Michel Marcel Navratil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Michel Navratil
Michel (à direita) e Edmond Navratil.
Nome completo Michel Marcel Navratil
Nascimento 12 de junho de 1908
Nice, França
Morte 30 de janeiro de 2001 (92 anos)
Montpellier, França

Michel Marcel Navratil, Jr. (Nice, 12 de junho de 1908Montpellier, 30 de janeiro de 2001) foi um dos últimos sobreviventes do naufrágio do Titanic em 15 de abril de 1912. Ele, junto com seu irmão, Edmond (1910-1953) eram conhecidos como "Órfãos do Titanic", tendo sido os únicos filhos resgatados sem ter um pai ou tutor. Ele tinha três anos no momento do desastre e foi o último sobrevivente do sexo masculino.

Início da vida[editar | editar código-fonte]

Michel Jr nasceu em 12 de junho de 1908 em Nice, França, filho de Michel Navratil, um alfaiate e imigrante eslovaco e Marcelle Caretto, uma italiana que casou em Londres, Inglaterra. Seu irmão mais novo, Edmond, nasceu em 5 de março de 1910.[1]

O casamento estava em crise, e no início de 1912 seus pais se separaram. Marcelle recebeu a custódia dos meninos. Ela permitiu que ficassem com seu pai durante o fim de semana de Páscoa; no entanto, quando ela foi buscá-los, eles desapareceram. Michel decidiu imigrar para os Estados Unidos, levando os meninos com ele. Após uma breve estadia em Monte Carlo, eles viajaram para a Inglaterra, onde embarcaram no RMS Titanic.

A bordo do Titanic[editar | editar código-fonte]

Fotografia dos irmãos, publicada em 22 de abril de 1912, identificando-os como "Louis e Lola".

Michel, Edmond e seu pai embarcaram no Titanic em Southampton, Inglaterra, em 10 de abril de 1912, como passageiros de segunda classe. Para a viagem, o Sr Navratil assumiu a identidade de "Louis M. Hoffman", um nome falso para que não fosse identificado, e os meninos foram registrados como "Lolo e Momon". A bordo do navio, Navratil fez os passageiros acreditarem que ele era viúvo. Ele deixou os meninos fora de sua vista apenas uma vez, quando permitiu que uma mulher francesa, Bertha Lehmann, cuidasse das crianças por algumas horas enquanto jogava cartas.[2]

Após a colisão com o iceberg em 14 de abril de 1912 às 23h40min, Navratil colocou Michel e Edmond no bote desmontável D, o último barco salva-vidas lançado com sucesso pelo navio.[3] Michel, embora tivesse apenas 3 anos de idade, se recordou das últimas palavras que seu pai lhe dissera: "Meu filho, quando você encontrar sua mãe, e tenho certeza que encontrará, diga a ela que eu a amava muito e ainda amo. Diga a ela que eu queria que ela viesse conosco, para que nós pudéssemos todos viver felizes juntos na paz e liberdade do Novo Mundo".[4] O Sr Navratil morreu no naufrágio, e seu corpo foi recuperado pelo navio de resgate, Mackay-Bennett. No bolso estava um revólver. Por conta de seu sobrenome judaico, ele foi enterrado no Cemitério Baron de Hirsch, Halifax, um cemitério judaico na Nova Escócia.[5]

Enquanto esteve no desmontável D, Michel foi alimentado com biscoitos pelo passageiro de primeira classe, Hugh Woolner.[6] Quando o navio de resgate Carpathia chegou ao local, ele e Edmond foram levados para o convés em sacos de serapilheira. Como eram crianças e não falavam inglês, não era possível identificá-los, e os dois meninos ficaram conhecidos como "os órfãos do Titanic". A passageira de primeira classe de língua francesa, Margaret Hays,[7] cuidou deles em sua casa até que sua mãe pudesse ser localizada, o que ocorreu em decorrência de artigos de jornais que incluíam suas fotos. Ela navegou para a cidade de Nova Iorque e se reencontrou com eles em 16 de maio de 1912. Ela os levou de volta para a França a bordo do Oceanic.[8]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Michel frequentou a faculdade e em 1933 se casou com uma colega de estudos. Ele passou a obter um doutorado e se tornou professor de filosofia. Ao longo de sua vida, Michel afirmou que a perda de seu pai influenciou fortemente seus pensamentos filosóficos.

Mais tarde, vida e morte[editar | editar código-fonte]

Em 1987, Michel viajou para Wilmington, Delaware, para homenagear o 75º aniversário do naufrágio. Foi sua primeira visita aos Estados Unidos desde 1912. No ano seguinte, ele se juntou a dez companheiros sobreviventes em uma convenção do Titanic Historical Society, em Boston. Em 1996, ele juntou-se a Eleanor Shuman e Edith Brown, colegas sobreviventes, em um cruzeiro até a localização do naufrágio, onde tentativas foram feitas para trazer uma grande parte do casco para a superfície. Em 27 de agosto de 1996, antes de retornar à França, ele viajou para Halifax, Nova Escócia, onde visitou a sepultura do seu pai pela primeira vez.[9]

Michel passou o resto de sua vida em Montpellier, na França. Ele morreu em 30 de janeiro de 2001, aos 92 anos.

Notas[editar | editar código-fonte]

  • Edmond trabalhou como decorador de interiores e tornou-se arquiteto e construtor. Ele se juntou ao Exército Francês durante a Segunda Guerra Mundial, onde se tornou um prisioneiro de guerra. Embora ele tenha escapado, sua saúde se deteriorou e ele morreu em 1953 aos 43 anos.[10]
  • A filha de Michel, Élisabeth, uma diretora de ópera, escreveu um livro, Les enfants du Titanic (inglês: "The Children of the Titanic"), sobre as experiências de seu pai, avô e tio.[11]
  • Marcelle Caretto, mãe de Michel Jr e Edmond, morreu em 1963.

Ver também[editar | editar código-fonte]

  • Millvina Dean (1912–2009), última sobrevivente do naufrágio do Titanic

Referências

  1. (em inglês) « Mr Michel Navratil », Encyclopedia Titanica. Consultado em 5 de dezembro de 2013
  2. (em inglês) Mr Michel Navratil - Titanic Biographies, Encyclopedia Titanica
  3. (em francês) « Composition du radeau pliable D ». Consultado em 5 de dezembro de 2013
  4. (em inglês) «Master Michel Marcel Navratil». Encyclopedia Titanica. Consultado em 1 de junho de 2009 
  5. (em francês) « Les cimetières de Halifax ». Consultado em 5 de dezembro de 2013
  6. (em inglês) «A Tale of Hoffman». Encyclopedia Titanica. Consultado em 28 de julho de 2007 
  7. (em inglês) « Miss Margaret Bechstein Hays », Encyclopedia Titanica. Consultado em 5 de dezembro de 2013
  8. (em francês) « Michel ("Lolo") Navratil: dernier rescapé masculin décédé ». Consultado em 5 de dezembro de 2013
  9. (em inglês) With Ship's Hull Back on the Ocean Floor, Titanic Buffs Return to New York
  10. (em inglês) «Master Edmond Roger Navratil». Encyclopedia Titanica. Consultado em 28 de julho de 2007 
  11. (em inglês) «"Survivors" by Elisabeth Navratil». The O'Brien Press Ltd. Consultado em 28 de julho de 2007