Renata Lo Prete

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Renata Lo Prete
Nascimento 22 de agosto de 1964 (54 anos)
São Paulo, SP
Ocupação jornalista
apresentadora de televisão
Nacionalidade brasileira
Atividade 1985—presente
Trabalhos notáveis Coluna Painel (Folha de S. Paulo)
Apresentação do Jornal das Dez (GloboNews)
Apresentação do Jornal da Globo (Rede Globo)

Renata Lo Prete (São Paulo, 22 de agosto de 1964) é uma jornalista e apresentadora brasileira.

Biografia e carreira[editar | editar código-fonte]

Renata Lo Prete formou-se em jornalismo em 1984 pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo. Em 1985, trabalhou durante três meses no jornal O Estado de S. Paulo, como revisora. De lá foi para o Jornal da Tarde, como repórter de cultura.

Em 1986 começou a trabalhar para a seção «Ilustrada» da Folha de S. Paulo. Em Nova Iorque foi correspondente bolsista do mesmo veículo de notícias. Ao voltar ao Brasil, passou ao cargo de editora-adjunta de Exterior. Editou o caderno de Ciência e apresentou o programa da Rede Folha, na TV, antes de assumir a chefia da Primeira Página do jornal, onde ficou por seis anos e meio.[1]

Em 1998 assumiu o cargo de ombudsman (ouvidor) do jornal, cumprindo três anos de mandato. Durante dez anos (2003-2012), foi editora da coluna Painel do jornal Folha de S. Paulo, voltada a bastidores da política. Entrevistando o então deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ), a jornalista acabou revelando e desencadeando o Escândalo do Mensalão.[2] Pela série de reportagens exclusivas, ela ganhou o Grande Prêmio Esso de Jornalismo em 2005.

Em 2012, deixou a Folha de S. Paulo, para se dedicar integralmente ao canal de notícias Globo News.[3] Na nova empresa, iniciou no Jornal das Dez. Na Globo, Renata teve rápida ascensão e tornou-se editora de política e âncora do Jornal das Dez.

Em 2014, foi a principal entrevistadora dos presidenciáveis[4], com isso acabou se tornando a última pessoa a entrevistar o falecido político Eduardo Campos.[5] Nas eleições de 2012 e 2014 foi âncora do programa Central das Eleições, nas tardes e noites dos domingos do primeiro e do segundo turnos. O programa do segundo turno de 2014 obteve o maior índice de audiência da história da GloboNews.

Em 2017, foi convidada pela TV Globo e assumiu a função de editora e âncora do Jornal da Globo, em substituição ao apresentador William Waack, demitido por um episódio de racismo.[6][7][8][9] No mesmo ano, Renata foi oficializada também como apresentadora do Painel, programa de debates da GloboNews.[10] Nas eleições de 2018, destacou-se ao comandar os dois domingos de apuração de votos em rede nacional, ao lado de William Bonner, e pela série de entrevistas com os candidatos à Presidência da República. O desempenho a levou a ser indicada ao prêmio Faz Diferença em 2019.

Renata também é comentarista do Jornal da CBN.[11] É casada, desde 1992, com o também jornalista Melchiades Filho, e têm dois filhos.[12]

Trabalhos[editar | editar código-fonte]

Televisão
Ano Programa Nota Emissora
2012-2017 Jornal das Dez Co-Apresentadora GloboNews
2017 Apresentadora
2017-presente Globo News Painel Apresentadora GloboNews
2015-2017 Jornal da Globo Apresentadora eventual Rede Globo
2017-presente Apresentadora
Jornais impressos
Ano Jornal Nota
1985-1988 O Estado de S. Paulo Revisora
1986 Folha de S. Paulo
1988 Jornal da Tarde Repórter
Rádio
Ano Emissora Nota
2015 Jornal da CBN Comentarista

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Premiação Categoria Trabalho Resultado
2005 Prêmio Esso de Jornalismo Entrevistas Folha de S. Paulo Venceu
2018 Prêmio Faz Diferença - O Globo[13] Segundo Caderno/TV Jornal da Globo / Globo News Painel Pendente

Referências

Precedido por
William Waack
Apresentação do Jornal da Globo
2017 - atualmente
Sucedido por
Precedido por
Dony De Nuccio
Apresentação do Jornal das Dez
2017
Sucedido por
Heraldo Pereira