Miralem Pjanić

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Miralem Pjanić
Miralem Pjanić
Miralem Pjanić em 2015
Informações pessoais
Nome completo Miralem Pjanić
Data de nasc. 2 de abril de 1990 (26 anos)
Local de nasc. Tuzla, Iugoslávia
Nacionalidade Bósnia e Herzegovina bósnio
Luxemburgo luxemburguês
Altura 1,80 m
Destro
Informações profissionais
Clube atual Itália Juventus
Número 5
Posição Meio-Campista
Clubes de juventude
2000–2004
2004–2007
Luxemburgo Schifflange
França Metz
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2007–2008
2008–2011
2011–2016
2016–
França Metz
França Lyon
Itália Roma
Itália Juventus
0033 0000(4)
0120 000(16)
0185 000(30)
0016 0000(5)
Seleção nacional3
2006
2007
2007–2008
2008–
Flag of Luxembourg.svg Luxemburgo Sub-17
Flag of Luxembourg.svg Luxemburgo Sub-19
Flag of Bosnia and Herzegovina.svg Bósnia e Herzegovina Sub-21
Flag of Bosnia and Herzegovina.svg Bósnia e Herzegovina
0004 0000(5)
0003 0000(1)
0003 0000(0)
0068 000(11)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 3 de dezembro de 2016.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 29 de maio de 2016.

Miralem Pjanić (pronúncia bósnia [pjanitɕ] pronúncia aproximada PIA-NITCH) (Tuzla, 2 de abril de 1990) é um futebolista bósnio que atua como meio-campista. Atualmente, defende a Juventus.

Clubes[editar | editar código-fonte]

Luxemburgo[editar | editar código-fonte]

Pjanić desenvolveu seu interesse pelo futebol através de seu pai. Seu primeiro clube na carreira fora o inexpressivo Schifflange, de Luxemburgo, onde chegou quando tinha apenas dez anos. Mesmo atuando num país tão inexpressivo em relação ao futebol, Pjanić acabaria chamando a atenção de olheiros de clubes de outros países.

Futebol francês[editar | editar código-fonte]

Aos quatorze anos de idade recebeu uma proposta para se transferir para o tradicional Metz, da França. Permaneceria durante três temporadas nas categorias de base do clube, quando recebeu suas primeiras oportunidades no time profissional.[1]

Permaneceria no clube apenas na sua temporada de estreia profissional,[1] quando, após boas atuações durante a temporada, chamou a atenção de outros clubes do futebol europeu, tendo acertado sua transferência para o Olympique Lyonnais.[1][2] À época, o Lyon dominava o futebol francês, tendo conquistado os últimos sete campeonatos nacionais, além da Copa da França. Ironicamente, com a chegada de Pjanić, além do novo treinador, Claude Puel, o clube não conseguiria conquistar mais nenhuma título. Em sua primeira temporada, acabaria sendo apenas um coadjuvante de Juninho Pernambucano,[1][3] mas com a saída do mesmo, se tornaria uma peça fundamental no meio de campo do clube, sendo importante para o clube alcançar as semifinais da Liga dos Campeões da UEFA em sua segunda temporada no clube.

AS Roma[editar | editar código-fonte]

Transferiu-se para a Roma em 31 de agosto de 2011, firmando um contrato de quatro temporadas, com valores não revelados.[4]

Juventus[editar | editar código-fonte]

Em 13 de junho de 2016 foi contratado pela Juventus por trinta e dois milhões de euros com vínculo de cinco temporadas.[5] Escolheu a camisa número cinco em homenagem ao seu ídolo Zinedine Zidane.[6]Fez sua estreia com a camisa da Juventus em partida contra o Sassuolo, marcando um gol na vitória por 3 a 1.[7]

Seleções Nacionais[editar | editar código-fonte]

Luxemburgo[editar | editar código-fonte]

Como passou grande parte de sua infância e adolescência em Luxemburgo, Pjanić inicialmente defendeu a seleção local, tendo disputado quatro partidas e anotado cinco tentos na categoria sub-17, na qual também participou do campeonato na categoria, tendo anotado o único tento luxemburguês na competição e, também defendeu em três oportunidades (um gol) a categoria sub-19.

Bósnia e Herzegovina[editar | editar código-fonte]

Optou por defender a Bósnia e Herzegovina.[8] Inicialmente, defendeu a categoria sub-21 em três oportunidades.[1] Pela seleção principal estreou em 20 de outubro de 2008 em partida amistosa contra a Bulgária.

Foi titular na Copa do Mundo FIFA de 2014 e marcou um gol na última partida do país contra o Irã.[9]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]