Wiccano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wiccano
198.png.jpg
Dados da publicação
Publicado por Marvel Comics
Primeira aparição Young Avengers #1 (Abril de 2005)
Criado por Allan Heinberg
Jim Cheung
Características do personagem
Alter ego William "Billy" Kaplan
Espécie ninja do acre
Terra natal Nova York
Afiliações Jovens Vingadores
Vingadores Secretos
Base de operações Mansão dos Vingadores, Bishop Publicações
Parentesco
Situação presente Ativo
Codinomes conhecidos Asgardiano, Demiurgo
Habilidades
  • Manipulação de probabilidades
  • Eletrocinese
  • Conjuração de feitiços
  • Distorção da realidade
  • Alteração mágica da realidade
  • Teletransporte
  • Projeção astral
  • Levitação
  • Telecinese
  • Telepatia
  • Pirocinese
  • Fotocinese
  • Geração e manipulação de campos de força
Projecto Banda desenhada  · Portal da Banda desenhada

Wiccano (William "Billy" Kaplan) é uma personagem fictício do Universo Marvel.  Ele é um mutante, e sua aparência é modelada a partir de dois super-heróis da Marvel proeminentes, Thor (como Asgardiano) e da Feiticeira Escarlate (como Wiccano), os dois sendo membros dos Vingadores.

História[editar | editar código-fonte]

Billy foi um dos três primeiros a serem recrutados pelo Rapaz de Ferro para compor a equipe de Jovens Vingadores. Quando entrou para a equipe, adotou o nome de Asgardiano.

Ele entrou para a equipe e foi o primeiro a descobrir que o Patriota não tinha poderes de super soldado. Ele sempre conjurou feitiços que aprendeu a fazer sem saber como. Ele também se espelhava muito em sua heroína favorita: a Feiticeira Escarlate

Origem[editar | editar código-fonte]

Billy Kaplan é o filho mais velho do casal Jeff e Rebecca Kaplan. Porém, sua alma tem origem anterior. Antes mesmo dele nascer, a Feiticeira Escarlate e o Visão tiveram dois filhos, Thomas e William.

Entretanto, as crianças eram apenas fruto da imaginação da Feiticeira e que haviam ganhado vida ao serem incorporadas por fragmentos da alma de Mefisto. Quando o demônio "engoliu" de volta esses pedaços, as crianças deixaram de viver e a Feiticeira ficou desolada. Entretanto, as duas almas reencarnaram nos corpos de Billy Kaplan e Thomas Sheperd.

Billy sempre sofreu na escola devido a sua sexualidade e ao seu gosto por super-heróis. Uma vez, envergonhado, ele acabou se encontrando com a própria Feiticeira Escarlate, ainda sem saber que esta era sua "mãe". Ela lhe encorajou a demonstrar a pessoa que era por dentro e enfrentar seus medos.

E foi isso que Billy fez. Ao confrontar um dos valentões de sua escola, Billy acabou manifestando seus poderes elétricos, quase matando o rapaz. Ele continuou usando seus poderes, desesperado por ajuda. Ao correr atrás dos Vingadores, ele descobriu que a equipe havia debandado (A Queda). Entretanto, ele logo seria chamado pelo Rapaz de Ferro. Juntos, ele, Hulkling, Patriota e o já mencionado Rapaz de Ferro iriam constituir a base dos Jovens Vingadores.[1]

Família[editar | editar código-fonte]

Na batalha contra o Super-Skrull, Billy descobriu que ele e Célere são irmãos e que seus pais são, na verdade, a Feiticeira Escarlate e o Visão[2]. Ele foram criados a partir dos poderes de Wanda e de fragmentos de Mephisto.

Guerra civil[editar | editar código-fonte]

Na Guerra Civil, Billy foi capturado e preso pela S.H.I.E.L.D. junto com seus amigos. Ele recebeu a ajuda do Capitão América e do Falcão e assim conseguiram fugir para o QG da resistência[3].

Ao longo de toda a Guerra Civil, Billy e a equipe mantiveram-se do lado da resistência, tentando convencer os Fugitivos a se juntarem também, após quase perderem membros de ambas as equipes. Estes, no entanto, escolheram permanecer neutros, preferindo continuar a fugir e adiar o momento em que terão de crescer e tomar uma posição, o que segundo Nico os fará eventualmente perder a noção do Bem e do Mal.[4]

Ele ficou temeroso com o que podia acontecer a ele ou as pessoas ao seu redor após ver o clone do Thor matar o herói Golias pela sua resistência para não se registrar[5]. Logo depois Billy e os outros foram presos[6].

A princípio acreditava-se que Wicanno, assim como Hulkling e o resto da equipe, haviam se registrado na iniciativa [7]. Veio-se no entanto a descobrir que os responsáveis por isso foram as suas versões alternativas na Terra-721 (Terra-A). Os verdadeiros Jovens Vingadores permanecem não-registrados.[8]

Relacionamentos[editar | editar código-fonte]

Homossexual, Billy tem um relacionamento com Hulkling, seu colega de equipe. Estão atualmente noivos.

Sobre Wiccano[editar | editar código-fonte]

Personalidade[editar | editar código-fonte]

Billy talvez seja um dos mais sensatos e serenos heróis dos Jovens Vingadores. Mesmo nunca assumindo inteiramente a posição de líder, é ele quem bota a cara a tapa para salvar seus amigos e seu namorado quando necessário.

Mesmo assim, Billy perde um pouco da noção quando o assunto chega a ser muito pessoal para ele. Isso inclui invadir sozinho o castelo do Dr. Destino apenas para descobrir do paradeiro de sua "mãe", a Feiticeira Escarlate.

Poderes[editar | editar código-fonte]

Originalmente, os poderes de Billy eram baseados exclusivamente na geração e manipulação de eletricidade. Com o tempo, ele percebeu que isso fazia parte de um dom quase místico, e com isso, aprendeu a manipular as bases da magia.

Ou seja, Billy pode controlar o básico, invocando elementos da natureza, realizando teletransporte, voando, erguendo escudos e construtos sólidos, se curando e prevendo o futuro. Além disso, assim como Wanda, ele possui a habilidade de manipulação da realidade, o que significa que ele pode distorcer tudo que existe apenas com um pensamento.

Fraquezas[editar | editar código-fonte]

Apesar de ter um potencial gigantesco não explorado, Billy é limitado por um detalhe: ele ainda não aprendeu como se focar inteiramente em seus feitiços e invocações.

Isso significa que, para se focar, Billy tem de repetir suas conjurações (Por exemplo, se ele quer fogo, tem que repetir constantemente "fogofogofogo" ou "queimaqueimaqueima"). Isso o ajuda a se concentrar, mas ao mesmo tempo, dá aos inimigos a chance de descobrir o que irá acontecer e contra-atacar com vantagem.

Trajes[editar | editar código-fonte]

Em sua carreira, Billy possuiu dois trajes bem característicos. O primeiro, utilizado durante o primeiro volume da série e o arco Cruzada das Crianças, trata-se de um collant preto e dourado, com um cinto, uma bandana na cabeça e uma capa rasgada. Nessa época, ele usava o cajado e passou um tempo se chamando Asgardiano (só mudou para Wiccano pois, ao assumir seu relacionamento com Hulkling, Kate sugeriu que seu nome poderia ser motivo de chacotas - no original, Asgardian pode acabar soando como Ass Guardian)


Já no segundo volume, Billy adotou um traje quase divino. Ainda collant, sua roupa cinza traz, nas laterais e nos braços, detalhes azuis/pretos onde se pode ver o universo. Além disso, a capa vermelha continua, porém agora com um capuz e sem rasgos.

Referências

  1. «Arquivos Legionários: Guia Básico do Wiccano». Legião dos Heróis. Consultado em 2016-05-18. 
  2. Young Avengers #11
  3. Guerra Civil #2
  4. Civil War: Young Avengers/Runaways
  5. Guerra Civil #3
  6. Guerra Civil #6
  7. Avengers: The Iniciative #1
  8. She-Hulk vol.3 #21
Jovens avangersf f.jpg