Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Acre

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Corpo de Bombeiros Militar
do Estado do Acre
Brasão CBM AC.PNG
Brasão do CBMAC
País Brasil - Estado do Acre
Subordinação Secretaria Estadual de Segurança
Missão Bombeiro Militar
Sigla CBMAC
Criação 1974
Patrono Imperador D.Pedro II
Marcha Canção Soldado do Fogo
Sede
Guarnição Rio Branco
Internet www.bombeiros.ac.gov.br

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Acre (CBMAC) é uma Corporação cuja principal missão consiste na execução de atividades de Defesa Civil, Prevenção e Combate a Incêndios, Buscas, Salvamentos e Socorros Públicos no âmbito do Estado do Acre. Ele é Força Auxiliar e Reserva do Exército Brasileiro, e integra o Sistema de Segurança Pública e Defesa Social do Brasil. Seus integrantes são denominados Militares dos Estados pela Constituição Federal de 1988, assim como os membros da Polícia Militar do Estado do Acre.

Histórico[editar | editar código-fonte]

Desde a instauração do Governo Provisório do Estado Independente do Acre, em 1899, já se previa um Corpo de Bombeiros anexo ao Departamento de Justiça.[1] Posteriormente, com a transformação da região em Território Federal, esse serviço passou a ser feito em caráter precário pelas Companhias Regionais de Polícia. O atual Corpo de Bombeiros somente foi efetivamente organizado em 1974, anexo à criação da Polícia Militar do Estado do Acre. Em 18 de dezembro de1990[2] a Corporação desvinculou-se da Polícia Militar, passando a usufruir de autonomia administrativa e financeira, e se subordinando diretamente ao Governo do Estado.

Missão do CBMAC[editar | editar código-fonte]

  • Prevenção e extinção de incêndios urbanos e florestais;
  • Realização de serviços de busca e salvamento de pessoas, animais, bens e haveres;
  • Atendimento emergencial pré-hospitalar;
  • Realização de vistorias em edificações;
  • Realização de perícias de incêndios;
  • Atendimento de socorro nos casos de inundações, desabamentos ou catástrofes; onde haja pessoas em iminente perigo de vida, ou ameaça de destruição de haveres;
  • Estudo, análise, planejamento e fiscalização da segurança contra incêndios, no âmbito estadual;
  • Embargo ou interdição de obras, serviços, habitações ou locais de diversões públicas, que não ofereçam condições de segurança para o funcionamento;
  • Estudo, Prevenção e combate a incêndios florestais;
  • Em caso de mobilização do Exército Brasileiro, cooperação nos serviços de Defesa Civil mediante autorização do Governo do Estado.

Referências

  1. Decreto n° 07, de 17 julho de 1899.
  2. Lei n° 950, de 2 de julho de 1990.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Portal
A Wikipédia possui o
Portal da Segurança do Brasil
Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.