George Dunton Widener

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
George Dunton Widener
Nome completo George Dunton Widener
Nascimento 16 de junho de 1861
Filadélfia, Pensilvânia, EUA
Morte 15 de abril de 1912 (50 anos)
RMS Titanic, Oceano Atlântico
Ocupação Empresário

George Dunton Widener (16 de junho de 186115 de abril de 1912) foi um empresário e bancário Norte-Americano da abastada família Widener que detinha, muito provavelmente, a maior fortuna da Filadélfia na altura.

Widener viajava no RMS Titanic quando o navio colidiu com um iceberg, tendo falecido ao permanecer no navio enquanto este afundava.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Juventude[editar | editar código-fonte]

Nascido na Filadélfia a 16 de junho de 1861, George Widener era o filho mais velho de Hannah Josephine Dunton (1836-1896) e do magnata Peter A. B. Widener (1834-1915). O seu pai fazia parte da direção do banco que controlava a International Mercantile Marine, a companhia proprietária da White Star Line.[1]

Começou a sua vida profissional numa mercearia, juntando-se à atividade empresarial do seu pai. Adquiriu uma dúzia de companhias de transportes (nomeadamente, gerindo a rede de elétricos da região da Filadélfia), e era diretor de bancos, companhias de eletricidade e de construção civil — era proprietário da empresa responsável pela construção do Hotel Ritz-Carlton, na Filadélfia. Widener interessava-se, também, por filantropia, dirigia a Academia de Belas-Artes da Filadélfia, e era membro de muitos clubes sociais como o Philadelphia Country Club.[2]

George frequentava a Igreja Episcopal de St Paul, em Elkins Park.[2]

Casamento[editar | editar código-fonte]

Casou-se, a 1 de novembro de 1883, com Eleanor Elkins, filha de William Elkins, um dos parceiros de negócios do seu pai. O casal teve três filhos: Harry Elkins Widener (1885-1912), George Dunton Widener Jr. (1889-1971) e Eleanor Widener (1891-1953).[2]

Quando o seu pai se mudou para a mansão de Lynnewood Hall em Elkins Park, George, Eleanor e os seus filhos mudaram-se com ele. Viveram aí durante, pelo menos, nove anos, sob a serventia de dúzias de empregados.[2]

A bordo do RMS Titanic[editar | editar código-fonte]

Em 1912, o casal viajou até Paris, França com o filho, Harry, com o objetivo de encontrar um novo chef para o novo hotel de Widener, o Ritz-Carlton. Na viagem de regresso para os Estados Unidos, a família reservou bilhetes no novo transatlântico da White Star Line, o RMS Titanic, que iria realizar a sua viagem inaugural com destino a Nova Iorque. Embarcaram o navio em Cherbourg, na tarde do dia 10 de abril de 1912, acompanhados dos criados Edwin Keeping e Emily Geiger. Os Wideners viajavam em Primeira Classe, ocupando os quartos C-80 e C-82.[1]

Na tarde do dia 14 de abril, Widener e a esposa estavam na promenade coberta de Primeira Classe conversando com J. Bruce Ismay, o diretor da White Star Line quando o Capitão Edward John Smith os interrompeu para entregar a Ismay um aviso acerca de icebergs que lhes havia sido transmitido pelo RMS Baltic. Ao final da tarde, os Wideners convidaram o Capitão para jantar no Restaurante À la Carte do navio, e foram acompanhados por John B. Thayer e a Sra. Thayer, Archibald Butt, Clarence Moore e William Carter e a sua esposa Lucile. O Capitão retirou-se um pouco antes das 21:00h, e os homens retiraram-se para a Sala de Fumo. Ainda aí estavam, conversando, pelas 23:40h, quando o navio colidiu com um iceberg, o que levou ao naufrágio do navio.[1]

Quando os oficiais começaram a preparar os botes salva-vidas para serem lançados ao mar com os passageiros, George e Harry acompanharam Eleanor até ao Bote 4. Segundo o critério "mulheres e crianças primeiro", ambos permaneceram no navio. Algum tempo mais tarde, o Coronel Archibald Gracie avistou George e Harry Widener conversando com John B. Thayer — a Sra. Thayer salvou-se, também, a bordo do Bote 4 — enquanto o navio afundava.[1]

Esta tratou-se da última vez que George Dunton Widener foi avistado, vivo ou morto. O seu corpo nunca foi encontrado ou, se o foi, nunca foi identificado.[1]

Referências

  1. a b c d e "Mr George Dunton Widener", Encyclopedia Titanica. Acedido a 1 de fevereiro de 2012.
  2. a b c d "The Wideners: An American Family", Encyclopedia Titanica. Acedido a 1 de fevereiro de 2012.