José da Costa Campos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

José da Costa Campos (Pangim, 9 de agosto de 1801 - 7 de junho de 1862) foi um militar e administrador colonial português. Era membro da tradicional família luso-goesa Costa Campos, filho de Hermenegildo da Costa Campos, marechal de campo do exército português na Índia, e de D. Mariana Águia Pereira de Lacerda, senhora dos prazos de Deucá Parery e Batéa ou Damão de Cima, em Damão. Irmão de Luís da Costa Campos, membro do Conselho de Governo do Estado da Índia em 1855 e familiar de numerosos governantes deste antigo estado português.

Compôs o 19.º Conselho de Governo da Índia com a morte do Barão do Candal, em 1840[1]. Logo após o desastroso governo de Joaquim Lopes Lima, após uma revolta, compõe o 20.º Conselho de Governo em 1842, junto com o brigadeiro António José de Melo Sotomaior Teles, com António Ramalho de Sá, o vigário capitular António João de Ataíde e o conselheiro Caetano de Sousa e Vasconcelos[1], restabelecendo a ordem na região, até a chegada do novo governador, o Conde das Antas[1].

Referências

  1. a b c Manoel José Gabriel Saldanha (1990). História de Goa: História política 2.ª ed. [S.l.]: Asian Educational Services. pp. 246 a 261. ISBN 9788120605909 


Precedido por
Manuel José Mendes
Lesser coat of arms of Portuguese India.svg
Conselheiro do 19.º Conselho de Governo do Estado da Índia

1840
Sucedido por
José Joaquim Lopes Lima
Precedido por
José Joaquim Lopes Lima
Lesser coat of arms of Portuguese India.svg
Conselheiro do 20.º Conselho de Governo do Estado da Índia

1842
Sucedido por
Francisco Xavier da Silva Pereira