Sergio Clerici

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde junho de 2017). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Sergio Clerici
Informações pessoais
Nome completo Sergio Clerici
Data de nasc. 25 de maio de 1941 (76 anos)
Local de nasc. São Paulo, (SP),  Brasil
Nacionalidade Brasil Itália Ítalo-brasileiro
Apelido Gringo
Informações profissionais
Posição Atacante
Clubes de juventude
1958-1960 São Paulo Portuguesa Santista
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1960-1966
1967-1968
1968-1969
1969-1971
1971-1973
1973-1975
1975-1977
1977-1978
Itália Lecco
Itália Bologna
Itália Atalanta
Itália Verona
Itália Fiorentina
Itália Napoli
Itália Bologna
Itália Lazio
0020100059
0002200004
0002600009
0005400018
0005200020
0005700029
0005300015
0001100001

Sergio Clerici (São Paulo, 25 de maio de 1941) é um ex-futebolista e ex-treinador brasileiro, Atuava como Atacante. Apelidado de "El Gringo", Sergio Clerici começou sua carreira como jogador de futebol na Portuguesa Santista. Em 1960 foi contratado pelo Lecco, atuou na equipe até 1966, sendo o artilheiro de 1964-1965, e em seguida, vestiu as cores do Bologna, Atalanta, Verona, Fiorentina, Napoli e Lazio, tendo 336 partidas na Serie A 103 gols marcados.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Jogador[editar | editar código-fonte]

Contratado pelo Lecco em 1960-1961, Sergio Cleriri também atuou por Bologna, Atalanta, Verona, Fiorentina, Napoli e Lazio. Após a aposentadoria de José Altafini, Nenê e Sormani em 1977-78 foi o único e último jogador estrangeiro a atuar no Campeonato Italiano após a proibição de jogadores estrangeiros em 1966 e antes da reabertura 1980. Ele também é o jogador estrangeiro que atuou em um maior número de clubes da Serie A (07 no total).

Treinador[editar | editar código-fonte]

Após o final da carreira como jogador de futebol voltou ao Brasil onde foi treinador do Palmeiras, Santos e Inter de Limeira.

Conquistas[editar | editar código-fonte]

Jogador[editar | editar código-fonte]

Conquistas Individuais[editar | editar código-fonte]

1964-1965 (20 gols, juntamente com Virginio De Paoli)

Referências