Guarda Municipal de Marabá

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Guarda Municipal de Marabá
País  Brasil
Estado Pará Pará
Subordinação Prefeito Municipal
Missão Proteção dos bens, serviços e instalações municipais, proteção a vida, entre outras atividades.
Denominação Guarda Municipal de Marabá
Sigla GMM
Criação 23 de julho de 2009 (9 anos)
Aniversários 23 de julho
Cores
Azul marinho
Logística
Efetivo 103 (2017)
Comando
Inspetor Roberto Lemos Dias[1]

A Guarda Municipal de Marabá (GMM) é uma instituição de segurança pública do município de Marabá, no estado do Pará, no Brasil.[2]

A instituição é do tipo guarda civil municipal, sendo componente do sistema de segurança pública de Marabá, dando suporte complementar às ações do Comando de Policiamento Regional II da Polícia Militar do Estado do Pará e da 10ª Regional de Segurança Pública da Polícia Civil do Estado do Pará.[3]

Histórico[editar | editar código-fonte]

O município de Marabá já teve experiências de tropas ligadas a um governo provisório municipal, a "Milícia do Itacaiúnas". Esta foi organizada na localidade em 1908, lutando na segunda revolta de Boa Vista, tendo como líderes Norberto de Melo e o coronel Antônio Maia. Neste conflito, atuou contra a Milícia dos Galegos junto às facções pró-Leão Leda e governo goiano, quando este entrou em disputa com o Pará pelo controle de Marabá. Essas tropas foram desmobilizadas e integradas ao destacamento da Brigada Militar do Pará.[4]

A moderna Guarda Municipal de Marabá foi projetada, ainda na década de 1990, numa altura em que o índice de criminalidade no meio urbano de Marabá alcançava patamares muito altos. Entretanto, a criação, à época, esbarrava nas limitações orçamentárias do município.[2]

Assim, somente em 23 de julho de 2009, através da lei municipal nº 17.361, na gestão do prefeito Maurino Magalhães de Lima, foi criada a GMM.[2]

Seu primeiro efetivo próprio foi formado pelo concurso n° 002/2010 GMM, para provimento de vagas para guarda e inspetor.[5] A nomeação dos aprovados no concursos se deu em 18 de maio de 2012.[6]

Embora tenha a atribuição de promover ações de segurança em toda jurisdição municipal, concentra suas ações basicamente na cidade de Marabá.[2]

Unidades[editar | editar código-fonte]

A GMM mantém as seguintes unidades para operações especializadas:

  • Grupamento de Proteção Ambiental (GPA)[7]
  • Grupamento de Operações com Cães (GOC)[8]
  • Grupamento de Ronda Turística (GRT)[8]
  • Grupamento de Operações de Pronto Emprego (GOPE)[8]
  • Grupamento de Ronda Escolar (GRE)[8]

Comando[editar | editar código-fonte]

A corporação tem a seguinte hierarquia:

  • Comandante-em-Chefe: Prefeito de Marabá Sebastião Miranda Filho
  • Comandante: Inspetor Roberto Lemos Dias[1]
  • Subcomandante: Inspetor Wiliscley Leão

Ex-comandantes[editar | editar código-fonte]

Os ex-comandantes da GMM foram:[6]

  • Cel. PM Mauro Sérgio Marques Silva
  • Cel. PM Gilmar Marques
  • Cel. PM Marcio Fernando Santos de Barros
  • Insp. Andreia Alves Chaves

Referências

  1. a b «Guarda Municipal apresenta objetos ilícitos apreendidos no terminal do KM 06». Portal Prefeitura de Marabá. 18 de janeiro de 2018 
  2. a b c d Montarroyos, Heraldo Elias.; Pereira, André. (dezembro de 2017). «Municipal Guard or Urban Guard? The unconstitutional limit of Public Safety practiced by the Municipality of Marabá (State of Pará, Amazon, Brazil)». Madison-WI: American Research Institute for Policy Development. Journal of Law and Criminal Justice. ISSN 2374-2682 
  3. «Guarda Municipal Faz Avalização Positiva de 2017». Portal Prefeitura de Marabá. 29 de dezembro de 2017 
  4. Montarroyos, Heraldo Elias. (2013). «História Social e Econômica da Casa Marabá: Reconstruindo o Cotidiano de um Barracão na Amazônia Oriental entre 1898 e 1906.». Revista História e-História. Cópia arquivada em 29 de novembro de 2016 
  5. Lima, Maurino Magalhães de. (16 de março de 2011). Edital de Convocação para a Avaliação Física (2ª Fase) (PDF). Marabá: CETAPNET 
  6. a b Bogéa, Hiroshi. (23 de janeiro de 2017). «Guardas municipais aquecem críticas contra governo». HB Online 
  7. «Grupamento de Proteção Ambiental da Guarda Municipal recebe equipamento para atuar na cidade». Prefeitura de Marabá. 4 de janeiro de 2018 
  8. a b c d Damasceno, Anderson. (31 de agosto de 2015). «Violência Escolar: Dados apontam Judith Gomes Leitão no topo das ocorrências, seguida por Anísio Teixeira, Deuzuita Melo, Darcy Ribeiro e Irmã Theodora». Marabá. Olhar do Alto 

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Guarda Municipal de Marabá