Paulo Vinícius Coelho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Paulo Vinícius Coelho
Line-style-icons-newspaper.svg
Nome completo Paulo Vinícius de Mello Coelho
Nascimento 30 de agosto de 1969 (53 anos)
São Paulo, SP
Formação Jornalismo
Ocupação jornalista esportivo
Outros nomes PVC
Alma mater Universidade Metodista
Nacionalidade brasileiro
Atividade 1990–presente
Trabalhos notáveis SporTV
Fox Sports Brasil
ESPN Brasil
UOL
Folha de S.Paulo
Estadão
Lance!
Placar
FIFA (série)

Paulo Vinícius de Mello Coelho, também conhecido como PVC (São Paulo, 30 de agosto de 1969) é um jornalista esportivo brasileiro.

Deixou as atividades nos canais do Grupo Globo, nas rádios Globo e CBN e no jornal Folha de S.Paulo e, iniciará no UOL, em fevereiro. Na Paramount, fará os comentários da Copa Libertadores de 2023, mas sem data de estreia definida — a primeira partida da competição está marcada para 7 de fevereiro.

Sua atuação como comentarista de futebol é marcada pelo conhecimento tático, em que destrincha os esquemas táticos dos times, além de uma memória apurada com a qual faz frequentes citações a times do passado e povoa o quadro Desafio do PVC (na TV) e acesso a informações dos bastidores, obtidas através de uma rotina diária de telefonemas a informantes locais.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

PVC formou-se em jornalismo, em 1990, pela Universidade Metodista de São Bernardo do Campo.

Começou a carreira como repórter do Diário do Grande ABC, no mesmo ano, depois de trabalhar em pequenos jornais de São Bernardo do Campo. Em 1991, ingressou na Editora Abril, primeiro como estagiário da revista A Semana em Ação, depois como repórter da Placar. Ganhou os prêmios Abril de 1993, 1995 e 1997, pela melhor matéria de esportes da editora.

Em 1997, mudou-se para o Lance!, como repórter-especial, colunista e, mais tarde, editor-executivo. Deixou o jornal, em 2008, quando passou a escrever para a Folha de S.Paulo, a partir de 1 de setembro. Em 2011, deixou a Folha e passou a assinar uma coluna em O Estado de S. Paulo. Após o término da parceria que formava a Rádio Estadão/ESPN, PVC retornou para a Folha.

A partir de 2000, passou a ser comentarista da ESPN Brasil, sendo membro efetivo do grupo de comentarista dos programas Bate-Bola 1.ª edição, Linha de Passe e Loucos por Futebol. Também participou de edições do Fora de Jogo, do canal irmão ESPN. Ocupou ainda a função de principal comentarista em transmissões de jogos para o canal e para a Rádio Capital. Foi frequentemente enviado para comentar in loco partidas da Liga dos Campeões da UEFA e outros campeonatos europeus, nos quais além de comentar durante a transmissão participou de programas nos dias que a antecedem dando informações obtidas no local. Entre 2002 e 2009, acumulou a função de chefe de reportagem na ESPN Brasil, até deixar o cargo, que exercia ao lado do comentarista Mauro Cezar Pereira (que também deixou o cargo).

Cobriu as Copas do Mundo de 1994, 1998, 2006, 2010, 2014 e 2018.

No começo de dezembro de 2014, comunicou sua saída da ESPN Brasil,[2] quando acertou sua transferência para o Fox Sports, onde iniciou suas atividades em 1 de janeiro de 2015.[3]

Entre 2015 e 2020, escreveu para o Universo Online (UOL).[4]

Em 2 de setembro de 2016, iniciou sua trajetória no Grupo Globo, nas rádios Globo e CBN, integrando a equipe de Esportes.

Em janeiro de 2020, deixou a Fox Sports,[5] para negociar sua ida para o Grupo Globo,[6] assinando contrato em 21 de janeiro e estreando em 3 de fevereiro, no programa "Bem, Amigos!", do SporTV.[7]

Após quase três anos na Rede Globo, deixou a emissora e será colunista do UOL e será comentarista na Paramount — emissora que vai transmitir a Copa Libertadores de 2023.[8][9]

Jogos eletrônicos[editar | editar código-fonte]

Ao lado do locutor Nivaldo Prieto, comenta os jogos FIFA 07, FIFA 08, FIFA 09 e FIFA 10 na sua versão brasileira.

Livros publicados[editar | editar código-fonte]

  • Jornalismo Esportivo (2003)
  • Os 50 Maiores Jogos das Copas do Mundo (2006)
  • Futebol Passo a Passo: Técnica, Tática e Estratégia (2006)
  • Bola Fora: A História do Êxodo do Futebol Brasileiro (2009)
  • Os 55 Maiores Jogos das Copas do Mundo (2010)
  • Os 100 Melhores Jogadores Brasileiros de Todos os Tempos (2010)
  • Tática Mente (2014)
  • O Planeta Neymar (2014)
  • Escola Brasileira de Futebol (2018)

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Ganhou os prêmios Abril de "Melhor Matéria" em 1993, 1994 e 1997.

Ganhou o Prêmio Comunique-se de "Melhor Jornalista de Esportes" em 2008, 2011, 2016 e 2018, em "Imprensa escrita", em 2012, em "Mídia eletrônica".

Ano Prêmio Categoria Resultado Ref.
2008 Prêmio Comunique-Se Esportes: Mídia Escrita Venceu [10]
Troféu ACEESP (Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo) Comentarista Esportivo de TV por Assinatura Venceu
2009 Troféu ACEESP (Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo) Comentarista Esportivo de TV por Assinatura Venceu [11]
2011 Prêmio Comunique-Se Esportes: Mídia Escrita Venceu
2012 Prêmio Comunique-Se Esportes: Mídia Falada Venceu
Troféu ACEESP (Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo) Comentarista Esportivo de TV por Assinatura Venceu [12]
2013 Troféu ACEESP (Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo) Comentarista Esportivo de TV por Assinatura Venceu [13]
2014 Comentarista Esportivo de TV Venceu [14]
2016 Prêmio Comunique-Se Esportes: Mídia Escrita Venceu
2017 Troféu ACEESP (Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo) Comentarista Esportivo de TV Venceu [15]
2018 Prêmio Comunique-Se Esportes: Mídia Escrita Venceu
2021 Troféu ACEESP (Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo) Comentarista Esportivo de TV Venceu [16]

Referências

  1. Freitas, Bruno (16 de setembro de 2011). «PVC revela ter recusado convite do Fla e fala da rotina de especialista». UOL. Consultado em 19 de janeiro de 2023 
  2. «"É hora de ir. A decisão é minha", diz PVC ao anunciar saída da ESPN». UOL. 9 de dezembro de 2014. Consultado em 19 de janeiro de 2023 
  3. «PVC troca a ESPN pela Fox Sports». UOL. 8 de dezembro de 2014. Consultado em 19 de janeiro de 2023 
  4. PVC (31 de janeiro de 2020). «Minha honra de ser Uol». Blog do PVC. Consultado em 19 de janeiro de 2023 
  5. «Comentarista PVC deixa Fox Sports para acertar com o Grupo Globo». News Rondônia. 10 de janeiro de 2020. Consultado em 19 de janeiro de 2023 
  6. «Comentarista PVC negocia ida para o Grupo Globo». Veja. 27 de setembro de 2021. Consultado em 20 de janeiro de 2023. Arquivado do original em 15 de outubro de 2022 
  7. Magalhães, Lucas (21 de janeiro de 2020). «Paulo Vinícius Coelho deixa o Fox Sports e fecha com a Globo». Metrópoles. Consultado em 19 de janeiro de 2023 
  8. «PVC surpreende e deixa a Rede Globo; veja novo destino». IG. 19 de janeiro de 2023. Consultado em 19 de janeiro de 2023 
  9. «PVC deixa Globo e é o novo reforço do UOL». UOL. 19 de janeiro de 2023. Consultado em 19 de janeiro de 2023 
  10. «Ganhadores do Troféu Ford ACEESP». Associação dos Cronistas Esportivos (ACEESP). Consultado em 20 de janeiro de 2023. Arquivado do original em 31 de março de 2022 
  11. «Ganhadores do Troféu Ford ACEESP». Associação dos Cronistas Esportivos (ACEESP). Consultado em 21 de janeiro de 2023. Arquivado do original em 12 de julho de 2021 
  12. «Matéria especial da GE.net é premiada no Troféu Ford-Aceesp». Terra. 1 de dezembro de 2012. Consultado em 19 de janeiro de 2023 
  13. Cheni, Anderson (9 de dezembro de 2013). «Vencedores do Troféu Ford-Aceesp 2013». Cheni no Campo. Consultado em 19 de janeiro de 2023 
  14. «ESPN tem cinco ganhadores no prêmio Aceesp; veja a lista de premiados». ESPN. 2 de dezembro de 2014. Consultado em 19 de janeiro de 2023 
  15. «Ganhadores do Troféu Aceesp 2017 – ACEESP». Associação dos Cronistas Esportivos (ACEESP). 2 de dezembro de 2017. Consultado em 21 de janeiro de 2023. Arquivado do original em 19 de outubro de 2021 
  16. «Conheça os vencedores do Troféu Aceesp 2021». Associação dos Cronistas Esportivos (ACEESP). Consultado em 19 de janeiro de 2023 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]