George Symons

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
George Symons
Nome completo George Thomas Macdonald Symons
Nascimento 23 de fevereiro de 1888
Weymouth, Dorset
Morte 3 de dezembro de 1950 (62 anos)
Southampton
Progenitores Mãe: Bessie Newman
Pai: Robert James Symons
Cônjuge Mary Jane Bolt
Ocupação Marinheiro

George Thomas Macdonald Symons (23 de fevereiro de 1888 – 3 de dezembro de 1950) foi um marinheiro britânico que trabalhava como vigia a bordo do RMS Titanic. Symons, que tinha 24 anos na época do naufrágio do navio, foi posto no comando de um dos primeiros botes a ser lançado[1], o bote número 1. O bote era um cúter de emergência que foi lançado com apenas 12 pessoas a bordo[2], includindo sete tripulantes e ganhou notoriedade após o desastre[3].

Vida pregressa e o Titanic[editar | editar código-fonte]

Symons nasceu em Weymouth, Dorset, Inglaterra, filho de Robert James Symons e Bessie Newman. Ele foi um de treze filhos.

Na noite de 14 de abril de 1912, Symons estava de folga quando o navio atingiu o iceberg. Logo depois, lhe foi ordenado para subir ao convés dos botes e ajudar na tarefa de carregar os botes salva-vidas. Por volta de 1:00, o Primeiro Oficial William McMaster Murdoch começou a carregar o bote número 1. Apesar das ordens de carregar os botes com mulheres e crianças primeiro, Murdoch colocou Symons no comando do bote e o carregou com cinco foguistas, Sir Cosmo Duff-Gordon, Lucy, Lady Duff-Gordon, sua secretária e três outros passageiros da Primeira Classe. O bote finalmente foi baixado e se afastou do Titanic às 1:05. Foi resgatado pelo RMS Carpathia horas depois.

A bordo do Carpathia, Symons encontrou com seu irmão Jack, que era membro da tripulação desse navio.[4]

Depois do Titanic[editar | editar código-fonte]

Após o naufrágio ele retornou para Grâ-Bretanha e se casou com Mary Jane Bolt com quem teve duas filhas.

Após a eclosão da Segunda Guerra Mundial em 1914, Symons serviu pela Royal Naval Reserve. Então, novamente, Symons encontrou seu irmão Jack e ambos encontraram outro irmão deles, Bob, que foi gravemente ferido em combate. Todos sobreviveram à guerra.

Symons morreu em Southampton em 3 de dezembro de 1950.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Wormstedt & Fitch 2011, p. 137.
  2. Eaton & Haas 1994, p. 152.
  3. Butler 1998, p. 144.
  4. Walton, Harry (7 de junho de 2007). «Family's amazing high sea dramas». Daily Echo. Consultado em 23 de fevereiro de 2014 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Butler, Daniel Allen (1998). Unsinkable: The Full Story of RMS Titanic. Mechanicsburg, PA: Stackpole Books. ISBN 978-0-8117-1814-1 
  • Eaton, John P.; Haas, Charles A. (1994). Titanic: Triumph and Tragedy. Wellingborough, UK: Patrick Stephens. ISBN 978-1-85260-493-6 
  • Wormstedt, Bill; Fitch, Tad (2011). «An Account of the Saving of Those on Board». In: Halpern, Samuel. Report into the Loss of the SS Titanic: A Centennial Reappraisal. Stroud, UK: The History Press. ISBN 978-0-7524-6210-3