Músicos do RMS Titanic

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
A orquestra do Titanic;
Alto: Clarke; Taylor. Meio: Krins, Hartley, Brailey. Abaixo: Hume; Woodward. Não retratado: Bricoux.

Os músicos do RMS Titanic pereceram todos durante o naufrágio do navio em 15 de abril de 1912. Eles tocaram músicas, pretendendo acalmar os passageiros, por todo o tempo que foi possível e todos naufragaram com o navio. Todos foram reconhecidos por seu heroísmo.

Membros da orquestra do Titanic.

Linha do tempo[editar | editar código-fonte]

Os oito músicos do navio - membros de um conjunto de três músicos e um conjunto de cinco músicos - foram contratados através da C.W. & F.N. Black, em Liverpool.[1] Eles embarcaram em Southampton e viajaram como passageiros da segunda classe. Não estavam na folha de pagamento da White Star Line, mas foram contratados pela White Star através da empresa de Liverpool C.W. & F.N. Black, que forneciam músicos para quase todos os transatlânticos britânicos. Até a noite do naufrágio, os músicos se apresentavam como dois grupos separados: um quinteto liderado pelo violinista e bandleader Wallace Hartley, que tocava na hora do chá, concertos após o jantar e nos serviços religiosos de Domingo, entre outras ocasiões; e o trio composto por violino, violoncelo e piano dos músicos Georges Alexandré Krins, Roger Marie Bricoux e Theodore Ronald Brailey, que tocavam no À La Carte Restaurant e no Café Parisien.[2]

Após o Titanic atingir um iceberg e começar a afundar, Hartley e seus companheiros de banda começaram a tocar músicas para tentar manter os passageiros calmos enquanto a tripulação carregava os botes. Muitos sobreviventes dizem que Hartley e a banda continuaram a tocar até quase o mergulho final do navio. Um passageiro da segunda classe disse:

Muitas coisas valentes acontecera naquela noite, mas nenhuma foi mais corajosa do que aquela feita pelos homens tocando minuto após minuto enquanto o navio afundava silenciosamente mais e mais no mar. A música que eles tocaram serviu como seu próprio réquiem imortal e seu direito de ser lembrado nos pergaminhos da fama eterna.[3]

Lista de músicos[editar | editar código-fonte]

Nome Idade Cidade natal País Posição Corpo
Theodore Ronald Brailey 24 Londres Inglaterra Pianista
Roger Marie Bricoux 20 Cosne-Cours-sur-Loire França Violoncelista
John Frederick Preston Clarke 30 Liverpool, Merseyside Inglaterra Baixista 202MB
Wallace Hartley 33 Colne, Lancashire Inglaterra Líder da banda, violinista 224MB
John Law Hume 21 Dumfries Escócia Violinista 193MB
Georges Alexandre Krins 23 Spa Bélgica Violinista
Percy Cornelius Taylor 32 Londres Inglaterra Violoncelista
John Wesley Woodward 32 Oxford Inglaterra Violoncelista

Theodore Ronald Brailey[editar | editar código-fonte]

Theodore Ronald Brailey
Nascimento 25 de outubro de 1887
Walthamstow
Morte 15 de abril de 1912 (24 anos)
Oceano Atlântico
Progenitores Pai: William "Ronald" Brailey
Ocupação Pianista

Theodore Ronald Brailey (25 de outubro de 1887 – 15 de abril de 1912) foi um pianista inglês que estava a bordo durante a viagem inaugural do Titanic e que morreu no desastre.[4][5]

Theodore Ronald Brailey, nasceu em Walthamstow, Londres (agora parte de Essex),[6] e era filho de William "Ronald" Brailey, figura bem conhecida do Espiritualismo na época.[7] Ele estudou piano na escola e um de seus primeiros trabalhos foi tocando piano em um hotel.[8]

Em 1902, ele se juntou ao regimento Lancashire Fusiliers assinando por 12 anos de serviço como músico.[9] Ele foi designado para Barbados mas demitiu-se precocemente em 1907.[10]Retornou para Inglaterra e viveu no número 71 da Lancaster Road, Ladbroke Grove, Londres.[5] Em 1911, ele embarcou como músico no RMS Saxonia, antes de se juntar ao vapor da Cunard Line RMS Carpathia em 1912, onde conheceu o violoncelista francês Roger Marie Bricoux. Ambos se juntaram à White Star Line e foram recrutados pela agência de músicos de Liverpool, C.W. and F.N. Black para atuar no Titanic[5][11] Brailey embarcou no Titanic na quarta-feira, 10 de abril de 1912 em Southampton, Reino Unido. Seu bilhete era o número 250654 e todos os membros da orquestra de Wallace Hartley viajavam sob o mesmo bilhete. Sua cabine estava na área da segunda classe.[3][5][12]

Brailey tinha 24 anos de idade quando morreu e seu corpo nunca foi recuperado.[5][13]

Roger Marie Bricoux[editar | editar código-fonte]

Roger Marie Bricoux
Nascimento 1 de junho de 1891
Cosne-Cours-sur-Loire, França
Morte 15 de abril de 1912 (20 anos)
Oceano Atlântico
Ocupação Violoncelista

Roger Marie Bricoux (1 de junho de 1891 – 15 de abril de 1912) foi um violoncelista francês a bordo do RMS Titanic em sua viagem inaugural[14] e que morreu no naufrágio.

Roger Bricoux (em francês) nasceu em 1 de junho de 1891 na rue de Donzy, Cosne-Cours-sur-Loire, França.[15] Era filho de um músico e a família se mudou para Mónaco quando ele ainda era jovem.[16] Bricoux foi educado em várias instituições católicas na Itália.[17] Foi durante seus estudos que ele se juntou à sua primeira orquestra e venceu em primeiro lugar em um conservatório de Bologna por sua habilidade musical.[18] Após estudar em um conservatório de Paris, ele se mudou para a Inglaterra em 1910 para se juntar à orquestra do Grand Central Hotel em Leeds.[19] No final de 1911, ele se mudou para Lille, França, viveu em 5 Place du Lion d'Or e tocou em vários locais pela cidade.[3]

Antes de se embarcar no Titanic, Bricoux e o pianista Theodore Ronald Brailey serviram juntos no vapor da Cunard Line RMS Carpathia[3][18][20] Ele embarcou no Titanic na quarta-feita, 10 de abril de 1912 em Southampton, Reino Unido.[18] Seu bilhete era o 250654, que serviu também para todos os outros membros da orquestra de Wallace Hartley. Sua cabine ficava na segunda classe e ele era o único músico francês a bordo do Titanic.[21]

Bricoux tinha 20 anos de idade quando morreu[18] e seu corpo nunca foi recuperado.[3]

Em 1913, após seu aparente desaparecimento, foi declarado como um "desertor" pelo Exército Francês. Foi apenas em 2000 que foi oficialmente registrado como morto na França, principalmente devido aos esforços da Association Française du Titanic.[22] Em 2 de novembro de 2000, a mesma associação revelou a placa memorial em homenagem à Bricoux em Cosne-Cours-sur-Loire.[15][23]

Wallace Henry Hartley[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Wallace Hartley

Wallace Henry Hartley (2 de junho de 1878 – 15 de abril de 1912), um violinista inglês, era o bandleader no Titanic. Ele morreu no desastre. Seu corpo foi recuperado pelo navio CS Mackay-Bennett, de propriedade da Commercial Cable Company, registrada em Londres.[24]

John Law Hume[editar | editar código-fonte]

John Law Hume
Nascimento 9 de agosto de 1890
Dumfries, Escócia
Morte 15 de abril de 1912 (21 anos)
Oceano Atlântico, Cemitério de Fairview
Ocupação Violoncelista

John Law Hume (9 de agosto de 1890 – 15 de abril de 1912) foi um violinista escocês a bordo do RMS Titanic em sua viagem inaugural e que morreu no naufrágio.[25]

John Law Hume (também conhecido como 'Jock') nasceu em 9 de agosto de 1890 em Dumfries, Escócia e viveu com seus pais no número 42 da George Street, Dumfries.[25] Ele já tinha tocado em ao menos cinco navios antes do Titanic. Foi recrutado para tocar na viagem inaugural devido sua boa reputação como músico.[26]

Hume embarcou no Titanic na quarta-feira, 10 de abril de 1912 em Southampton, Reino Unido. Assim como todos os outros membros da orquestra de Wallace Hartley viajava com o bilhete número 250654 e sua cabine estava na área da segunda classe.

Hume tinha 21 anos quando morreu, sem saber que sua noiva, Mary Costin, estava grávida.[26] Seu corpo foi recuperado pelo navio CS Mackay-Bennett.[27] Ele foi enterrado na cova 193 do Cemitério de Fairview, Halifax, Nova Escócia, Canadá em 8 de maio de 1912.[27][28][29] Um memorial foi erguido para John Law Hume e Thomas Mullin (camareiro na terceira classe) no Dock Park, Dumfries, onde se lê:

Em memória de John Law Hume, membro da banda e Thomas Mullin, camareiro, nativos destas

cidades que perderam suas vidas no naufrágio do transatlântico da White Star Line Titanic que

afundou no meio do Atlântico em 14 de abril de 1912. Morreram cumprindo seu dever.[28]

Hume e os outros membros da orquestra de Wallace Hartley pertenciam ao Amalgamated British Musicians Union e eram empregados por uma agência musical de Liverpool, C.W. and F.N. Black, que supria músicos para a Cunard e a White Star Line.[27][30][31] Em 30 de abril de 1912, o pai de Jock Hume, Andrew, recebeu a seguinte mensagem da agência:

Caro Senhor:

Seremos obrigados se você nos remeter a soma de 5s. 4d., que nos é devido, de acordo com uma declaração anexa.

Também seremos obrigados se você liquidar a conta uniforme incluída.

Com os melhores cumprimentos,

C.W. & F.N. Black[3][27]

A carta causou controvérsia no momento em que foi reimpressa no boletim de notícias mensal da Amalgamated Musicians Union.[30] Andrew Law Hume decidiu não pagar a conta.[31]

Em abril de 1914 John W. Furness, o violinista do transatlântico canadense RMS Empress of Ireland fez uma peregrinação com oficiais da Igreja Anglicana até a lápide de John Law Hume no Cemitério de Fairview em Halifax, Nova Escócia o homenageando, sem imaginar que o próprio Furness morreria em um naufrágio poucas semanas depois quando o Empress of Ireland afundou em 29 de maio de 1914.[32]

Georges Alexandre Krins[editar | editar código-fonte]

Georges Alexandre Krins
Nascimento 18 de março de 1889
Paris, França
Morte 15 de abril de 1912 (23 anos)
Oceano Atlântico
Ocupação Violinista

Georges Alexandre Krins (18 de março de 1889 – 15 de abril de 1912) foi um violinista belga a bordo do RMS Titanic em sua viagem inaugural.[33] Ele morreu no desastre.

Georges Alexandre Krins nasceu em 18 de março de 1889 em Paris, França.[34] Sua família era da Bélgica e logo apos seu nascimento eles se mudaram de volta para Spa. Primeiramente ele estudos na Academie de Musique de Spa. Então se mudou para o Conservatoire Royal de Musique em Liège, Bélgica, onde estudou de 30 de outubro de 1902 até 1908, quando ganhou o primeiro prêmio por seu instrumento, o violino, com a mais alta distinção.[35][3][33]

Ainda jovem ele queria se juntar ao exército; entretanto, seus pais o persuadiram para não fazê-lo.[27] Trabalhou na loja de seu pai e tocou na La Grande Symphonie, em Spa.[27] Em 1910, se mudou para Paris para ser o primeiro violinista na Le Trianon Lyrique.[33] Subsequentemente se mudou para Londres e tocou por dois anos no Hotel Ritz até março de 1912.[27] Krins morava no número 10 da Villa Road, Brixton, Londres e se tornou bandmaster do Trio String Orchestra, que tocava próximo ao Café Français.[33] Isto o levou a ser recrutado pela CW & FN Black de Liverpool para tocar no Titanic.[3]

Ele embarcou no Titanic na quarta-feira, 10 de abril de 1912 em Southampton, Reino Unido. Seu bilhete, assim como dos outros membros da orquestra de Wallace Hartley era o 250654[33] e sua cabine era na segunda classe, e era o único músico belga a bordo do Titanic. Após o Titanic atingir o iceberg, Krins e seus companheiros subiram até o lounge da primeira classe e começaram a tocar músicas que acalmassem os passageiros. Depois foram até o convés dos botes onde continuaram a tocar enquanto a tripulação carregava os botes salva-vidas. Krins tinha 23 anos quando morreu e seu corpo nunca foi recuperado.[3][33][36]

Memoriais[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Turner, Steve (2011). The Band That Played On: The Extraordinary Story of the 8 Musicians Who Went Down with the Titanic. [S.l.]: Thomas Nelson. ISBN 9781595552198 
  2. «Titanic's Band or Orchestra». Titanic-Titanic.com. Consultado em 31 de julho de 2007. Arquivado do original em 15 de julho de 2007 
  3. a b c d e f g h i Kopstein, Jack (2011). «The Valiant Musicians | World Military Bands». worldmilitarybands.com. Consultado em 6 de junho de 2011. Arquivado do original em 5 de janeiro de 2013 
  4. Kopstein, Jack (2011). «The Valiant Musicians &#124». World Military Bands. Consultado em 6 de junho de 2011. Arquivado do original em 5 de janeiro de 2013 
  5. a b c d e «Mr W. Theodore Ronald Brailey &#124». Encyclopaedia Titanica. 2011. Consultado em 6 de junho de 2011 
  6. Steve Turner 2011, p. 62
  7. Steve Turner 2011, p. 60
  8. Steve Turner 2011, p. 63
  9. Steve Turner 2011, p. 65
  10. Steve Turner 2011, p. 68
  11. Whitfield, Geoff & Mendez, Olivier (2011). «Mr Roger Marie Bricoux &#124». Encyclopedia Titanica. Consultado em 5 de junho de 2011 
  12. «Second Class Passengers». titanicsite.kit.net. 2007. Consultado em 6 de junho de 2011 
  13. «Theodore Ronald Brailey - 2nd Class Passenger on the Titanic from England - Brailey - Family History & Genealogy Message Board». Ancestry.co.uk. 2011. Consultado em 6 de junho de 2011 
  14. Ancestry.co.uk (2011). «Roger-Marie Bricoux -Passenger on the Titanic from Monaco - General - Family History & Genealogy Message Board - Ancestry.co.uk». boards.ancestry.co.uk. Consultado em 5 de junho de 2011. 1 de junho de 1891 
  15. a b Titanic-Titanic (2011). «Titanic-Titanic.com • View topic - Roger Bricoux [cellist]». titanic-titanic.com. Consultado em 6 de junho de 2011. Arquivado do original em 8 de dezembro de 2015. rue de Donzy 
  16. Steve Turner 2011, p. 50
  17. Steve Turner 2011, p. 51
  18. a b c d Sha're (2011). «Roger Bricoux [violoncelliste]». titanic.superforum.fr. Consultado em 6 de junho de 2011 
  19. Steve Turner 2011, p. 52
  20. Whitfield, Geoff & Mendez, Olivier (2011). «Mr Roger Marie Bricoux | Encyclopedia Titanica». encyclopedia-titanica.org. Consultado em 5 de junho de 2011 
  21. titanicsite (2007). «Titanic Site». titanicsite.kit.net. Consultado em 6 de junho de 2011 
  22. Mendez, Olivier (2011). «Memorial to Roger Bricoux, Titanic cello player (2000) - 2 de novembro de 2000». encyclopedia-titanica.org. Consultado em 5 de junho de 2011. Em 2 de novembro de 2000, a Association Francaise du Titanic revelou placa memorial em memória de Roger Bricoux em Cosne-sur-Loire, a cidade onde nasceu em 1º de junho de 1891. Em 1913, Roger tinha sido considerado desertor pelo Exército francês e apenas em 2000, graças ao serviço da AFT, ele foi oficialmente registrado como... morto. 
  23. Mendez, Olivier (2011). «Memorial to Roger Bricoux, Titanic cello player (2000) - 2 de novembro de 2000». encyclopedia-titanica.org. Consultado em 5 de junho de 2011 
  24. «Titanic band leader's violin is authentic, say experts». News Wiltshire. BBC. 15 de março de 2013. Consultado em 16 de março de 2013 
  25. a b Ancestry.com (2011). «John Law Hume». homepages.rootsweb.ancestry.com. Consultado em 6 de junho de 2011 
  26. a b Blackmore, David (2011). «Boughton resident's book reveals tale of young bandsman on Titanic». Norwich Evening News. Consultado em 6 de junho de 2011. Ele já tinha tocado em ao menos cinco navios antes do Titanic e foi colocado para tocar no navio pois os operadores do transatlântico queriam os melhores para tocar para os passageiros. Era um navio tão famoso e o maior navio na época e isso fez com que John realmente quisesse estar em sua viagem inaugural. 
  27. a b c d e f g Encyclopedia Titanica (2011). «Mr John Law Hume | Encyclopedia Titanica». encyclopedia-titanica.org. Consultado em 6 de junho de 2011 
  28. a b Titanic Remembered (2011). «Titanic Remembered – in Dumfries». maritime.elettra.co.uk. Consultado em 6 de junho de 2011. in grave 193 
  29. Ancestry.com (2011). «John Law Hume - Musician on the Titanic from England - Hume - Family History & Genealogy Message Board - Ancestry.com». boards.ancestry.com. Consultado em 6 de junho de 2011. Burial:Fairview Lawn Cemetery, Halifax, Nova Scotia, Canada on Friday 3 de maio de 1912 
  30. a b Laing, Peter (2011). «Callous demand on family of Scots violinist who played as Titanic sank | Deadline News». deadlinenews.co.uk. Consultado em 6 de junho de 2011 
  31. a b Darroch, Gordon (2011). «A bad note: the bill sent to Titanic violinist who played on as the ship went down | Glasgow and West | STV News». news.stv.tv. Consultado em 6 de junho de 2011 
  32. "The Orchestra were Favourites in Halifax", Halifax Evening Mail, 30 de maio de 1914
  33. a b c d e f Encyclopedia Titanica (2011). «Mr Georges Alexandre Krins | Encyclopedia Titanica». encyclopedia-titanica.org. Consultado em 6 de junho de 2011 
  34. Titanic-Titanic.com (2011). «Titanic Memorial - George Krins, Spa, Belgium». titanic-titanic.com. Consultado em 24 de fevereiro de 2018. Arquivado do original em 3 de março de 2018  |accessodata= e |acessodata= redundantes (ajuda)
  35. Liverpool Echo (2011). «The Brave Bandsmen - A Belgian Memorial :: Liverpool Echo (1912) - 25 de abril de 1912». encyclopedia-titanica.org. Consultado em 6 de junho de 2011 
  36. Passenger 47 (2011). «TITANIC 4 YOU CHAT FORUMS :: View topic - The Titanic's Band / Orchestra». hostmybb.com. Consultado em 2 de março de 2018. Arquivado do original em 10 de junho de 2015  |accessodata= e |acessodata= redundantes (ajuda)
  37. «Home: Welcome». Yvonne Hume Official Website. Consultado em 17 de novembro de 2018. Arquivado do original em 11 de dezembro de 2015 
  38. «Meet the Author». And the Band Played On. Consultado em 28 de novembro de 2015