Francisco António da Veiga Cabral da Câmara

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Visconde de Mirandela
Nascimento 10 de setembro de 1733
Portugal
Morte 31 de maio de 1810 (76 anos)
Rio de Janeiro
Nacionalidade Português

Francisco Antônio da Veiga Cabral da Câmara, 1º visconde de Mirandela (Portugal, 10 de setembro de 1733Rio de Janeiro, 31 de maio de 1810), foi um militar e administrador colonial português, filho de Francisco Xavier da Veiga Cabral e Câmara. Foi o 9º ministro do Superior Tribunal Militar.[1]

Recebeu o Viscondado em 13 de maio de 1810, marechal de campo em 1781 e tenente-general em 1792.

Sob condições decorrentes do Tratado de Santo Ildefonso, foi nomeado governador da Capitania de Santa Catarina, por carta régia do vice-rei 2º Marquês do Lavradio, recebendo o comando das fortificações do marechal de campo espanhol Guilherme de Vaughan, sendo empossado governador da capitania em 3 de agosto de 1778, governando até 5 de janeiro de 1779.[2]

Foi governador da Índia Portuguesa, de 1794 a 1806. Retornou ao Brasil com a corte de D. João VI.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Ministros da Corte desde 1808
  2. Piazza, Walter: Dicionário Político Catarinense. Florianópolis : Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1985.


Precedido por
Domínio espanhol 1777-1778
Governador da capitania de Santa Catarina
1778 — 1779
Sucedido por
Francisco de Barros Morais Araújo Teixeira Homem
Precedido por
Francisco da Cunha e Meneses
Governador e Capitão-Geral da Índia Portuguesa
1794 — 1806
Sucedido por
Bernardo José Maria Lorena e Silveira


Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.