Aaron Ramsey

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Aaron Ramsey
Aaron Ramsey
Ramseyem 2015
Informações pessoais
Nome completo Aaron James Ramsey
Data de nasc. 26 de dezembro de 1990 (25 anos)
Local de nasc. Caerphilly,  Reino Unido
Altura 1,78 m
Ambidestro
Informações profissionais
Clube atual Inglaterra Arsenal
Número 8
Posição Meia
Clubes de juventude
1999–2007 País de Gales Cardiff City
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2007–2008
2008–
2010–2011
País de Gales Cardiff City
Inglaterra Arsenal
Inglaterra Nottingham (emp.)
00028 0000(3)
00273 000(43)
00005 0000(0)
Seleção nacional3
2005–2008
2007–2009
2008–
2012
Flag of Wales 2.svg País de Gales Sub-17
Flag of Wales 2.svg País de Gales Sub-21
Flag of Wales 2.svg País de Gales
Flag of the United Kingdom.svg Grã-Bretanha
00015 0000(2)
00012 0000(2)
00045 000(11)
00005 0000(1)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 30 de novembro de 2016.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 12 de novembro de 2016.

Aaron James Ramsey (Caerphilly, 26 de dezembro de 1990) é um futebolista galês que atua como meia. Atualmente joga pelo Arsenal.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Aaron Ramsey surgiu como uma grande promessa no Cardiff City, na temporada 2007-08, chegando a atuar pela Seleção Galesa Sub-17.

Ao fim daquela temporada, o Arsenal pagou £5 milhões ao time da cidade de Cardiff, cerca de R$15 milhões para ter o jogador.

No dia 27 de fevereiro de 2010, durante a partida contra o Stoke City, pela Premier League 2009-10, sofreu uma fratura na tíbia e fíbula da perna direita, após uma dura dividida com o zagueiro Shawcross, aos 21 minutos do segundo tempo. O lance chocou à todos no estádio.

Empréstimos[editar | editar código-fonte]

Após o término de sua recuperação, foi emprestado ao Nottingham Forest, da segunda divisão inglesa.[1] Ramsey estreou pela equipe quatro dias depois, em 29 de novembro, aos 61 minutos após substituição em partida contra o Leicester, retornando aos gramados nove meses após sua grave lesão.[2]

Sem muito brilho pelo clube, foi novamente emprestado, no mês de janeiro de 2011, desta vez ao Cardiff City, clube que o revelou. Ele jogou pelos Bluebirds até o dia 26 de fevereiro, lá ele se juntou ao seu jovem companheiro de Arsenal Jay Emmanuel-Thomas, que também foi por empréstimo ao clube. Ramsey iniciou uma partida pelo Cardiff no derby contra o Swansea City, onde forneceu uma assistência a Craig Bellamy. O resultado final foi 1-0. Em 21 de fevereiro, Ramsey marcou pelo clube quando venceram o Leicester City. Dias depois da atuação, é confirmada pelo técnico Arsene Wenger sua volta aos gunners.

Retorno ao Arsenal[editar | editar código-fonte]

O jogador fez o seu regresso ao Arsenal como um substituto, em 12 de março, contra o Manchester United na FA Cup. O seu time perdeu pelo placar de 2-0, mas ele fez sua primeira partida, após a lesão, para o Arsenal. No dia 1 de maio, Ramsey marcou seu primeiro gol naquela temporada,mais uma vez em partida contra o Manchester United, pelo Campeonato Inglês em vitória por 1-0, ainda sendo eleito o Homem do Jogo.

Temporada 2011-12[editar | editar código-fonte]

Em 16 de agosto de 2011, Ramsey fez sua primeira aparição da Liga dos Campeões da temporada em casa contra o Udinese. No quarto minuto da partida ajudou Theo Walcott a marcar com um cruzamento, que deu a vantagem por 1-0, na primeira etapa da partida.

Seleção nacional[editar | editar código-fonte]

Pela seleção nacional, participou das categorias de base, atuando pelo Sub-17 e Sub-21. Atualmente, é titular absoluto no meio-de-campo da seleção principal de Gales, marcando dois gols até o momento.

Foi nomeado capitão do grupo em 26 de março de 2011, com apenas 20 anos de idade, junto com a responsabilidade da camisa 10 de Gales. Marcou seu primeiro gol como capitão na final da Carling Nations Cup contra a Irlanda do Norte em 27 de maio de 2011.

Gols[editar | editar código-fonte]

País de Gales[editar | editar código-fonte]
Grã Bretanha[editar | editar código-fonte]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Arsenal[editar | editar código-fonte]

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

A "Maldição Ramsey"[editar | editar código-fonte]

A chamada "Maldição Ramsey" é uma infeliz coincidência que é frequentemente satirizada pela mídia inglesa. Esta estranha "maldição" funciona da seguinte forma: quando o galês marca um gol, uma celebridade morre nos dias seguintes.[3][4]

Para se ter uma ideia desta "infeliz coincidência", até março de 2016, Ramsey havia marcado 45 gols como profissional, destes, 22 foram associados a morte de personagens marcantes em várias áreas da sociedade, todos os falecimentos ocorreram no dia, na véspera ou no máximo três dias depois de Ramsey marcar seus gols. As "vítimas" foram[5]: Buddy LeRoux[6] (janeiro de 2008), Ted Kennedy[6] (agosto de 2009), Andrés Montes (outubro de 2009) Antonio De Nigris (novembro de 2009), Osama Bin Laden (maio de 2011), Steve Jobs e Muammar Gaddafi (outubro de 2011), Whitney Houston (fevereiro de 2012), Chavela Vargas (agosto de 2012), Bebo Valdés e Boris Berezovsky (março de 2013), Jorge Rafael Videla (maio de 2013), Sid Bernstein[6] (agosto de 2013) Ken Norton (novembro de 2013), Paul Walker (novembro 2013), 'Huracán' Carter (abril de 2014), HG Giger (maio de 2014), Robin Williams (agosto de 2014), David Bowie e Alan Rickman (janeiro de 2016) e Nancy Reagan (março de 2016).[7][8][9]

Esta maldição se tornou mais notória a partir de maio de 2011. Ramsey marcou para os Gunners e pouco tempo depois, Barack Obama anunciava a morte do terrorista mais procurado do mundo, Osama Bin Laden. Como seus próximos 4 gols coincidiram com a morte de famosos, as brincadeiras começaram.[10]

No dia 09 de Janeiro de 2016: Ramsey marca contra o Sunderland. No dia seguinte o cantor David Bowie acaba falecendo aos 69 anos. Ele sofria com o câncer. Em 13 de janeiro de 2016, anotou um gol contra o Liverpool e no dia seguinte morreu o ator Alan Rickman, o Severo Snape de Harry Potter.[11]

No dia 05 de Março de 2016: Ramsey marcou contra Tottenham Hotspur Football Club, no mesmo dia, faleceu o inventor do @, Ray Tomlinson, e no dia seguinte (dia 06 de Março) morreu a antiga primeira dama do Estados Unidos Nancy Davis Reagan.[12]

No dia 20 de Junho de 2016: Ramsey marcou o primeiro gol na vitória de 3 a 0 do País de Gales sobre a Rússia, na Eurocopa. No mesmo dia foi anunciada a morte da escritora francesa Benoîte Groult.

Referências

  1. ESPN (25 de janeiro de 2010). «Arsenal send Ramsey on loan to Forest» (em inglês) [S.l.: s.n.] Consultado em 2 de dezembro de 2010. 
  2. [1]
  3. espn.uol.com.br/ "Maldição" de Aaron Ramsey aumenta com morte de David Bowie
  4. globoesporte.globo.com/ Morte do ator Robin Williams fortalece a temida “Maldição de Aaron Ramsey”
  5. record.xl.pt/ MALDIÇÃO DE RAMSEY REGRESSA COM A MORTE DE DAVID BOWIE
  6. a b c trivela.uol.com.br/ A maldição de Aaron Ramsey mata mais uma celebridade
  7. globoesporte.globo.com/ "Maldição de Ramsey" faz duas vítimas em 6 dias: David Bowie e ator de "Harry Potter"
  8. «Morte de ator de Harry Potter incrementa lista da 'maldição' de Ramsey - Esportes - Estadão». Estadão. Consultado em 2016-03-06. 
  9. «Ramsey marcou, uma celebridade morreu. Eis a lista de "vítimas" do galês». SAPO Desporto. Consultado em 2016-03-06. 
  10. esportes.yahoo.com/ A maldição de Ramsey
  11. «Maldição de Ramsey aumenta com a morte do astro do rock David Bowie». Terra. Consultado em 2016-03-06. 
  12. «"Maldição de Ramsey" faz nova vítima». MoveNotícias. Consultado em 2016-03-06. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Aaron Ramsey