Leda Nagle

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Leda Nagle
26 Prêmio da Música Brasileira (18522728700).jpg
Leda Nagle em 2015, no 26º Prêmio da Música Brasileira.
Nascimento 5 de janeiro de 1951 (66 anos)
Juiz de Fora
 Minas Gerais
Ocupação Jornalista, atriz, apresentadora de televisão e escritora
Nacionalidade Brasil Brasileira

Leda Nagle (Juiz de Fora, 5 de janeiro de 1951) é uma jornalista, escritora, atriz e apresentadora de televisão brasileira.[1] Foi apresentadora do programa semanal Sem Censura, durante 20 anos na TV Brasil.

É mãe do ator Duda Nagle[2] e prima do ex-deputado federal Fernando Gabeira.[3]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Leda Nagle mudou-se para o Rio de Janeiro depois de concluir a faculdade de jornalismo na Universidade Federal de Juiz de Fora, onde atuou brevemente como atriz no Grupo Divulgação.[4] Ganhou destaque ao comandar as entrevistas do Jornal Hoje, telejornal que mais tarde ela comandaria.[2] Ela ficou 10 anos no programa, sendo a segunda âncora que mais tempo comandou o JH. A única mulher a ficou mais tempo que ela foi Sandra Annemberg. Quando ela saiu, o público, que havia se apegado ao estilo da apresentadora, não aceitou: iniciou-se aí uma crise de audiência no Jornal Hoje.[2]

A época, ela foi convidada pela Rede Manchete para apresentar a edição da tarde do Jornal da Manchete.[2] Apresentou também um programa matutino de entrevistas no SBT do Rio de Janeiro, o Agenda. A jornalista também já atuou em programas de rádio e em projetos promovidos pelo Ministério da Educação, pela Unesco e outras entidades.

Em 2014 Leda Nagle completou 38 anos de profissão, há vinte anos como apresentadora do programa Sem Censura, que começou na TVE Brasil, e atualmente está na TV Brasil.[2]

Em dezembro de 2016, o colunista do jornal O Globo, Lauro Jardim, anunciou a demissão da apresentadora. A decisão foi comunicada por Laerte Rímoli, presidente da Empresa Brasil de Comunicação (EBC). Rímoli justificou a demissão com uma suposta dívida milionária que a TV Brasil possui e que não poderia mais arcar com os custos da produção.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Mateus Almeida (7 de junho de 2016). «Leda Nagle comemora 40 anos na televisão: 'Não vi o tempo passar'». Consultado em 28 de março de 2017 
  2. a b c d e Museu da Televisão Brasileira. «Biografia de Leda Nagle para o Museu da Televisão Brasileira». Consultado em 1 de janeiro de 2014 
  3. Tribuna do Norte (15 de Agosto de 2013). «A literatura de pijama». Consultado em 1 de janeiro de 2014 
  4. «Grupo Divulgação faz 45 anos e realiza semana especial de arte e cultura | Secretaria de Comunicação – UFJF». www.ufjf.br. Consultado em 31 de outubro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]