Massimiliano Allegri

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Massimiliano Allegri
Allegri with Milan players (cropped) - 2.jpg
Informações pessoais
Nome completo Massimiliano Allegri
Data de nasc. 11 de agosto de 1967 (51 anos)
Local de nasc. Livorno, Itália
Altura 1,83 m
Informações profissionais
Equipa atual Sem clube
Posição Ex-meia
Função Técnico
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1984–1985
1985–1988
1988–1989
1989–1990
1990–1991
1991–1993
1993–1995
1995–1997
1997–1998
1998
1998–2000
2000–2001
2001–2003
Cuoiopelli
Livorno
Pisa
Livorno
Pavia
Pescara
Cagliari
Perugia
Padova
Napoli
Pescara
Pistoiese
Aglianese
0007 0000(0)
0029 0000(0)
0002 0000(1)
0032 0000(8)
0029 0000(5)
0064 000(16)
0046 0000(4)
0041 000(10)
0021 0000(6)
0007 0000(0)
0046 0000(4)
0018 0000(1)
0032 0000(8)
Times/Equipas que treinou
2003–2004
2004–2005
2005–2007
2007–2008
2008–2010
2010–2014
2014–2019
Aglianese
S.P.A.L.
Grosseto
Sassuolo
Cagliari
Milan
Juventus
0038
0040
0028
0042
0073
0178
0271
Última atualização: 26 de maio de 2019

Massimiliano Allegri (Livorno, 11 de agosto de 1967) é um técnico e ex-futebolista italiano que atuava como meio-campista. Atualmente está sem clube.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Como jogador[editar | editar código-fonte]

A carreira de Allegri dentro das quatro linhas foi modesta. Ele começou a jogar no pequeno Cuoiopelli, com apenas 17 anos. Atuou também por Livorno, Pisa, Pavia, Pescara, Cagliari, Perugia, Padova, Napoli e Pistoiese.

Allegri deixou de jogar em 2003, pelo Aglianese.

Como técnico[editar | editar código-fonte]

Allegri passou a treinar clubes de futebol em 2004: começou pelo Aglianese, mesma equipe onde se aposentou. Comandou também S.P.A.L., Grosseto e Sassuolo até ser contratado pelo Cagliari, onde havia jogado entre 1993 e 1995.

Seu bom desempenho à frente dos Rossoblù fez com que seu nome fosse cogitado para treinar o Milan após a saída de Carlo Ancelotti, mas Allegri recusou a proposta e permaneceu na maior equipe da Sardenha.

Depois de uma campanha irregular na temporada 2009/10, Allegri deixou o comando do Cagliari.

Milan[editar | editar código-fonte]

Na temporada 2010-11, sucedeu o brasileiro Leonardo como treinador da equipe do Milan.

Em sua primeira temporada no rubro negro de Milão, levou o Milan ao título italiano, que não vinha desde a temporada 2003/2004. O Milan somou 82 pontos, com 24 vitórias, 10 empates e somente 4 derrotas. Ganhando inclusive os dois jogos contra seu grande rival, a Internazionale de Milão.

Em agosto de 2011, conquista seu segundo título à frente do Milan: a Supercoppa Italiana: 2011 ao derrotar a Internazionale de Milão pelo placar de 2 a 1, no Estádio Nacional de Pequim, China.

No dia 13 de janeiro de 2014, foi demitido do Milan após uma vergonhosa derrota por 4 a 3 para o Sassuolo, clube recém promovido à Serie A Italiana.

Juventus[editar | editar código-fonte]

No dia 16 de julho de 2014, Allegri foi anunciado como o novo treinador da Juventus, substituindo Antonio Conte que havia pedido demissão no dia anterior. Em 17 de maio de 2019, a Juventus anunciou que Allegri deixará o clube ao final da temporada 2018–19. Na Velha Senhora, conquistou cinco Campeonatos Italianos, quatro Copas da Itália e duas Supercopas, além de dois vice-campeonatos na Liga dos Campeões da UEFA.[1]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Atualizado até 26 de maio de 2019.[2]

Clube Jogos Vitórias Empates Derrotas Aproveitamento
Milan 178 91 49 38 60.3%
Juventus 271 191 43 37 75.77%

Títulos[editar | editar código-fonte]

Milan
Juventus

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Leonardo
Técnico do Milan
2010–2014
Sucedido por
Seedorf
Precedido por
Antonio Conte
Técnico do Juventus
2014–2019
Sucedido por