MC Brinquedo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
MC Brinquedo
Informação geral
Nome completo Vinícius Ricardo de Santos Moura
Também conhecido(a) como MC Brinquedo
Nascimento 3 de agosto de 2001 (18 anos)
Local de nascimento São Paulo, São Paulo
Brasil
Nacionalidade brasileiro
Gênero(s) funk ousadia
Ocupação(ões) Cantor
Período em atividade 2014-presente
Gravadora(s) GR6 Explode
Afiliação(ões) MC Pikachu, MC Hariel e MC Kevin

Vinicius Ricardo de Santos Moura (São Paulo, 3 de agosto de 2001), mais conhecido pelo nome artístico MC Brinquedo, é um cantor brasileiro de funk ousadia.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Vinicius nasceu no bairro Vila Natal, localizado na Zona Sul de São Paulo, filho de Lidiane e Júlio, sendo que ingressou na carreira do funk ousadia no ano de 2014, aos treze anos,[2] através de uma participação no videoclipe "Passinho do Faraó", do MC Bin Laden.[3] Sua primeira canção de notoriedade foi "Boquinha de Aparelho", onde entoava no refrão os versos: Tu vai lamber, tu vai dar beijo / Tu vai mamar com essa boquinha de aparelho.[4] Desde então, ele tornou-se conhecido nas mídias além do lírico considerado inadequado para a sua idade, também pelo seu carisma e diversão com que abordava os temas e se relacionava com os fãs. MC Brinquedo, como é conhecido, foi o autor de um hit de internet, onde, durante um churrasco de reunião da sua gravadora, a KL Produtora, o mesmo proferiu a frase "Ô loco tio, meça suas palavras 'parça' ! Sou malandrão!", a qual acumula milhões de visualizações no site YouTube. Devido ao sucesso da frase, um gibi sobre MC Brinquedo e MC Pikaloka está sendo sendo feito e está em processo de finalização.[5] Além disso, o personagem que ele adotou, com o cabelo pintado nas cores azul e rosa, tornou-se figura de caráter nacional, resultando em críticas positivas e negativas.[6][7]

O alto teor de pornografia presente nas músicas de Brinquedo provocou revolta em jornalistas, principalmente os de maior idade, que consideram isso como um incentivo para a promiscuidade de seus fãs.[8][9] A música de maior reconhecimento de Brinquedo se chama "Roça Roça", a qual foi disponibilizada no formato de áudio no ano de 2014 pela KL Produtora, durante a chamada "Semana Maluca", e lançada no formato de videoclipe, sob direção de Tom Produções, em março de 2015.[10]

No dia 6 de abril de 2015, foi exibida no programa Custe o que Custar (CQC), da Rede Bandeirantes, uma matéria especial com os cantores mirins de funk ousadia, onde participaram MC Brinquedo e MC Pikachu, onde eles foram induzidos pelo repórter Maurício Meirelles a praticarem "brincadeiras de crianças" como uma forma de evitar o envolvimento precoce com a sexualidade.[11]

Canções[editar | editar código-fonte]

  • "Conteúdo" (part. MC Hariel)
  • "Roça Roça"
  • "Vice-Versa"
  • "Viciei no Minecraft"
  • "Bonequinha e Iraquiana" (part. MC Bin Laden)
  • "Pepeca Bate" (part. MC 2k)
  • "Boquinha de Aparelho"
  • "Em Cima de Mim"
  • "Tão Sentando Bem" (part. MC VN)
  • "Quem Foi Que Falou" (part. MC Novinho da Praça)
  • "Medley dos Novinhos" (feat. MC Pikaloka)
  • "Já Cansei de Comer"
  • '' Sabe que dia é hoje '' ( part. MC 7Belo)
  • ''Roça Roça 2''
  • "Mundo dos Animais
  • ''Papo Bom''
  • "Roça Roça 3"

Referências

  1. «MC Brinquedo». Novas do Funk. Consultado em 1 de maio de 2017 
  2. «Página oficial de MC Brinquedo > Sobre». Facebook. Consultado em 1 de maio de 2015 
  3. «13 anos de pura malícia e estilo entrevistamos o MC Brinquedo». Vice.com. Consultado em 1 de maio de 2015 
  4. «Ouvir MC Brinquedo». Radio UOL. Consultado em 1 de maio de 2015 
  5. «Meça suas palavras, parça: MC Brinquedo, o novinho do funk que conquistou a internet». R7. Consultado em 1 de maio de 2015 
  6. «Presidente do Santos "vira" MC Brinquedo e "intima" jogadores». Globo Esporte. Consultado em 1 de maio de 2015 
  7. «13 provas de que o MC Brinquedo é a melhor pessoa da internet». iG. Consultado em 1 de maio de 2015 
  8. «Artigo: Brincadeira de criança MC Brinquedo mostra que não». CapitalNews. Consultado em 1 de maio de 2015 
  9. «MC Brinquedo e MC Pedrinho e a censura do sexo na infância». Filosofia Van. Consultado em 1 de maio de 2015 
  10. «Emerson Martins da KL: o criador de MCs». Época. Consultado em 1 de maio de 2015 
  11. «MC Brinquedo passa dia de criança com Maurício Meirelles». Band. Consultado em 1 de maio de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]