Batalha de Sarandi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Batalha de Sarandi
Guerra da Cisplatina
Battle of Sarandi, Juan Manuel Blanes.jpg
Batalha de Sarandi, por Juan Manuel Blanes (1830-1901).
Data 12 de outubro de 1825
Local Arroio Sarandi, Departamento de Flores, Uruguai
Desfecho Vitória dos orientais; expedição dos Trinta e Três Orientais
Beligerantes
Flag of Empire of Brazil (1822-1870).svg Império do Brasil Flag of Argentina (alternative).svg Trinta e Três Orientais
Comandantes
Bento Manuel Ribeiro Bento Gonçalves da Silva Juan Antonio Lavalleja
Forças
~2 200 ~2 000
Baixas
400 30

A batalha de Sarandi, em 12 de outubro de 1825, ocorreu nas costas do arroio Sarandi, afluente do rio Yi, lugar atual doDepartamento de Flores, uma cidade no Uruguai.

A Batalha de Sarandi foi determinada pelas tropas brasileiras, enviadas para deter o avanço do exército da Cruzada Libertadora, comandado pelo general Juan Antonio Lavalleja, logo após o êxito obtido pelo general Fructuoso Rivera na Batalha de Rincón.

O triunfo obtido pelo exército, comandado pelo general Lavalleja, conjuntamente com Rivera, Oribe e gaúchos uruguaios, foi determinante para que o governo rioplatenho se pusesse a intervir em apoio à Cruzada Libertadora, para retirar a então denominada Província Oriental ou Província Cisplatina, do jugo do Império do Brasil.

A respeito do encontro de Umbu,[1] o Barão do Rio Branco esclareceu:

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • DONATO, Hernâni. Dicionário das Batalhas Brasileiras. São Paulo: Editora Ibrasa, 1987.
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Batalha de Sarandi