MC Pedrinho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
MC Pedrinho
MC Pedrinho em Janeiro de 2016
Informação geral
Nome completo Pedro Maia Tempester
Nascimento 3 de maio de 2002 (16 anos)
Local de nascimento Cabreúva, São Paulo
Nacionalidade Brasileiro Alemão[carece de fontes?]
Gênero(s) Funk ousadia
Ocupação(ões) Cantor
Instrumento(s) Vocal
Período em atividade 2015-presente
Gravadora(s) GR6
Afiliação(ões) MC Livinho
MC Léo da Baixada
Influência(s) Claudinho e Buchecha
Bonde do Tigrão
MC Marcinho
MC Daleste

Pedro Maia Tempester (Cabreúva, 3 de maio de 2002), mais conhecido pelo nome artístico MC Pedrinho, é um cantor brasileiro de funk ousadia, conhecido nacionalmente pelo hit "Dom Dom Dom", o qual acumula mais de vinte milhões de visualizações em seu clipe oficial.[1] Pedrinho é conhecido nacionalmente por cantar músicas com líricos sexuais, considerados inadequados para a sua idade.[2] Suas músicas sofreram uma tentativa de proibição pelo Ministério Público dentro do território nacional.[3]

Biografia

Pedro iniciou sua carreira no funk aos doze anos, em 2014, porém já cantava em uma quermesse na Vila Maria, bairro da Zona Norte de São Paulo, aos oito anos, influenciado pela popularização do gênero musical no ambiente.[4] A primeira música de Pedrinho que se tem conhecimento foi justamente a sua de maior sucesso, intitulada "Dom Dom Dom", com a participação de MC Livinho, a qual faz relação clara ao sexo oral no verso "Se ajoelha, se prepara e faz um boquete bom".[2] Esta música foi lançada quando Pedrinho possuía a idade de apenas onze anos, fato que não foi bem recebido pela mídia.[2] Poucos meses depois, Pedrinho lançou uma versão light da canção em um videoclipe produzido pelo carioca Tom Produções, sem referências sexuais.[5] Após isto, o mesmo disse em entrevista que iria cantar músicas do gênero pop, semelhante ao que faz MC Gui, porém não seguiu neste caminho por muito tempo e continuou com o chamado "funk ousadia".[4]

Uma de suas músicas que também fez sucesso e acabou sendo direcionada mais para o lado do funk ostentação foi a canção "Vida Diferenciada", com a participação do consagrado MC Léo da Baixada.[6] Segundo entrevista ao portal G1, Pedrinho afirma que o funk lhe possibilitou uma enorme melhora na condição de vida, sendo que na sua infância passava fome.[1] Entre suas outras canções de sucesso na linha do funk proibidão, estão "Hit do Verão", "Matemática" e "Geometria da Putaria", que colocou-o como uma das principais revelações da cena do funk no ano de 2015.[7] Sua página no Facebook acumula cerca de um milhão de fãs.

Pedrinho acabou ganhando destaque na mídia após a Vara da Infância e da Juventude, a pedido do Ministério Público, cancelar um show que seria realizado na cidade de Fortaleza, Ceará, por considerar as músicas inadequadas para a sua idade.[8] A alegação do promotor Luciano Tonet seria que Pedrinho teria um "repertório musical dotado de nítida conotação sexual, alto teor de erotismo, pornografia, baixo calão e todo tipo de vulgaridade, incompatíveis com a condição peculiar de pessoa em desenvolvimento".[8] No dia seguinte, o Ministério Público manifestou o desejo de proibir as músicas do cantor em todo o território nacional com a justificativa de "servir de modelo para os demais".[3] No entanto, o cantor não se influenciou pela tentativa de proibição e apenas três dias após lançou mais uma música com teor sexual, chamada "Faz a Posição".[9] Apesar das críticas às letras de Pedrinho, sua mãe, Analee Maia, afirma que o apoia em todos os sentidos, mas que prefere as músicas sem palavrões; outro fato curioso é que o mesmo já afirmou em várias entrevistas nunca ter beijado na boca.[1][10]

Discografia

  • "Dom Dom Dom" (part. MC Livinho)
  • "Dom Dom Dom (versão light)"
  • Especialmente Pras Elas (part. Mc PH)
  • "Ela e Doida"
  • "Matemática"
  • "Hum, Tá da Hora (Maravilha, Tá Legal)"
  • "Planeta da Putaria"
  • "Geometria da Putaria"
  • "Senta e Contrai"
  • "Vida Diferenciada" (part. MC Léo da Baixada)
  • "Se prepara (part. MC Livinho)
  • "Prepara Novinha" (part. MC Kevin)
  • "Na perereca" (part. MC Menor da VG)
  • "Menino Sonhador"
  • "Solta o Grave"
  • "Vida diferenciada 2" (part. Mc leo da baixada)
  • "4 M no toque"(part. MC Hariel)

    Referências

  1. a b c «Aos 12 anos, MC Pedrinho muda vida de família com sucesso no funk». G1. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  2. a b c «Pedrinho, Bernardo e o espírito do nosso tempo». Estadão. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  3. a b «MP quer proibir músicas de MC Pedrinho em todo o território nacional». UOL. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  4. a b «Palavrão não deixo cantar, diz pai de MC de 12 anos». Folha Online. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  5. «Dom Dom Dom (versão light)». musica.com.br. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  6. «Com carrão e jatinho, MC Léo da Baixada e MC Pedrinho lançam clipe juntos; assista». R7. Consultado em 5 de fevereiro de 2015. Arquivado do original em 5 de fevereiro de 2015 
  7. «Ostentação em Crise». Vermelho. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  8. a b «Justiça proibe show de MC Pedrinho em Fortaleza». Globo. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  9. «Funkeiro de 12 anos, MC Pedrinho lança proibidão com letra sexual após ter show cancelado pela Justiça». R7. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  10. «Aos 12 anos, MC Pedrinho se lançou cantando funk proibidão mas nunca beijou na boca». R7. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 

Ligações externas