Filipe de Mascarenhas
Lesser coat of arms of Portuguese India.svg
Conselheiro do 2.º Conselho de Governo Interino da Índia Portuguesa

16511652
Sucedido por
Vasco de Mascarenhas
Precedido por
Francisco de Melo e Castro
Arms of Portuguese Ceylon.png
Governador do Ceilão

16531655
Sucedido por
António de Amaral de Meneses
em Jaffna
Precedido por
Manuel Mascarenhas Homem
Lesser coat of arms of Portuguese India.svg
Conselheiro do 3.º Conselho de Governo Interino da Índia Portuguesa

16561661
Sucedido por
4.º Conselho de Governo Interino da Índia Portuguesa